Notícias Gospel (neste email contem: 7 novas notícias)

Filed under: by:

Notícias Gospel (neste email contem: 7 novas notícias)

Link to guiame.com.br's news

Reconhecimento da união poliafetiva é inconstitucional, diz associação jurídica

Posted: 17 May 2018 06:09 AM PDT

Reconhecimento da união poliafetiva é inconstitucional, diz associação jurídica

A votação da legalidade da união poliafetiva (poligâmica), que se realizaria na última terça-feira (16), em uma sessão do Conselho Nacional de Justiça, levantou um debate sobre o assunto. A votação acabou não ocorrendo na data programada e não tem outra data prevista para ocorrer no CNJ.

A proposta consiste em um pedido de provicêndias junto ao Conselho Nacional de Justiça (CNJ), registrado sob o número 0001459-08.2016.2.00.0000, com o objetivo de pedir o reconhecimento das uniões poliafetivas em cartório. O pedido contraria uma solicitação da “Associação de Direito das Famílias e das Sucessões (ADFAS)”, feita em abril de 2016, de que seja impedido o registro de uniões estáveis entre mais de duas pessoas.

Segundo o Conselho Diretivo Nacional da Associação Nacional de Juristas Evangélicos – ANAJURE, o pedido mais recente a favor da união poliafetiva é inconstitucional.

"O Conselho Diretivo Nacional da Associação Nacional de Juristas Evangélicos – ANAJURE – no uso das suas atribuições estatutárias e regimentais, vem, através do presente expediente, expor aos órgãos e entidades públicas e à sociedade brasileira, sua posição contrária ao registro cartorário extrajudicial das uniões estáveis não monogâmicas, conforme
será julgado pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ), em razão da sua patente inconstitucionalidade e afronta ao direito fundamental de objeção de consciência", destaca a Associação de Juristas em uma nota pública oficial.

A nota também detalhou quais são os artigos da Constituição Federal de 1988, que são feridos pela proposta de reconhecimento legal da poliafetividade.

"Ora, nos termos do art. 226, §3º, da Constituição Federal de 1988, a formação da entidade familiar, para fins de relações e efeitos jurídicos, é apenas e tão somente monogâmica, podendo ser constituída somente por duas pessoas – ainda que entre indivíduos do mesmo sexo, conforme os julgamento das ADPF 132 e ADI 4277. Esta é também a previsão do Nota Pública sobre Uniões Poliafetivas em julgamento no CNJ (Conselho Nacional de Justiça)
Código Civil brasileiro, já em 2002, quando reconhece, no seu art. 1.723, como entidade familiar apenas “a união estável entre o homem e a mulher” que não sejam impedidas para o casamento (art. 1.723, §1º e 1.561, ambos do mesmo compêndio)", acrescentou o texto.

A nota ainda destacou que a Constituição não invade a liberdade privada ou individual dos cidadãos, caso mais de duas pessoas queiram construir, por livre e espontâneo arbítrio, um relacionamento amoroso entre elas. Porém isso não deve implicar na exigência do reconhecimento legal desta realção.

"Ainda sobre a mesma previsão constitucional, é necessário destacar a sutileza do legislador: não há uma invasão da liberdade privada ou individual, caso mais de duas pessoas humanas e capazes queiram construir, por livre e espontâneo arbítrio, um relacionamento amoroso, afinal, cada sujeito é capaz de discernir autonomamente os caminhos da sua própria felicidade", destacou.

"Entretanto, o que o art. 226, §3º, da Constituição Federal de 1988, veta explicitamente é apenas a chancela de 'proteção do Estado' sobre uma configuração familiar poligâmica, o que, no caso em apreço, se materializaria por meio das escrituras públicas de uniões poliafetivas. Sobre este ponto, sumariza acertadamente a Dra. Regina Beatriz Tavares da Silva, na petição inicial do processo supra citado: 'Se alguém quer viver uma relação poligâmica, nada o impedirá, mas não podem ser atribuídos efeitos jurídicos de direito de família, de ordem pessoal, como os deveres de assistência e lealdade, e de ordem patrimonial, assim como não existirão efeitos de direito sucessório", acrescentou.

A ANAJURE também alertou que caso aceite o reconhecimento da união poliafetiva, permitirá a redefinição de parâmetros dos termos normativos, o que é função do poder legislativo.

"Desta forma, se reconhecer a legalidade destes atos cartorários extrajudiciais e não expedir normativa interna com finalidade de coibir tais práticas, o Conselho Nacional de Justiça estará afrontando o texto constitucional e, por meio da omissão no seu exercício fiscalizador (art. 103-B, §4º, III, c/c art. 8, XXI, do Regimento Interno do CNJ), estará permitindo que sejam redefinidos os parâmetros dos termos normativos, que é função típica do poder legislativo", destacou.

"Estará sendo recalcitrante no mesmo erro cometido por meio da Resolução nº 175/13, sobre a união estável homossexual, quando inovou, sem ter qualquer respaldo nem legal, nem jurisprudencial", acrescentou.

 

This posting includes an audio/video/photo media file: Download Now

Condenado a 10 anos de prisão, pastor Yousef Nadarkhani tem pena mantida após apelação

Posted: 17 May 2018 06:06 AM PDT

Condenado a 10 anos de prisão, pastor Yousef Nadarkhani tem pena mantida após apelação

O pastor Yousef Nadarkhani e outros três líderes cristãos (Mohammadreza Omidi, Yasser Mossayebzadeh e Saheb Fadaie) receberam uma pena de 10 anos de prisão, no dia 6 de julho de 2017. Os quatro são cristãos ex-muçulmanos.

Apesar do advogado de defesa do pastor e dos outros três ter apelado da sentença, a pena foi mantida. No último dia 2 de maio, o advogado que os representa recebeu uma ordem judicial confirmando a sentença dada. O motivo? Organizar igrejas domésticas e promover “cristianismo sionista”.

Além disso, Yousef Nadarkhani e Omidi também foram condenados a dois anos em exílio interno. No caso, o pastor Nadarkhani será direcionado para Nik Shahr e Omidi para Borazjan. Ambos locais são no sul do país, longe de suas famílias, que vivem na cidade de Rasht.

No dia 13 de dezembro de 2017 os quatro líderes que foram acusados e sentenciados passaram por uma audiência de apelação no Tribunal Revolucionário de Teerã. Na ocasião, o advogado de defesa apresentou uma defesa oral e escrita. Apesar de seu esforço, ele não obteve sucesso.

Todos eles, exceto o pastor Nadarkhani, foram detidos no dia 13 de maio de 2016. Os líderes estavam participando de uma ceia do Senhor e foram acusados de consumo de vinho. Já no dia 10 de setembro de 2016, eles foram condenados a 80 chicotadas. O recurso contra esta sentença ainda permanece pendente.

Relembre o caso

Yousef Nadarkhani foi preso pela primeira vez em outubro de 2009, por supostamente protestar contra um dever de casa que exaltava princípios islâmicos, recomendado pela escola de seus filhos e também por tentar registrar formalmente a sua igreja.

Em 2010 ele foi condenado à morte por enforcamento, sob acusação de 'apostasia'. No entanto, o Supremo Tribunal do Irã pediu um novo julgamento do seu caso, em Rasht. Apesar do pedido do tribunal, o pastor aguardou o julgamento na prisão.

Em junho de 2010, as autoridades também prenderam sua esposa para pressionar Yousef a se converter ao islamismo. Nadarkhani e sua esposa também foram ameaçados de que seus filhos seriam tirados do casal e entregues a uma família muçulmana, mas ambos se mantiveram firmes em sua fé cristã.

Durante audiências realizadas em Setembro de 2011, Nadarkhani foi informado pelas autoridades iranianas de que ele teria três oportunidades de se converter ao islamismo e renunciar a sua fé cristã, tendo assim todas as acusações contra ele retiradas. Mas ele novamente recusou a proposta.

Em 2012, Yousef foi absolvido das acusações de apostasia pelo tribunal de Rasht e foi liberto da prisão em setembro de 2013. O tribunal, no entanto, o condenou a permanecer por três anos sem evangelizar muçulmanos.

No dia de Natal 2013, Yousef foi preso novamente sob as ordens de autoridades iranianas e liberto alguns dias depois, em 7 de janeiro de 2014. A prisão do pastor - junto à sua esposa e um membro de sua igreja - no dia 13 de maio de 2016 foi efetuada sem qualquer acusação formal da polícia iraniana.

This posting includes an audio/video/photo media file: Download Now

Ludmila Ferber fala sobre sua luta contra o câncer: "Estou no caminho do milagre"

Posted: 16 May 2018 12:10 PM PDT

Ludmila Ferber fala sobre sua luta contra o câncer: "Estou no caminho do milagre"

A cantora Ludmila Ferber está lutando contra o câncer. Em uma publicação na tarde desta quarta-feira (16) ela divulgou um texto onde informa sobre um novo tempo em sua vida, o tratamento de quimioterapia.

O texto inicia com o trecho de uma de suas canções mais conhecidas. “Em tempos de guerra, nunca pare de lutar”.

Ela conta: “Hoje estou entrando em um momento único e surpreendente da minha vida: o tratamento de quimioterapia. Mas, ainda que o ritmo de viagens para ministrações diminua durante um tempo, meu ministério não parou”.

“Minha vida não parou. E nem vai parar”, ressaltou em sua publicação.

“Sou grata por todo amor e apoio que tenho recebido desde o diagnóstico e creio que já estou no caminho do meu milagre. Essa é a hora de profetizar profundamente as canções que têm abençoado a tantos por todos esses anos”, salientou.

“Por favor, intercedam por mim,e , acima de tudo, alegrem-se, porque a glória da segunda casa será maior do que a primeira”, encerra o texto.

Imagem publicada na tarde do dia 16 de maio de 2018 na conta oficial de Ludmila Ferber. (Foto: Reprodução).

Em sua página oficial do Facebook, ela publicou no dia 11 de maio. “Adorar a Deus em meio à bonança é fácil. Precisamos aprender a adorá-lo mesmo em meio as tempestades. A declararmos que mesmo no meio de tanta guerra, a nossa fé e nossa vida permanecem nEle”.

No Instagram, outras cantoras se pronunciaram. “Clamando ao Senhor e crendo com você. Te amo muito”, escreveu Nívea Soares. “Interferindo por você, amiga”, publicou Eyshila. “Agora é a minha vez de orar por você”, ressaltou Israel Salazar que também está em tratamento contra o câncer.

This posting includes an audio/video/photo media file: Download Now

Virada Cultural de São Paulo terá palco destinado a música gospel pela primeira vez

Posted: 16 May 2018 10:15 AM PDT

Virada Cultural de São Paulo terá palco destinado a música gospel pela primeira vez

A Virada Cultural é um evento anual promovido pela Prefeitura de São Paulo, por meio da Secretaria Municipal de Cultura. São dois dias ininterruptos de eventos, onde a capital paulista fica tomada de muita dança, atividades circenses, teatro, música nos mais variados estilos, espalhados em praças, ruas e parques.

A edição deste ano contará com vários palcos temáticos, e agora pela primeira vez, com um palco dedicado 24 horas só para música cristã. A novidade é resultado do esforço dos vereadores da bancada evangélica na câmara municipal com destaque para Rinaldi Digilio e João Jorge.

O Centro Esportivo Tietê, localizado na Av. Santos Dumont, 843, receberá das 18h do sábado até as 18h do domingo vários nomes da música gospel, entre eles o Coral Kemuel, um dos mais relevantes grupos vocais do cenário cristão no Brasil, que mescla a qualidade vocal com propostas musicais de grande apelo popular.

Além do Kemuel, o palco recebe cantores como Fernandinho, Daniela Araújo, Adhemar de Campos, Brás Adoração, Paulo Cesar Baruk, Soraya Moraes, Paxtorzão e outros. A apresentação do Kemuel acontecerá no domingo às 11 horas da manhã.

Serviço
Virada Cultural SP (Palco Gospel)
Local: Centro Esportivo Tiête
Endereço: Av. Santos Dumont, 843 – 600 metros do metrô Armênia

This posting includes an audio/video/photo media file: Download Now

Cassiane lança clipe de “Arma Secreta”, o primeiro single de seu novo álbum

Posted: 16 May 2018 09:56 AM PDT

Cassiane lança clipe de

A cantora pentecostal Cassiane lançou na última segunda-feira (14) o clipe da música “Arma Secreta”. A música é o primeiro single de seu mais novo projeto musical, o álbum “Nível do Céu”.

Considerada a canção carro-chefe do novo CD, o clipe chegou a mais de 300 mil visualizações em menos de 48 horas. “Tá lindíssimo o clipe. Parabéns pela linda composição”, enalteceu um internauta ao comentar no canal da MK Music no YouTube.

As gravações ocorreram em duas locações diferentes: nas dunas de Cabo Frio e no Castelo de Itaipava, ambas no Rio de Janeiro.

“A letra da música é baseada na história de Davi e Golias e falará ao coração de todos os que se sentem pequenos perante as lutas e provações que se agigantam sobre nós”, disse Cassiane recentemente sobre o novo trabalho.

A composição é de Claudio Louvor. “Vivi para ver essa cantora, ícone da música evangélica, interpretar uma composição minha! Que honra, que privilégio. E ainda ser a música carro-chefe! Eu não aguento isso! Obrigado Deus, obrigado Cassiane. Obrigado”, comentou o autor no YouTube.

A direção do clipe foi assinada por Thiago Makie e Marco Tulio, da BME Multimídia, em parceria com a MK Music. O disco “Nível do Céu” terá 12 músicas inéditas e será lançado ainda em maio.

Confira o clipe de "Arma Secreta":

This posting includes an audio/video/photo media file: Download Now

Cristão passou quatro anos infiltrado para resgatar vítimas do tráfico sexual na Ásia

Posted: 16 May 2018 08:24 AM PDT

Cristão passou quatro anos infiltrado para resgatar vítimas do tráfico sexual na Ásia

David Zach, o vocalista da banda cristã Remedy Drive, relatou algumas das experiências que teve quando estava disfarçado para ajudar a resgatar adolescentes presas a redes de tráfico sexual na Ásia e na América Latina. Enquanto servia em modo sigiloso nos últimos quatro anos, Zach passou a maior parte do tempo disfarçado em bordéis e distritos da Red Light em busca de evidências de tráfico sexual.

Zach associou-se a Matt Parker, fundador da organização anti-tráfico de seres humanos “The Exodus Road”, e juntos usaram equipamentos secretos para capturar provas concretas da escravidão sexual.

Suas descobertas abriram caminho para que eles fizessem parcerias com autoridades locais e invadissem alguns dos locais de tráfico. Atualmente, o trabalho da “The Exodus Road” levou a 927 resgates e 398 prisões. No total, a organização tem 63 agentes trabalhando em 12 países.

"Fazer o trabalho para encontrar evidências de tráfico sexual é pesado. Há tantas emoções, porque estou em contato próximo com traumas extremos. As viagens que faço são geralmente para o sudeste da Ásia ou para a América Latina, mas a The Exodus Road opera nos Estados Unidos, Índia e no Oriente Médio também", disse Zach ao site The Christian Post em uma entrevista recente.

"O objetivo do nosso trabalho é obter evidências concretas de tráfico sexual que serão usadas para prender pessoas que traficam essas garotas e resgatar as meninas que estão sendo vendidas", disse ele. "A Exodus Road resgatou mais de 900 sobreviventes do tráfico até agora, contribuindo para o desmantelamento dos sindicatos do crime e das máfias que vendem essas meninas e meninos", ressaltou.

De acordo com o Índice Global de Escravatura, existem hoje cerca de 45,8 milhões de escravos modernos. Zach detalhou algumas das coisas que ele presenciou como um agente disfarçado agindo como um cliente.

“Toda noite era diferente. Às vezes estávamos conversando com traficantes de drogas da África nas ruas do sudeste da Ásia. Eles também controlam meninas da África que podem estar sentadas na calçada ao lado de uma rua movimentada. Fingimos ser clientes em potencial. Éramos escoltados por um mafioso a elevador até um andar secreto de um hotel, onde há garotas de todo o mundo sendo vendidas em cada quarto”, contou.

“Há danceterias e bares de karaokê onde às vezes há dezenas de garotas de biquíni no palco ou sentadas com os clientes, sendo apalpadas por homens com três vezes a idade e três vezes mais peso. Às vezes, eles observam as garotas por trás de um vidro, como em um aquário, e homens de todo o mundo sentam enquanto bebem e fumam. Eles escolhem a garota que querem levar”, explicou.

“Isso acontece nas pequenas aldeias. Eu trabalhei nas principais cidades onde o turismo sexual é uma atração internacional. Essas meninas geralmente fazem parte de uma migração em massa do interior para os principais centros urbanos. Estamos lá para identificar e capturar evidências de tráfico. As meninas vão parar lá por vários problemas. Acabam na rua, no clube ou em um hotel, sendo controladas por outra pessoa, sendo vendidos para o sexo, trabalhando para pagar uma dívida que não é delas”, ressaltou.

Apenas 14 anos

“Há uma garota em particular. Ela tem uns 14 anos e é muito tímida. Ela tinha um número em seu biquíni. Eu pedi para falar com ela e a pessoa que a vendia trouxe-a para mim. Eu disse que queria levá-la comigo por uma hora. Na língua deles, eles discutiam, mas eu não conseguia entender o que eles estavam dizendo”, contou.

“Meu tradutor assistiu a filmagem de provas no dia seguinte. O condutor disse: ‘Você deve ir com esse homem’. A garota disse: ‘Eu não quero’. Então ele respondeu: 'Você tem que começar a ir com os clientes. O dono do bar exige isso’. Ela respondeu: 'Mas eu pensei que poderia ganhar dinheiro suficiente apenas vendendo bebidas e dançando'. Então ele continuou: 'Não, você deve pagar a dívida de seu pai'. O manipulador me disse em inglês: ‘Volte em uma semana e nós a teremos pronta para você’. A história dessa garota é a história de tantas garotas que conheci”, colocou.

“Algumas fraudes foram perpetradas contra ela e sua família. Pela força, pela coerção e manipulação, eles trouxeram essa garota da simplicidade de sua vida agrícola para esse bordel. Ela está com vergonha. Ela sente falta da mãe. Ela sente falta da luz do sol na encosta da montanha. E parece que ela se resignou a esta vida mesmo que ela ainda não tenha percebido o quão terrível será para ela”, disse o cantor e missionário.

This posting includes an audio/video/photo media file: Download Now

Respeite a sua humanidade

Posted: 16 May 2018 08:19 AM PDT

Respeite a sua humanidade

De sorte que haja em vós o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus, Que, sendo em forma de Deus, não teve por usurpação ser igual a Deus, Mas esvaziou-se a si mesmo, tomando a forma de servo, fazendo-se semelhante aos homens; E, achado na forma de homem, humilhou-se a si mesmo, sendo obediente até à morte, e morte de cruz. Por isso, também Deus o exaltou soberanamente, e lhe deu um nome que é sobre todo o nome; Para que ao nome de Jesus se dobre todo o joelho dos que estão nos céus, e na terra, e debaixo da terra, E toda a língua confesse que Jesus Cristo é o Senhor, para glória de Deus Pai.” (Filipenses 2:5-11)

O Senhor nos ensina a depender d’Ele mais e mais a cada dia. Isso acontece de forma sutil e varia de pessoa para pessoa.

Uma maneira de Deus mostrar que Ele está no controle é permitir que a gente entre em situações nas quais não podemos controlar.

Eu faço questão de manifestar a minha humanidade em meu cotidiano. Não ouso ser super em momento algum. Sou cristã e sou da fé, mas acredito firmemente que a mesma fé que preciso crer para conquistar é a fé que preciso para suportar. Sim, suportar inclusive as minhas fragilidades e limitações, crendo no meu crescimento e avanço diariamente. Entendendo que isso é processual e gradativo, e não automático.

Tenho uma simples e grande revelação: Não é pecado ser gente!

Um dia, se você nasceu de novo, chegará na eternidade e verá um homem (Jesus) de carne e osso, com um corpo glorificado. Nas suas mãos, você não verá um diploma. Verá furos, porque diplomas sinalizam o que você aprendeu e as cicatrizem sinalizam o que você venceu, as suas experiências...

Respeite a sua humanidade, porque Jesus a respeita.

Na Bíblia, se você a lê, verá os personagens bíblicos como eles eram. Deus deixou claro as mazelas deles, expostas na sua humanidade, para nos ensinar alguma coisa.

Você vai ver a mentira de Abraão.

Você vai lidar com o porre de Noé.

Você vai lidar com o engano de Jacó.

Você vai lidar com o adultério de Davi.

Você vai lidar com a soberba de Salomão. Até ao ponto de ele entender: Tudo é vaidade!

Por quê? Para deixar uma coisa bem clara. Todos os personagens bíblicos são referências para nós, mas não são modelo. O nosso modelo é CRISTO!

E se a Bíblia continuasse a ser escrita Deus iria colocar a sua história nela. E Ele também não iria esconder quem você é. Então, seja você mesmo.

Não é pecado ser gente! Pecado é tentar ser Deus diante das pessoas.

Se tentarmos ser perfeitos, iremos nos decepcionar. É algo que não funciona porque você e eu somos seres humanos imperfeitos. Precisamos ser confiantes no fato de que Deus nos aceita com as nossas imperfeições. Embora Ele continue a trabalhar em nós para nos tornar mais semelhantes a Cristo. Mas estamos em um processo e ninguém ainda chegou na estatura de varão perfeito. É importante ressaltar que como seres humanos nós temos as nossas fraquezas.

Primeiro, nós temos as nossas fraquezas. Temos fraquezas físicas, querendo ou não, gostando ou não, o tempo vai esculpindo algumas rugas em nosso rosto indisfarçáveis. Um bom cosmético ajuda, viu? Mas chega uma hora que ainda que Ivo Pitanguy ressuscitasse dentre os mortos não daria mais jeito em nossa velhice. As pernas ficam bambas, os joelhos trôpegos, as mãos descaídas, os olhos embaçados.

Segundo, nós temos fraquezas emocionais, quem de nós, nas noites mais escuras da alma em gemidos pungentes, já não gritou aos céus: “Meu Deus, eu não aguento mais...”

Terceiro, nós temos fraquezas morais, quantos de nós, até com lágrimas nos olhos, já não dissemos: “Deus eu não quero mais cometer esse erro...” “Não quero mais repetir esse pecado...” “Não quero mais cair nessa área...” e daqui a pouco você se flagra cometendo o mesmo erro, e não é porque faltou para você sinceridade. Talvez, faltou poder, faltou determinação, decisão. Mas lembre-se: nós somos fracos. Não saia por ai se achando o super homem, porque você não é. Com isso, seja mais misericordioso com as pessoas, você não sabe os gigantes que elas precisam lidar e vencer todos os dias... Não seja tão implacável com os erros delas.

Em quarto lugar, nós ainda temos fraquezas espirituais, somos seres ambíguos, contraditórios, muitas vezes paradoxais. O bem que nós queremos fazer, por vezes, não fazemos, o mal que não queremos, esse praticamos, algumas vezes. Acredite, somos fracos muitas vezes, mas bendito seja Deus que podemos dizer: O meu Deus tudo pode! Para Ele não tem causa perdida. Para Ele não tem vida irrecuperável.

A vida é como uma estrada. Então, tire lições de tudo. Onde você tropeçou deixe placas ali dizendo: “Olhe, cuidado! Aqui tem um buraco! Cuidado! Tem curva perigosa ali, eu já passei.” Experiências são para isso...

Muitos só gostam de contar as coisas boas que lhe aconteceram, mas as coisas ruins também fazem parte das suas experiências e eu lhe garanto que elas lhe ensinaram mais que as boas que viveu. Deixe claro para os seus filhos que você é humano. Perfeito só existe um, Deus. Não é pecado ser gente!

Busque em Deus ajuda para fazer a sua história e deixe um registro de fé que será contado a outros. Uma história de alguém que decidiu crer e confiar no Senhor para ser melhor a cada dia. E busque ser e fazer seu melhor sempre.

Gosto muito do que Joyce Meyer escreveu em sua Bíblia de Estudos: “Romanos 8.31 nos diz que Deus é por nós. Também sabemos que Satanás está contra nós. A pergunta que devemos fazer é: vamos concordar com Deus ou com o Diabo? Você sabe a resposta. Pare de se opor a si mesmo e de se torturar mentalmente só porque Satanás está contra você!”
Respeite a sua humanidade, seus limites e se cuide. Deus está com você, e Ele te ama!

Forte abraço!

 

Por Dione Alexsandra Ferreira - Publicitária, pós graduada em Comunicação Digital; Professora do Centro de Treinamento Bíblico Rhema; autora do livro "Jornada para a Liberdade", publicado pela Editora Reinar e integrante do Departamento de Comunicação do Centro de Operações do Ministério Verbo da Vida.

* O conteúdo do texto acima é de total responsabilidade do autor e não reflete necessariamente a opinião do Portal Guiame.

This posting includes an audio/video/photo media file: Download Now

0 comentários: