Notícias Gospel (neste email contem: 12 novas notícias)

Filed under: by:

Notícias Gospel (neste email contem: 12 novas notícias)

Link to guiame.com.br's news

Grafiteiro expressa o amor de Deus em muros do Rio: “Ferramenta evangelística”

Posted: 25 May 2018 06:57 AM PDT

Grafiteiro expressa o amor de Deus em muros do Rio:

As mensagens do Evangelho de Cristo podem ser vistas nos muros de ruas e comunidades do Rio de Janeiro através de um grafiteiro que busca unir a arte à sua fé.

Considerado o primeiro grafiteiro cristão do Rio, Léo Shun passou a expressar o amor de Deus através da arte urbana desde sua conversão aos 16 anos, em 2002.

“Quando comecei a grafitar eu já estava convertido há alguns meses e tudo o que eu fazia naquele momento, como tento fazer até hoje, é direcionado ao Reino de Deus. É tudo para a glória de Deus e para falar do amor Dele”, destaca Léo.

“Eu uso o graffiti não só pela beleza da arte, mas sempre expressando os valores de Cristo, que são a base da minha ideologia. Desde o início eu tinha essa vontade de usar o graffiti como ferramenta evangelística e de louvor a Deus”, acrescenta o muralista.

Quem anda pelas ruas cariocas, provavelmente já se deparou com um cachorrinho (Half, a sua marca) com uma frase reflexiva criada pelo artista e inspirada em textos bíblicos. Léo também costuma desenhar dentro das igrejas durante cultos, como uma expressão de adoração a Deus.

“A princípio eu comecei grafitando nas ruas e depois levei o graffiti para dentro das igrejas. A primeira vez que eu grafitei dentro de uma igreja foi através de um projeto que eu criei, uma oficina de graffiti para os jovens e adolescentes da igreja e moradores da comunidade”, ele conta.


Léo Shun também costuma desenhar dentro das igrejas durante cultos. (Foto: Divulgação)

“No começo houve uma certa resistência do pastor, mas eu tive o apoio de um membro que ajudou bastante e conseguiu um espaço dentro da igreja para realizar a oficina”, completa. “Depois dessa oficina o pastor viu o resultado do trabalho e percebeu que o graffiti estava sendo usado para evangelizar os jovens. Foi aí que ele me deixou fazer um graffiti dentro da igreja”.

Pichação

Antes de se tornar grafiteiro, Léo havia se envolvido com a pichação e colocou sua vida em risco por inúmeras vezes. Já foi ameaçado de morte, agredido e experimentou muitos livramentos de Deus.

“Eu comecei a pichar muito novo e aquilo se tornou um vício. Não importava quantos sufocos e riscos eu passava, eu não conseguia parar de pichar. Até que me converti e o Espírito Santo transformou totalmente minha vida, me dando uma nova percepção sobre o cristianismo a partir de um relacionamento com Deus”, explica o artista.

Depois que se converteu, um dos seus objetivos passou a ser levar o Evangelho aos pichadores através de um novo estilo de arte urbana denominado Persona. Nesse estilo, Léo fez uma ponte entre a pichação e o graffiti possibilitando que mais de 300 pichadores migrassem para o graffiti em diferentes cidades brasileiras.


Léo Shun desenha frases de reflexão com base em suas ideologias cristãs. (Foto: Divulgação)

“O estilo Persona foi a forma que encontrei para oferecer uma alternativa a pichadores que querem migrar para o graffiti se expressando nas ruas sem correr riscos, e graças a Deus foi muito além do que eu imaginava”, celebra.

O artista conta que através de seu trabalho, algumas pessoas entregaram suas vidas a Cristo e jovens passaram a descobrir novas maneiras de adorar a Deus.

“Hoje as pessoas ainda se surpreendem com o graffiti sendo uma ferramenta evangelística, no entanto, a arte urbana alcançou uma visibilidade muito grande. Hoje não é mais algo incomum, como era quando eu comecei. No ano em que comecei quase não existia grafiteiro no Rio de Janeiro. O graffiti estava bem no início e eu fui um dos primeiros, e também fui o primeiro grafiteiro cristão da minha cidade”, declara.


Ruas e comunidades do Rio de Janeiro podem se deparar com a arte de Léo Shun. (Foto: Divulgação)


Léo Shun desenha frases de reflexão com base em suas ideologias cristãs. (Foto: Divulgação)

 

This posting includes an audio/video/photo media file: Download Now

Cristã vai a maternidade para realizar cultos com mães que tiveram filhos prematuros

Posted: 25 May 2018 06:38 AM PDT

Cristã vai a maternidade para realizar cultos com mães que tiveram filhos prematuros

Ao ver o exemplo do maestro Paulo Torres, que toca violino em hospitais, a doutoranda em Engenharia Elétrica Ana Watanabe se sentiu inspirada para fazer o mesmo. Paulo foi professor de seu filho e percebeu em seu exemplo uma forma de abençoar vidas.

Ana também é professora na Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc), onde se formou. Apesar de sua vocação profissional, foi nos quartos da maternidade Darcy Vargas, em Joinville, que ela passou a usar outros dons que possui.

A professora soube que o maestro Paulo Torres viu uma pessoa sair do coma enquanto ele tocava um hino cristão no violino para ela. Foi em 2013 que seu filho, Guilherme, passou a ter aulas com Paulo, então ela ficou sabendo do acontecido que lhe inspirou.

Ana se sentiu muito impressionada e conversou com seu filho, sugerindo que eles pudessem fazer a mesma coisa. Um ano depois, a maternidade respondeu a petição de Ana, mas nesse tempo seu filho havia se mudado para São Paulo por causa dos estudos.

“Quando me retornaram, pensei: ‘E agora? Eu não sei tocar violino, não sei cantar… Talvez eu possa fazer alguma coisa, como entrega de livros, visitações. É um trabalho simples, mas que leva um pouco de carinho e amor às mulheres neste momento tão especial”, pensou.

Na ativa

Há quatro anos ininterruptos, Ana comparece à maternidade junto a um grupo de mulheres que a ajudam neste projeto. Mesmo com a agenda cheia, das viagens e do doutorado, ela e suas companheiras visitam todos os quartos, oram e cantam.

Mas, há algo em especial. Ana tem uma atenção a mais para os bebês prematuros. A professora presenteia os pequeninos com polvos de crochê e convidam as mamães para participar de um culto na capela do hospital.

“Tentamos fazer amizade. As mães têm aceitado bem o nosso culto. Cantamos alguns hinos e fazemos uma curta meditação. Em datas comemorativas, levamos presentinhos, fazemos alguma ação. E, quinzenalmente, aos sábados, levamos corais, crianças”, disse ela.

As crianças são fruto de uma parceria que ela fez com um escola adventista da cidade. Ana também comenta que ajuda com doações de leite e fralda, que algumas mães necessitam.

Frutos

Ana lembra de um caso específico que a marcou, como resultado deste trabalho. Ela fala de Evandra Damaceno, uma mãe que deu à luz um bebê prematuro, Sophia Vitória, que nasceu em 2017. Ela chegou ao mundo com apenas cinco meses de gestação, pesando 595 gramas.

Por conta das complicações, a bebê precisou ficar internada da Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) e passou por vários procedimentos cirúrgicos. Foram quatro meses de permanência na maternidade.

Sophia nasceu com apenas cinco meses de gestação, pesando 595 gramas. (Foto: Reprodução).

“Eu estava completamente abalada. Os médicos só me diziam que ela não ia sobreviver, e o conforto das palavras dos voluntários me ajudava bastante”, lembra Evandra. Durante esse período, Ana se aproximou de Evandra e ofereceu ajuda. Toda a semana, a mãe de Sophia comparecia ao culto oferecido na maternidade.

A amizade entre as duas foi tão benéfica que hoje Evandra recebe estudos bíblicos via videoconferência ministrados por Ana. Ela mora em uma cidade vizinha à Joinville. “Ela já levou a bebê na nossa igreja, e agora estudamos a Bíblia todas as quintas”, conta Ana.

“A alegria invade meu coração ao poder ser útil ao nosso semelhante. Eu sinto que é um presente de Deus poder fazer parte deste serviço de voluntariado. Se entregarmos nossos talentos, tempo e dinheiro a Deus, Ele permite que trabalhemos em sua obra, dando-nos condições de realizá-la”, finalizou.

This posting includes an audio/video/photo media file: Download Now

Pela primeira vez na história, partido judaico-cristão disputará eleições em Israel

Posted: 25 May 2018 05:53 AM PDT

Pela primeira vez na história, partido judaico-cristão disputará eleições em Israel

Um partido político judeu-cristão estará nas urnas pela primeira vez na próxima eleição geral de Israel, depois que o registrador aprovou recentemente o partido.

Dennis Avi Lipkin fundou o Partido 'BibleBloc' ('Bloco Bíblico'), que ele diz estar preparando há anos.

"Nosso objetivo é promover a aliança e união judaico-cristã", diz Lipkin ao The Jerusalem Post. "Por 2.000 anos, judeus e cristãos se odiaram. Mas agora que Israel enfrenta uma ameaça existencial de terrorismo islâmico, precisamos de um partido de amor judaico-cristão".

O Jerusalem Post informa que a lista de membros do partido irá alternar entre judeus e cristãos, começando com Lipkin, seguido por um cristão que vive na aldeia Druse de Usfiya. Parte da plataforma do partido será a de enviar adeptos judeus e cristãos de Israel para falar em nome do país em todo o mundo. O partido buscará o apoio de imigrantes russos não-judeus da antiga União Soviética e seus cônjuges e árabes cristãos.

"O Bloco Bíblico protege todos que acreditam na Bíblia e se opõem à limpeza étnica de judeus e cristãos da terra de Israel", segundo a imprensa judaica. "Bloco Bíblico representa partidos em todo o mundo que defendem a cultura ocidental democrática judaico-cristã".

Esther Fleece Allen, da Aliança pela Paz de Jerusalém diz: "É bom ver alguém como Avi Lipkin reconhecer o nível de apoio que os não judeus trazem para a vitalidade de Israel. A Aliança pela Paz de Jerusalém está empenhada em orar por todos os que buscam o bem daqueles que vivem na Terra Santa".

Os Estados Unidos abriram recentemente sua embaixada em Jerusalém, o que tem gerado protestos internacionais.

A mudança foi elogiada como cumprimento profético bíblico por muitos líderes cristãos.

"Estamos finalmente fazendo o que dissemos que íamos fazer há um quarto de século e isso é mover nossa embaixada para Jerusalém. E então, em outro nível, acho que a América está se alinhando com a verdade bíblica. Quero dizer, isto é, não importa o que os Estados Unidos digam - esta é a capital Jerusalém, foi comprada e paga. Davi declarou que esta era a capital de Israel, e então eu acho que estamos apenas entrando em alinhamento com a verdade bíblica", disse o tenente-general do Exército, Jerry Boykin.

Israel é dirigido pelo Knesset ou assembléia geral. Veja abaixo o que o site oficial do Knesset explicou sobre o sistema eleitoral de Israel:

Israel tem um sistema eleitoral baseado na representação proporcional nacional, e o número de assentos que cada lista recebe no Knesset é proporcional ao número de eleitores que votaram nela. A única limitação é a qualificação de 3,25%. Em outras palavras, um partido deve receber pelo menos 3,25% dos votos para ser eleito. Segundo esse sistema, os eleitores votam em uma lista partidária e não em uma pessoa específica da lista. Desde a instituição do sistema de primárias em algumas das partes, esses partidos elegem diretamente seus candidatos ao Knesset. Algumas das partes elegem seus candidatos através das instituições do partido. Nos partidos ultra-religiosos, seus líderes espirituais apontam os candidatos. As eleições do Knesset ocorrem uma vez a cada quatro anos, mas o Knesset ou o Primeiro Ministro podem decidir realizar eleições antecipadas e, sob certas circunstâncias, podem servir por mais de quatro anos. ...

O concurso nas eleições está entre as listas de candidatos. Desde que a Lei dos Partidos foi aprovada em 1992, apenas um partido, que foi legalmente registrado ou um alinhamento de dois ou mais partidos registrados, que decidiram concorrer juntos às eleições, pode apresentar uma lista de candidatos e participar nas eleições.

Os candidatos de qualquer lista são eleitos para o Knesset com base na ordem em que aparecem nele. Se uma determinada parte recebeu votos suficientes para 10 assentos, os 10 primeiros candidatos de sua lista entrarão no Knesset. Se um membro do Knesset falecer ou renunciar ao seu lugar no Knesset por qualquer razão, o próximo da lista irá substituí-lo.

This posting includes an audio/video/photo media file: Download Now

Gnocchi com mascarpone e parma

Posted: 25 May 2018 04:50 AM PDT

Gnocchi com mascarpone e parma

INGREDIENTES

1kg de batatas Asterix
300 gramas de farinha (preferencialmente italiana do tipo 00)
3 colheres de sopa de manteiga
500 gramas de Mascarpone (preferencialmente italiano)
1500 ml de creme de leite culinário
100 gramas de presunto de Parma
Sal a gosto

MODO DE PREPARO

Gnocchi:

Descasque as batatas e insira em panela com água fervendo por 30 minutos até que estejam cozidas, não podem ficar muito moles e nem muito duras para dar o ponto exato à massa.

Passe-as no espremedor, junte a manteiga e sal a gosto, misturando bem. Acrescente a farinha aos poucos e misture até obter uma massa firme. Modele rolinhos longos com massa e corte-os em pedaços pequenos. Achate-os ligeiramente com um garfo ou faça pequenas bolinhas.

Cozinhe o nhoque em água fervente salgada até que comecem a flutuar, escorra, acrescente o molho de Gorgonzola e as nozes e sirva quente.

Molho:

Corte o presunto de Parma em pequenos cubos. Acrescente duas colheres de manteiga em uma frigideira grande, esquente e adicione os cubinhos de presunto de Parma até que comecem a dourar em fogo baixo (deixar apenas 2 minutos).

Passados os 2 minutos, ainda em fogo baixo, acrescente o creme de leite fresco e espere até que fique bem quente. Sem nunca parar de mexer, acrescente o Mascarpone Italiano até que ele derreta e se misture com o creme de leite, não deixe ferver para não talhar.

Acrescente o molho acima do Gnocchi cozido, decore com uma fatia de presunto de Parma ao centro do prato e sirva bem quente.

Rendimento: 4 porções

This posting includes an audio/video/photo media file: Download Now

Aposte na praticidade dos ponchos nos dias frios

Posted: 25 May 2018 04:45 AM PDT

Aposte na praticidade dos ponchos nos dias frios

O poncho é uma peça coringa e confortável para ser usada em dias frios. Traje tradicional da América do Sul, é feito basicamente com um tecido com 3,5 x 2,5 metros, com uma abertura no centro por onde passa a cabeça e fica apoiado nos ombros.

Na América Andina pode ser encontrado produzido com lã de lhama, alpaca e até vicunha. Aqui no Brasil, a peça foi usada por diversos grupos, como os bandeirantes e tropeiros. Ainda hoje é muito usado pelos gaúchos que vivem no meio rural, já que ajuda a proteger do frio e do vento. A peça pode ser vista nas grandes cidades como uma espécie de sobretudo.

Maria Inês Borges da Silveira, consultora de Comportamento Profissional e de Etiqueta Social, explica que por ser prático e confortável, os ponchos acabam agradando a todos. É possível encontrar o traje em diversos estilos e modelos, ora sofisticados, ora simples ou modernizados.

“Uma boa dica é usar um modelo simples com calças mais justas ou saias retas, fica perfeito para o dia a dia. No sul do país é usado por homens e mulheres durante o inverno. O poncho é uma peça de sobreposição que aquece bem nessa época do ano”, comenta.


No inverno, a peça também costuma ser usada por homens. (Foto: Reprodução)

Já as peças mais sofisticadas, de caxemira ou lã, contornadas por peles nobres como Vison, Lontra ou Marta, servem de agasalhos e podem ser usadas em festas e solenidades, principalmente para as mulheres.

A consultora faz um alerta para não errar a mão no look. “Por ser volumoso e marcante, tome cuidado para não pesar seu visual. Usados com roupas retas ficam muito chiques. Grandes nomes da alta costura investem no poncho e muitas figuras importantes nacionais e internacionais usam sem medo de errar”, completa.

This posting includes an audio/video/photo media file: Download Now

David Luiz doa camisa autografada para ajudar missionários que atuam fora do Brasil

Posted: 24 May 2018 12:39 PM PDT

David Luiz doa camisa autografada para ajudar missionários que atuam fora do Brasil

O jogador cristão David Luiz, que atualmente defende o Chelsea, mostrou que se importa com missões pelo mundo. Para colaborar com a campanha nacional de missões mundiais, o zagueiro e volante doou uma camisa autografada para a Igreja Batista em Jardim, que fica em Itabapoana (RJ).

A doação mostra um gesto importante do atleta, pois todos os recursos que forem arrecadados com o sorteio da camisa oficial serão revertidos para o sustento de missionários que atuam fora do Brasil.

Evangélico, o ex-Seleção Brasileira atendeu ao pedido de um familiar que por sua vez é membro da igreja e doou a camisa para arrecadar as ofertas. O sorteio será realizado no dia 16 de junho, junto com o culto de encerramento da campanha EU SOU.

Missões Mundiais

Desde o início do ano, as igrejas batistas do Brasil que são ligadas a Junta de Missões Mundiais estão trabalhando para levantar fundos na campanha “EU SOU, Esperança às Nações”. O pastor João Marcos Barreto Soares, diretor executivo de Missões Mundiais, comentou: “O mundo precisa conhecer o verdadeiro Eu Sou e entender que há esperança em Jesus”.

Ele ainda acrescentou: “Cristo se apresentou às pessoas como resposta de Deus à humanidade. Ele é a Esperança. Por isso nós dizemos: Eu sou esperança às nações. Você que tem Jesus se tornou esperança às nações quando encontrou Cristo e decidiu segui-lo. Você pode dizer que é esperança às nações quando ora, quando contribui, quando mobiliza”.

“Quando você vai ao campo em uma viagem missionária, numa caravana voluntária, num projeto de socorro humanitário de Missões Mundiais, você é a esperança. Você pode dizer: Eu sou esperança às nações porque estou aqui, representando Aquele que é a verdadeira esperança”, ressaltou.

JMM

A Junta de Missões Mundiais é uma organização missionária da Convenção Batista Brasileira, com atuação em mais de 75 países. Criada em 1907, sua atuação consiste na expansão do trabalho missionário além das fronteiras do Brasil, no despertamento e preparo de vocacionados para missões, dentre muitas outras ações que contribuem para a proclamação do Evangelho no mundo.

This posting includes an audio/video/photo media file: Download Now

Estudante é proibido de citar Jesus em discurso de formatura, nos EUA

Posted: 24 May 2018 11:57 AM PDT

Estudante é proibido de citar Jesus em discurso de formatura, nos EUA

Um jovem de 18 anos planejava agradecer a Deus em sua formatura, mas foi impedido pela escola de fazer referências a Deus durante seu discurso.

Sam Blackledge, que foi escolhido como orador da turma na escola West Prairie High School, em Illinois, nos Estados Unidos, se preparava há alguns meses para falar sobre o amor de Cristo aos colegas de classe.

No entanto, depois que entregou seu discurso aos funcionários da escola, o estudante foi forçado a remover todas as referências religiosas apenas dez minutos antes de discursar.

“Sempre há pessoas que vão contra o que eu tenho a dizer, nem todos sempre concordam, mas acredito que essa seja a verdade. Isso impactou minha vida e eu queria compartilhar a esperança de Cristo com os outros”, disse Blackledge à rede KFVS-TV.

O discurso do jovem era centrado em torno de quatro temas: mal, justiça, amor e perdão. Em sua mensagem, ele conectou os quatro pontos a Jesus.

“Cristo veio para nos mostrar a justiça de Deus ao lidar com a injustiça do mundo”, Blackledge planejava discursar. “Enquanto você procura bondade, justiça, amor e perdão, saiba que só Deus é grande o suficiente para prover isso para você”.

Inicialmente, os funcionários da escola não queriam deixar o estudante realizar nenhum discurso, de acordo com o advogado do adolescente, Jeremy Dys. No entanto, eles cederam e permitiram que fosse feito um discurso “genérico” sem nenhum comentário religioso.

“A coisa mais importante na minha vida é Cristo. Ele é a única razão pela qual eu me tornei o orador da turma. Ele é a razão pela qual eu fechei com 10. Se não fosse por Ele, eu não estaria lá em cima. Eu estava dando a Ele o crédito por isso”, explicou o garoto.

Segundo o Instituto First Liberty, a escola violou os direitos constitucionais de Blackledge. “Acreditamos que o distrito escolar agiu de forma errada contra a Constituição. Vamos determinar exatamente quais são as melhores ações a serem tomadas depois disso”, declarou a organização.

Apesar da censura, Blackledge tem recebido o apoio de muitos na comunidade. “Até mesmo as pessoas que eu não conheço e nunca vi antes vêm até mim e me perguntam se eu sou o garoto que isso aconteceu. Então, elas dizem que estão do meu lado e eu valorizo muito esse apoio”.

This posting includes an audio/video/photo media file: Download Now

Cristina Mel lança o single "El Amor de Dios" com participação do rapper Papa San

Posted: 24 May 2018 11:10 AM PDT

Cristina Mel lança o single "El Amor de Dios" com participação do rapper Papa San

A cantora Cristina Mel lançou mais um single voltado para o público adulto. Dessa vez, em espanhol. “El Amor de Dios” tem participação do rapper jamaicano Papa San e será apresentada ao público latino na Expolit 2018, nos Estados Unidos.

Com quase 30 anos no mercado fonográfico Cristina mostra que não tem dificuldades em se reinventar. A faixa foi produzida em Miami por Eddie Perez e Sérgio Cavalieri.

“No início de 2018 estive nos EUA para ministrar em algumas igrejas, o Eduardo Custódio me levou no estúdio Trunoys em Miami e resolvemos gravar duas faixas com eles. A Participação do Papa San foi um presente, ele tem um testemunho lindo, antes de se converter foi um rapper que gravou com artistas renomados” contou Cristina.

Uma curiosidade sobre “El Amor de Dios” é que antes de ser gravada nos EUA a canção entrou para o projeto em português de Cristina Mel como “O Amor de Deus”, uma composição de Abdiel Arsenio.

Oportunidade

Originalmente ela seria gravada com um rapper mas, segundo Cristina, quando apareceu a oportunidade de gravarem lá fora a sua equipe enviou algumas canções e os produtores não tiveram dúvidas em gravar a obra nos estúdios da Trunoys.

"No Brasil, Cristina Mel já faz parte da história da música cristã e eu sempre me perguntei o porquê de seu ministério não ter se expandido além das fronteiras. Com este projeto em espanhol, acho que iremos recuperar uma parte deste tempo”, disse Maurício Soares, diretor da Sony Music Gospel no Brasil.

“O público latino passará a conhecer seu talento e principalmente sua mensagem. Acredito muito no potencial de Cristina Mel para o mercado hispano e creio que este será o primeiro single de muitos", finalizou.

Ouça a música "El Amor de Dios":

This posting includes an audio/video/photo media file: Download Now

MercyMe ganha prêmio de melhor banda cristã de 2018 pela Billboard Music Awards

Posted: 24 May 2018 10:43 AM PDT

MercyMe ganha prêmio de melhor banda cristã de 2018 pela Billboard Music Awards

A banda cristã MercyMe ganhou a premiação de Melhor Artista Cristão na Billboard Music Awards (BBMA) de 2018. O evento aconteceu na noite do último domingo (20). Além disso, o grupo recebeu indicações em outras categorias do gênero. Em Top Christian Album (melhor álbum cristão) e Top Christian Song (melhor música cristã).

“Nós nunca nos propusemos a escrever, fazer música e realizar turnês para ganhar um prêmio, mas ter a Billboard enviando essa honra para nós significa muito”, compartilha Bart, vocalista da banda.

“É irreal ver o Senhor usar o poder da música e das histórias para permear vidas. Obrigado à Billboard por ser tão gentil conosco ao longo de nossa carreira, especialmente com este prêmio, e obrigado aos fãs por compartilharem essa jornada conosco”, ressalta.

MercyMe é um dos principais candidatos do K-LOVE Fan Awards 2018 com quatro indicações, incluindo Film Impact (para o longa I Can Only Imagine que estreia no Brasil no dia 31 de maio), Grupo ou Duo do Ano, Canção do Ano (para o hit “Even If ”) e Artista do Ano.

"Grace Got You" Feat. John Reuben é o último single da banda MercyMe a bombar nas rádios. Atualmente a música está no Top 10 da AC Monitored, Christian Airplay e AC Indicator, juntamente com os 20 melhores no Hot AC.

A história da banda e do vocalista Bart estreia no cinema no dia 31 de maio deste ano. O filme “Eu Só Posso Imaginar” foi sucesso de bilheteria nos Estados Unidos e agora os brasileiros poderão se emocionar com a história que envolve nomes como Amy Grant, Michael W. Smith e Steven Curtis Chapman.

Confira o trailer:

This posting includes an audio/video/photo media file: Download Now

As profecias bíblicas podem ser compreendidas por todos que se esforçam, diz pastor

Posted: 24 May 2018 09:11 AM PDT

As profecias bíblicas podem ser compreendidas por todos que se esforçam, diz pastor

Há um consenso entre a maioria dos pastores de que o mundo vive seus últimos dias. No entanto, a total compreensão das profecias bíblicas sobre o fim dos tempos ainda é uma barreira para muitos cristãos.

O pastor norte-americano Greg Laurie explica que a Bíblia sempre incentivou as pessoas a se aprofundarem em sua mensagem. Para ilustrar seu argumento, ele citou uma passagem do Evangelho de Marcos onde Jesus fala sobre o fim dos tempos e afirma: “Quem lê, entenda”.

“Às vezes as pessoas dizem ‘não conseguimos entender a profecia bíblica’. No entanto, as Escrituras dizem: ‘Quem lê, entenda’. O fato é que a própria palavra ‘revelação’, como no livro do Apocalipse, significa desvendar”, disse o pastor ao site The Christian Post.

“O desejo de Deus não é esconder, mas revelar. Existe até mesmo uma bênção prometida em Apocalipse à pessoa que lê, ouve e guarda as palavras do Livro”, explica o líder da igreja Harvest Christian Fellowship, no sul da Califórnia.

Fazendo um paralelo entre as profecias bíblicas e os acontecimentos atuais, o pastor observa que um elemento chave é o reagrupamento dos judeus em Israel depois de terem sido espalhados por todo o mundo.

“Então, a Bíblia diz que uma grande força que vem do norte os atacará”, acrescentou Laurie, com base nos textos de Ezequiel 37 e 38. De acordo com sua interpretação, Magog é a atual Rússia e tem como aliado a Pérsia, que hoje é o Irã.

“Se Magog é a Rússia isso se torna fascinante, porque este é um acontecimento muito recente, onde a Rússia se envolveu com o Oriente Médio apoiando a Síria — que é uma aliada leal do Irã. Então você se pergunta, este é um cenário que as Escrituras previam?”, questiona.

Diante da aproximação do retorno de Jesus Cristo, o pastor afirma que os cristãos devem focar em expandir o Reino de Deus no mundo. “Sei que um dia vou para o céu por ter colocado minha fé em Jesus e meu objetivo é levar o máximo de pessoas que eu puder comigo”.

Laurie acredita que, muitas vezes, o evangelismo é “supercomplicado” pelos cristãos. “Não é tão difícil como pensamos. A mensagem de Jesus é simples”, disse ele. “Jesus não disse que o mundo inteiro deveria ir à igreja, mas que a igreja deveria ir para o mundo inteiro. Ide por todo o seu mundo, onde quer que você esteja, em sua esfera de influência e envolva as pessoas com conversas evangelísticas”.

This posting includes an audio/video/photo media file: Download Now

Brasileiros são mais aceitos para pregar o Evangelho no Japão, dizem missionários

Posted: 24 May 2018 08:21 AM PDT

Brasileiros são mais aceitos para pregar o Evangelho no Japão, dizem missionários

Imigrantes brasileiros estão sendo treinados para evangelizar japoneses. Missionários que atuam no país perceberam que há uma maior aceitação dos nativos quando um brasileiro fala de Jesus que um próprio japonês.

Pensando nisso, missionários plantaram uma igreja de língua portuguesa chamada Centro Cristão Tokai, inaugurada em dezembro de 2017 em Kakegawa, uma cidade localizada em uma região central do Japão. O local é habitado por dezenas de brasileiros que trabalham para a montadora Toyota.

A igreja serve como um “centro de influência urbano”, além de oferecer aos brasileiros e a outros cristão um espaço de adoração. O desafio é grande, pois apenas 0,7% da população é cristã. Além disso, um dado alarmante. No Japão, mais de 25 mil pessoas cometeram suicídio somente em um ano. Uma média de 70 por dia só em 2014.

“Primeiro, queremos alcançar os imigrantes brasileiros e, então, através deles, alcançar os japoneses”, diz Guenji Imayhuki, o pastor da igreja. Ele é missionário de São Paulo e trabalha há três anos em Kakegawa.

Novos templos

Guenji conta que uma segunda geração de imigrantes brasileiros que falam japonês fluentemente está amadurecendo e que esse fato favorece a criação de novos templos em todo o país. “Temos muitos outros lugares potenciais para plantar igrejas”, ressalta.

Dados apontam que há no Japão cerca de 250 mil pessoas que falam em português. Mesmo com poucos meses, o Centro Cristão Tokai já tem 60 membros. A visão da igreja recebe o suporte de Masumi Shimada, presidente da União Japonesa da Igreja Adventista.

Ele disse que os templos internacionais, como este, podem atrair o povo japonês de uma maneira que muitas as tradicionais não podem.

“Às vezes, é mais fácil para um estrangeiro se aproximar de um japonês com o Evangelho do que para um japonês se aproximar de outro japonês”, salienta. Ele explica que as igrejas japonesas tendem a ser vistas pelos visitantes como “muito sérias”, “escuras” e “pesadas”, enquanto as internacionais são vistas como descontraídas, calorosas e amigáveis.

This posting includes an audio/video/photo media file: Download Now

O governo espiritual do lar

Posted: 24 May 2018 08:05 AM PDT

O governo espiritual do lar

Queremos abordar agora a vida espiritual no lar; isto envolve não só o casal, mas toda a família. Porém, nosso enfoque maior neste momento não são os filhos, e sim os cônjuges. Durante muito tempo, ao ensinarmos sobre o assunto, usamos a expressão “o sacerdócio no lar”, mas queremos começar corrigindo isso aqui. Muitas vezes propagamos conceitos equivocados, sem base bíblica, porque os recebemos sem questionar e acabamos levando adiante.

A Bíblia ensina que Jesus Cristo nos comprou com seu sangue para fazer de nós reis e sacerdotes (Ap 5.9,10), o que nos faz compreender a visão do sacerdócio universal do crente. Diferente da idéia difundida pela Igreja em séculos anteriores, não temos duas categorias distintas na igreja: o clero e os leigos. Todos são sacerdotes e deveriam funcionar como tal. A Palavra de Deus distingue posições de governo dentro da Igreja Local, mas não limita o sacerdócio a uns poucos cristãos. Todo crente deve funcionar em seu lugar no Corpo de Cristo, e todos têm a responsabilidade de ministrar ao Senhor, bem como aos homens, em nome d’Ele. Esta visão tem sido resgatada desde a Reforma Protestante e ainda amadurece em nossos dias, e somos gratos a Deus por isso.

Contudo, no esforço de resgatar esta verdade, acabamos exagerando na dose. Falamos muito sobre o homem ser o sacerdote de seu lar e, na verdade, o que estamos fazendo é confundir o governo com o sacerdócio.

“Quero, entretanto, que saibais ser Cristo o cabeça de todo homem, e o homem, o cabeça da mulher, e Deus, o cabeça de Cristo.” (1 Coríntios 11.3)

A ordem de sujeição é clara na Bíblia: Deus é o cabeça de Cristo, Cristo é o cabeça do homem e o homem é o cabeça da (sua, não da dos outros) mulher. Este texto fala de governo e sujeição. Porém, por alguma razão, passamos a tratar como se falasse de sacerdócio, ensinando algo mais ou menos assim: Se Cristo, por ser cabeça do homem é seu sacerdote, logo o homem, por ser cabeça de sua mulher é sacerdote dela.

Se as coisas fossem exatamente assim, então a mulher não exerce sacerdócio sobre ninguém e Cristo não é sacerdote dela, só de seu marido! Em seu livro, “Casamento & Família”, publicado em português pela Graça Editorial, o Dr. Frederick Price fala acerca disso:

“Eu percebo que esta possa ser uma revelação ou uma ideia revolucionária para você, mas o marido não é o cabeça espiritual da esposa. Muitas pessoas falam do marido como sendo o sumo sacerdote da família, o sacerdote da casa e assim por diante. Mas o marido não é o sacerdote da casa! Toda pessoa nascida de novo é sacerdote e rei, independentemente do sexo, raça ou classe (1 Pe 2.5,9; Ap 1.6). O único cabeça espiritual em qualquer lar é Jesus. Jesus é o cabeça. Ele é o único Sumo Sacerdote. Nós somos em conjunto reis e sacerdotes porque somos o Corpo de Cristo. De outra forma, você estaria dizendo que Jesus é o sacerdote do homem, mas o homem é sacerdote da mulher! E isso coloca um ser humano entre as mulheres e Jesus, exatamente como no Velho Testamento, quando um sacerdote tinha que interceder entre os israelitas e Deus… Jesus é o Sumo Sacerdote de cada pessoa nascida de novo. Homem nenhum pode usurpar a autoridade do Sacerdote de todos os tempos. Se os homens não precisam de um sacerdote humano sobre eles, tampouco precisam as mulheres!” (Capítulo 6, páginas 71 e 72).

Portanto, cremos que tanto o marido como a esposa (e também os filhos) são todos sacerdotes que devem ministrar perante Deus e em favor uns dos outros. A única questão em que o homem se destaca é no governo do lar que lhe foi confiado. O fato de só o marido ser o cabeça do lar não significa que só ele seja sacerdote!

O GOVERNO ESPIRITUAL DO LAR
Antes de governar na igreja, o homem tem que governar em sua própria casa:

“É necessário, portanto, que o bispo seja irrepreensível, esposo de uma só mulher… e que governe bem a própria casa, criando os filhos sob disciplina, com todo o respeito (pois, se alguém não sabe governar a própria casa, como governará a Igreja de Deus?)” (1 Timóteo 3.2a,4-5)

Não é porque vai governar a igreja que o bispo tem que ter um bom lar, mas justamente o contrário. O homem tem que ser o pastor do seu próprio lar; isto é requisito não só para quem ingressa no ministério de tempo integral, mas é um exemplo de vida cristã. E se a pessoa não cumpre um requisito básico da vida cristã, então não tem autoridade para ser um ministro à frente da Igreja.

Portanto, o mandamento de governar bem o lar – incluindo a vida espiritual – é para todo cristão. E isto envolve uma excelente conduta familiar, que depois será cobrada do líder como exemplo para o restante do rebanho:

“Por esta causa te deixei em Creta, para que pusesses em ordem as coisas restantes, bem como, em cada cidade, constituísse presbíteros, conforme te prescrevi: alguém que seja irrepreensível, marido de uma só mulher, que tenha filhos crentes que não são acusados de dissolução, nem são insubordinados.” (Tito 1.5,6)

O homem, além de ser fiel à sua esposa, deve conduzir seus filhos no caminho do Senhor e numa vida de santidade, o que exigirá dele não só conselhos casuais, mas todo um acompanhamento, investimento e ministração na vida espiritual de seus familiares. O posicionamento de um homem de Deus sempre deve envolver sua casa. Este foi o exemplo dado por Josué:

“Mas se vos parece mal servir ao Senhor, escolhei hoje a quem sirvais, se aos deuses a quem serviram vossos pais, que estavam dalém do Rio, ou aos deuses dos amorreus, em cuja terra habitais. Porém eu e a minha casa serviremos ao Senhor.” (Josué 24.15)

O texto acima reflete a responsabilidade de Josué de não apenas buscar ao Senhor, mas servi-lo com toda a sua família. Quando se trata de família, não existe a história de “cada um por si”. Embora a responsabilidade de cada um diante de Deus seja individual, precisamos aprender a lutar por nossos familiares, especialmente aqueles que possuem a incumbência de governar o lar.

O plano de Deus não é apenas para o homem sozinho, mas para toda a sua família. Quando o Senhor decidiu julgar e destruir a humanidade nos dias de Noé, não proveu salvação para ele sozinho, mas para toda a sua família (Gn 6.18). Vemos também que Deus prometeu a Abraão que nele seriam abençoadas todas as famílias da Terra (Gn 12.3). Ao tirar Ló de Sodoma, o anjo do Senhor fez com que ele saísse com toda a família (Gn 19.12). No Novo Testamento encontramos um anjo visitando Cornélio e dizendo que deveria chamar a Pedro, “o qual te dirá palavras mediante as quais será salvo, tu e toda a tua casa”. (At 11.14). E além de todas estas porções bíblicas, encontramos a clássica declaração do apóstolo Paulo ao carcereiro de Filipos:

“Crê no Senhor Jesus, e serás salvo, tu e toda a tua casa.” (Atos 16.31)

Deus tem um plano para toda a família. Não quer dizer que porque um se converteu, todos irão automaticamente converter-se por causa deste texto. Não creio que ele seja uma promessa a todo crente, e sim que revele uma intenção de Deus quanto às famílias de uma forma geral. Vale lembrar que Paulo declarou isto ao carcereiro num momento em que este homem ia se matar. Paulo não podia vê-lo, pois além de estar dentro de sua cela, a Bíblia diz que eles estavam no escuro. O apóstolo Paulo teve uma revelação do Espírito Santo para uma pessoa específica, num momento específico.

Não podemos dizer: “Ei, Deus! Você prometeu que se eu cresse iria salvar todo mundo lá em casa!”. Mas podemos muito bem orar pelos nossos familiares crendo que há um plano divino para toda a família.

Porém, ainda assim, cada familiar nosso tem o direito de escolha; e se dirão sim ou não a Jesus Cristo, é uma responsabilidade pessoal de cada um deles. Mas devemos fazer de tudo para convencê-los, ensiná-los, cobri-los de oração intercessória e tudo o mais que for possível.

No caso deste carcereiro filipense, o Senhor mostrou-lhe de antemão toda a família salva. Mas para cada um de nós, mesmo se não diga de antemão o que irá acontecer, Deus já revelou seu plano (em sua Palavra) para toda a família. E o cabeça do lar tem uma grande responsabilidade de afetar o destino dos seus entes queridos.

Por Luciano P. Subirá: responsável pelo Orvalho.Com – um ministério de ensino bíblico ao Corpo de Cristo. Também é pastor da Comunidade Alcance em Curitiba/PR. Casado com Kelly, é pai de dois filhos: Israel e Lissa.

* O conteúdo do texto acima é de total responsabilidade do autor e não reflete necessariamente a opinião do Portal Guiame.

This posting includes an audio/video/photo media file: Download Now

0 comentários: