Notícias Gospel (neste email contem: 12 novas notícias)

Filed under: by:

Notícias Gospel (neste email contem: 12 novas notícias)

Link to guiame.com.br's news

“O diabo odeia a oração e a nossa carne naturalmente não gosta dela”, diz John Piper

Posted: 16 Jun 2018 07:46 AM PDT

O pastor John Piper alertou os cristãos sobre a prática da oração e ressaltou a importância de manter a frequência de vezes que oramos ao Senhor. Em um artigo publicado no site Desiring God, ele deixou claro que precisamos sempre ativar nossa vida de oração para que ela não caia em repetições.

“Se você é como eu, de tempos em tempos, você descobre que sua vida de oração precisa de uma sacudida para sair da rotina na qual caiu. Nossa tendência é usar as mesmas frases sempre e sempre. Nossa tendência é tornar as frases desgastadas em padrão (assim como o uso da palavra padrão). Nós caímos em modelos de repetição mecânica”, pontuou o pastor.

“O diabo odeia a oração. Nossa carne naturalmente não gosta dela. Portanto, não é algo que flui espontaneamente, completa e apaixonadamente, do fundo do nosso coração. A oração requer uma disciplina sempre renovada”, colocou.

“Anos atrás, quando eu escrevi ‘Alegrem-se Os Povos’, afirmei que a oração é um walkie-talkie para o tempo de guerra, e não um interfone doméstico. Deus é mais um general no Comando Central do que um mordomo esperando para te trazer outro travesseiro no recanto. Claro, ele também é um Pai, Amante, Amigo, Médico, Pastor, Auxiliador, Rei, Salvador, Senhor, Conselheiro”, ressaltou.

Piper complementa: “Mas neste ‘mundo caído que jaz no maligno’, a oração funcionará melhor quando mantivermos a frequência sintonizada ao Comando Central no combate da fé. Portanto, quando eu escrevi aquele livro, reuni em um só lugar todas as coisas pelas quais a igreja primitiva orava. Eu as imprimi para mim mesmo, e provou-se ser uma daquelas ‘sacudidas’ que eu precisava”, pontuou.

“Saber que você não é excêntrico em sua oração é algo que pode te dar muita confiança. Orar aquilo que o Novo Testamento ora é uma forma segura e poderosa de oração. A oração continua a ser um dos grandes e gloriosos mistérios do universo — é incompreensível que o Deus soberano que tem todo o conhecimento e sabedoria ordena o andamento do seu mundo em resposta às nossas orações”, salienta.

“Mas este é o testemunho uniforme da Escritura. Deus ouve e responde as orações do seu povo. Ó, não negligencie esse incrível meio de influenciar as nações, movimentos, instituições, igrejas e os corações das pessoas, especialmente o seu próprio coração”, finalizou.

This posting includes an audio/video/photo media file: Download Now

Missionários resgatam criança que era obrigada a matar, por extremistas

Posted: 16 Jun 2018 07:09 AM PDT

Missionários resgatam criança que era obrigada a matar, por extremistas

"Eu ouvi histórias de rebeldes que matam todos e queimam aldeias inteiras", disse um jovem chamado Jonah, que vive em Uganda. "Então, quando nosso vizinho gritou: 'Eles estão aqui', eu corri e me escondi o dia todo, mas eles ainda me encontraram", ressaltou.

O repórter da CBN News, Dan Reany, disse: “Jonah me contou a incrível história de quando o capturaram e sobre sua libertação do grupo rebelde por meio do Exército de Resistência do Senhor. Ele foi levado cativo com muitos outros meninos quando tinha apenas seis anos”.

Jonah explicou: “Eu era o mais novo entre eles. Caminhamos por dias e depois chegamos à base deles. O comandante me deu um grande bastão e ordenou que eu matasse um homem. Se eu não fizesse isso, eles me matariam. Eu bati nele e bati muito, mas eu era tão pequeno e fraco que ele não morreu. Então eu disse: ‘Apenas me deixe morrer também, eu sou muito jovem para matar este homem’", compartilhou.

O comandante do LRA reuniu todos os rapazes e disse-lhes para não chorar ou gritar, mas apenas para rir e celebrar o que estava prestes a acontecer. Jonah disse: “Eles fizeram o homem deitar e a gente teve de cortá-lo em pedaços enquanto ele implorava por misericórdia. Havia muito sangue. Meu coração gritou por ele, mas eu me segurei. Perdi todas as minhas boas lembranças e só via loucura ao meu redor”, colocou.

Forçado a lutar pelo LRA, Jonah foi gravemente ferido durante um fogo cruzado. Os soldados perguntaram se ele queria "descansar". Jonah disse: “Quando eles perguntam isso, quer dizer descansar para sempre. Eu disse: ‘Eu posso andar’. Eu orei e pedi a Deus que me levasse para casa. Eu sabia que estava fora de minhas mãos, eu não podia mais fazer nada”, ressaltou.

Ninguém cuidou de Jonah, então quando sua ferida não cicatrizou, um soldado levou-o para um campo vazio para matá-lo. Mas em vez de atirar nele, o soldado deixou-o ir. "Eu queria chegar o mais longe possível", disse Jonah. “Eu fiquei em cabanas abandonadas enquanto fugia, e em todos os lugares que fui, sentia muita dor. À noite, eu acordei e ouvi uma voz dizendo: ‘Você tem que continuar indo’. Eu olhei para ver quem falava, mas não havia ninguém. Agora eu sei que foi Deus”, lembra.

Em uma cabana abandonada, Jonah encontrou grãos e alguns fósforos e conseguiu acender fogo. Um exército lutando contra os rebeldes viu a fumaça e cercou a cabana. Quando encontraram Jonah em paz, eles o levaram em segurança. Jonah voltou para sua aldeia, reuniu-se com sua família e se juntou a um Clube da Paz. O clube foi iniciado pela Exile International, um ministério apoiado pela Orphan's Promise da CBN. Através do Clube da Paz, ele aprendeu sobre o Deus que o salvou.

Jonah disse: “Mesmo antes de conhecer Jesus, Ele já cuidava de mim. Por isso eu entreguei minha vida a Cristo e sei que não há nada que eu tenha fora de Deus. Você não me achou por acaso. Deus te enviou para mim e seu amor e aceitação ajudaram a curar meu coração”.

Dan disse: “Muitas das crianças que vêm para esses clubes de paz são órfãs de guerra ou ex-crianças-soldados. Mas aqui em um ambiente terapêutico elas cantam músicas e brincam. No início, muitas das esquetes que eles colocam têm a ver com violência e guerra, mas com o tempo, elas fazem pequenas peças sobre a escola e seus amigos, porque aqui elas têm a chance de serem crianças novamente”.

Confira a reportagem da CBN News (em inglês):

This posting includes an audio/video/photo media file: Download Now

Pastor que passou 11 anos preso é libertado pelo governo da Eritreia

Posted: 16 Jun 2018 05:38 AM PDT

Pastor que passou 11 anos preso é libertado pelo governo da Eritreia

Um pastor da Eritreia foi libertado após ser preso por 11 anos em uma das piores nações do mundo quando se trata de perseguição cristã. A “Voz dos Mártires” da Austrália confirmou que Oqbamichel Haiminot, pastor sênior da Igreja de Kale Hiwot (Palavra da Vida) em Asmara, foi finalmente libertado da prisão na 5ª Delegacia de Polícia.

Haiminot é casado e pai de três filhos. Ele estava entre os 60 cristãos evangélicos que foram presos em 2005 enquanto participavam de uma cerimônia de casamento e foram levados para o centro militar de Sawa por "punição militar".

A organização global de defesa de perseguições relata que, enquanto a polícia liberava gradualmente vários dos cristãos, Haiminot e cerca de cinco outros foram mantidos em detenção enquanto as autoridades militares tentavam levá-los a negar sua fé em Cristo.

Depois de recusar o pedido de negar a Jesus, Haiminot foi colocado em confinamento solitário. Ele também estava sujeito a punições cruéis e condições desumanas que incluem ser forçado a carregar pedras por uma montanha. Embora ele tenha sido libertado depois de sofrer um colapso mental, o pastor Haiminot foi preso novamente em 2007 e ficou trancado por mais de 10 anos.

Embora não esteja claro por que o pastor Haiminot foi finalmente libertado depois de anos de atuação de grupos de direitos internacionais, a “Voz dos Mártires” relata que Haiminot precisava de cuidados médicos.

"Muitos pastores na Eritreia foram presos. Muitos cristãos foram presos", disse Todd Nettleton, chefe de relações com a mídia da “Voz dos Mártires”, em um comunicado. "Nós não sabemos exatamente por que o pastor foi libertado neste momento. Por que não um ano atrás? Por que não daqui a um ano? Nós não sabemos qual é a lógica por trás disso - ou se existe alguma lógica por trás disso".

Haiminot ganhou atenção internacional em 2003, depois de se tornar o primeiro líder da Igreja na Eritreia a ser preso por atividades religiosas. Sua libertação ocorre quando a Eritreia se classifica como a sexta pior nação do mundo no que diz respeito à perseguição de cristãos, de acordo com a Lista de Perseguição Mundial de 2018 da Portas Abertas.

"A prisão, assédio e assassinato de cristãos acusados ​​de serem agentes do Ocidente é comum na Eritreia", relata a Portas Abertas. "Ao mesmo tempo, os muçulmanos, que compõem cerca de metade da população, estão se tornando mais radicalizados, resultando em maior vulnerabilidade para os cristãos que vivem em suas proximidades".

De acordo com Nettleton, a Eritréia passou por repressão contra a comunidade cristã evangélica que começou em 2002. "O governo realmente fechou todas as igrejas evangélicas na Eritreia", disse ele. "Eles basicamente chamaram os líderes da igreja e disseram: 'Suas igrejas não podem mais funcionar. Toda atividade cristã depois disso se tornou ilegal".

A repressão foi renovada em 2017 e grupos de direitos humanos relataram que mais de 200 cristãos foram presos em ataques domiciliares, de acordo com o relatório de Liberdade Religiosa Internacional de 2017 do Departamento de Estado dos EUA.

This posting includes an audio/video/photo media file: Download Now

“A chave para os milagres é entender o amor de Deus”, diz evangelista sobre dom de cura

Posted: 15 Jun 2018 12:45 PM PDT

Katherine Ruonala tem ministrado profeticamente nos últimos 16 anos por meio de seu ministério que é comparado ao trabalho da evangelista Katherine Kuhlman, que faleceu em 1907. Ela orava pedindo a Deus por mais do Espírito Santo em sua vida, até que o Senhor a atendeu.

A presença do Espírito Santo era tanta que houve momentos onde ela estava no chão, incapaz de se levantar, tendo visões do que Deus planejara para ela. Ela diz que a chave para os milagres é entender o amor de Deus por nós.

“Nossa fé cresce quando entendemos o amor do Pai e percebemos que Ele quer o melhor para nós. A fé funciona por amor e milagres surgirão imensamente a partir de uma vida desbloqueada por este amor”, compartilha Katherine.

Katherine era jovem e recém casada quando começou a pedir a Deus que lhe ensinasse sobre Ele. Ela começou pedindo para ser curada de um cisto de gânglio em seu pulso. Ela também temia a morte de seu marido, mas foi libertada em um culto onde Jesus se revelou a ela, e disse algo que a impactou.

"Estou libertando você de tudo". O processo de cura continuou, e quando ela estava em outro culto, Deus a curou e a libertou da vergonha. Ele restaurou sua identidade e dignidade que havia sido perdida do abuso que ela sofreu quando era mais nova (ela não entra em detalhes sobre isso).

Foi profetizado sobre Katherine que ela veria os tumores completamente removidos. Enquanto falava na reunião, uma mulher se aproximou dela para orar. Katherine orou por ela e a mulher foi ao chão. Mais tarde, ela descreveu a sensação de que Deus havia tocado sua barriga.

O que Katherine não sabia no momento em que orou é que ela descobriria mais tarde que essa mulher tinha sido diagnosticada com cirrose no fígado e um tumor de 15 centímetros de comprimento ao redor do pâncreas.

Quando Katherine retornou de uma viagem, ela descobriu que a mulher tinha ido ao médico após a oração e o resultado foi um novo fígado, e o tumor não foi encontrado.

Enquanto nos EUA, Katherine sentiu como sinal de Deus que teria de curar a audição de uma mulher que estava no culto. Katherine tinha visto muitos ouvidos surdos sendo curados e esperava que o mesmo acontecesse.

A mulher que respondeu não era apenas surda, mas devido ao câncer, não tinha ouvido (havia sido removido) e não tinha tímpano. Katherine pôs a mão na cabeça, orou e depois perguntou à mulher se ela podia ouvir. Com grande alegria e entusiasmo, a mulher disse: “Sim”.

Há outras histórias de libertação, como uma prostituta que era viciada em heroína e que foi salva. Esta mulher foi preenchida com Jesus. Em seguida, saiu orou por um homem que precisava de cura em seu estômago. Ele caiu e quando se levantou foi curado.

O desejo de Katherine é ver todos equipados para se moverem em milagres. Ela explica estar ciente de sua própria fraqueza e dá a Deus o lugar para mostrar sua glória e força. “Nossa posição é estabelecer-se na força de Jesus. Quando nos inclinamos para trás, Deus libera seu poder e milagres acontecem”, disse.

Katherine faz parte da conferência chamada “Noite dos Milagres”, que acontecerá no dia 15 de junho às 19h com Gordon Robertson e Daniel Zelli na Wave Church em Virginia Beach, VA. No final do ano, Katherine e sua equipe vão realizar uma enorme cruzada na cidade de Hanói, no Vietnã, chamada de “Festival de Natal do Vietnã”, com mais de 40 mil pessoas sendo aguardadas.

É uma continuação da visita de Franklin Graham. Desde 1975, esta nação foi fechada ao Evangelho, mas houve uma mudança significativa na atmosfera do Vietnã. Os líderes estão pedindo uma demonstração de sinais, maravilhas e milagres.

Confira a matéria da CBN News (em inglês):

This posting includes an audio/video/photo media file: Download Now

"Hoje olho para ele e vejo outra pessoa", diz Priscilla sobre conversão de Yudi

Posted: 15 Jun 2018 12:14 PM PDT

"Hoje olho para ele e vejo outra pessoa", diz Priscilla sobre conversão de Yudi

A cantora Priscilla Alcantara e o apresentador Yudi Tamashiro falaram sobre suas carreiras e sobre fé no programa The Noite, com Danilo Gentili, exibido nesta quinta-feira (14).

Os artistas aproveitaram a participação no programa para lançar o clipe “Me Refez”, com autoria de Priscilla e coreografia de Yudi.

"Voltamos a trabalhar juntos mas cada um na sua área", disse a cantora. "Depois que a gente saiu do 'Bom Dia & Cia' cada um voltou a fazer o que começou fazendo. Eu fui cantar de novo e ele foi pra dança".

Em um trecho da entrevista divulgado pelo site do SBT, Yudi contou que recebeu inspiração divina para compor a coreografia. "Consegui coreografar esse clipe um dia antes em duas horas. Ajoelhei e pedi para Deus me dar uma inspiração".

Questionado sobre sua conversão, o apresentador esclareceu: "Eu já me converti faz um tempo. Estava numa vida muito louca de balada de segunda a segunda. Quando ganhei o 'Dancing Brasil' achei que era o momento de anunciar minha conversão. Mas já vinha frequentando a igreja, mas sem divulgar nada”.

"Hoje eu olho pra ele e vejo outra pessoa. É realmente uma pessoa transformada, não é que ele entrou para um clubinho gospel", comentou Priscilla sobre a fé do amigo.

Yudi explicou à Danilo que muitos valores mudaram desde que começou sua caminhada com Deus. "Hoje dou valor à minha família, ao tempo sozinho e ao amor real", disse ele.

Depois de ser questionado por Danilo sobre seu conhecimento da Bíblia, ele acrescentou: "Todas as pessoas que vêm falar comigo sobre a minha conversão querem testar a minha fé. Não sou pastor, não sou pregador. Eu acabo mostrando para as pessoas não em palavras, mas em minhas ações".

Priscilla esclareceu que embora sua música seja considerada gospel, a arte cristã é mais abrangente do que um rótulo. "Toda arte que eu faço é inspirada consciente ou inconscientemente pelo Cristianismo. Minhas músicas não seguem um padrão religioso, mas é óbvio que são cristãs", explica.

Assista:

This posting includes an audio/video/photo media file: Download Now

Peter Quintino resgata o clássico "O Nosso General É Cristo" em roupagem moderna

Posted: 15 Jun 2018 11:25 AM PDT

Peter Quintino resgata o clássico "O Nosso General É Cristo" em roupagem moderna

O cantor Peter Quintino resgatou a canção “O Nosso General É Cristo”. Destinado à nova geração, a versão ganhou uma roupagem moderna que lembra as canções do grupo australiano Planetshakers.

Peter apresenta a música em vídeo no formato live session. Este é o terceiro single de seu novo projeto que consiste em sessões ao vivo de canções gravadas no disco “Faz Tudo Novo de Novo”, lançado em 2016.

Peter conta que sua intenção é resgatar algumas canções que marcaram sua caminhada com o Senhor, e “O Nosso General É Cristo” é uma dessas músicas.

"A versão live veio para documentar, em vídeo, minha relação com essa música específica. Além de dar também uma nova roupagem musical e aproximar as novas gerações das canções que marcaram a igreja brasileira”, disse o cantor.

“O Nosso General É Cristo” é a canção mais ouvida de Peter Quintino nas plataformas e agora sua versão live já está disponível na Deezer e outras plataformas digitais. O vídeo pode ser assistido pelo canal oficial do cantor no YouTube.

Confira a live session:

This posting includes an audio/video/photo media file: Download Now

Diego Karter lança o single “A Maré” pela Sony Music; confira o videoclipe

Posted: 15 Jun 2018 11:16 AM PDT

Diego Karter lança o single

O cantor Diego Karter lançou um novo single. Trata-se de “A Maré”, escrita por Filipe Carmet e produzida por Estevão Modolo. A canção foi lançada nesta sexta-feira (15) pela Sony Music em todas as plataformas digitais.

“Essa canção sobre estarmos perdidos em nossa vida de pecado até o momento em que conhecemos a graça e começamos a enxergar tudo de outra forma. Precisamos ser um com D-s, nos encher da Maré DEle e do amor DEle e se tornar a maré e ser o amor”, explica Karter.

O cantor repetiu a parceria com Modolo, que também produziu o EP D-s se faz Presente.

Além da canção, Karter também apresenta o clipe de “A Maré” em seu canal na VEVO. Com imagens captadas na Igreja Batista da Lagoinha na Barra da Tijuca (RJ), onde Diego é membro, e em pontos paradisíacos do Rio de Janeiro.

Diego trabalhou mais uma vez com Fydell Botti, que já havia dirigido antes o clipe de D-s se faz Presente.

Todo o conceito do vídeo foi pensado de forma a retratar nosso processo de conversão acompanhando o caminho de Diego Karter, que inicia o clipe caminhando descalço por uma estrada e através das mudanças de figurino e até mesmo dos filtros utilizados na pós-produção do clipe vamos vendo gradativamente a mudança que Deus faz na vida de quem se dispõe a buscar essa maré.

“O que eu realmente quero é ouvir de cada pessoa que escutar a música o que elas sentiram. ‘A Maré’ é diferente de tudo que já gravei a começar pela mensagem da canção”, finaliza Diego Karter, que já está pensando em seus próximos singles a serem lançados até o final desse ano juntamente com uma nova turnê pelo país.

Veja o clipe:

This posting includes an audio/video/photo media file: Download Now

Vanilda Bordieri lança "Eu Não Estou Só", primeira canção inédita de seu novo projeto

Posted: 15 Jun 2018 10:51 AM PDT

Vanilda Bordieri lança "Eu Não Estou Só", primeira canção inédita de seu novo projeto

A cantora Vanilda Bordieri, em parceria com a Musile Records, lançou o primeiro single de sua nova live session, no YouTube e nas principais plataformas de streaming. “Eu Não Estou Só” traz uma mensagem de encorajamento que promete emocionar, assim como diversas composições da cantora.

“Essa canção toca a minha alma e eu tenho certeza que você também vai ser tocado. Quando estiver se sentindo sozinho, ouça e creia que contigo está o Pai, o Filho e o Espírito Santo”, disse Vanilda sobre a nova música. Ela até já incluiu o hino em seu repertório de ministrações pelo Brasil.

Produzida pelo maestro Ronny Barboza, que também participou do processo criativo do álbum “Esperarei, “Eu Não Estou Só” não é o único single inédito do projeto, que conta com outras composições autorais. As próximas faixas serão divulgadas em breve pela Musile Records.

Nesse contexto, ainda vale destacar que, simultaneamente ao lançamento de cada música, também será liberado o download do playback nas plataformas iTunes, Google Play e Amazon. Para acompanhar os próximos lançamentos do Musile Sessions de Vanilda Bordieri, fique ligado nas redes sociais da Musile Records.

Confira o vídeo de “Eu Não Estou Só”:

This posting includes an audio/video/photo media file: Download Now

Em troca da liberdade de pastor, EUA pode bloquear a compra de aviões da Turquia

Posted: 15 Jun 2018 09:06 AM PDT

Em troca da liberdade de pastor, EUA pode bloquear a compra de aviões da Turquia

O Senado dos Estados Unidos está considerando bloquear a compra de aviões militares pela Turquia devido à prisão do pastor americano Andrew Brunson. Depois de liderar uma igreja no país por mais de 20 anos, ele foi acusado de “terrorismo” e cooperação com o golpe militar contra o presidente turco Recep Tayyip Erdogan, em julho de 2016.

Parlamentares norte-americanos pretendem adicionar um suprimento ao projeto de gastos de defesa, que impediria a compra de 100 aviões F-35 pela Turquia, a menos que Brunson seja libertado.

Há também preocupações com a segurança nacional associadas à transação do F-35, de acordo com a democrata Jeanne Shaheen. "Os parceiros da OTAN (Aliança Atlântica) precisam desses F-35s para combater a atividade russa. Estaríamos entregando essa tecnologia ao Kremlin (governo russo) se concedêssemos à Turquia esses aviões", avalia.

Ativistas de direitos humanos e políticos em todo o mundo condenaram a prisão de Brunson por parte da Turquia, incluindo 75 membros do Parlamento Europeu que assinaram uma carta aberta enviada ao presidente da Turquia.

"O pastor Andrew Brunson vive pacificamente na Turquia há 23 anos. Acreditamos que ele é um inocente preso político; portanto, pedimos que você o liberte sem demora", dizia a carta direcionada a Erdogan.

O Centro Americano de Direito e Justiça, organização que faz lobby em nome de cristãos perseguidos no exterior, manifestou apoio ao Congresso dos EUA com a ideia de privar os aviões da Turquia.

Em nota divulgada nesta quinta-feira (14), o ACLJ destacou que é preciso infligir uma penalidade sobre a Turquia até que Brunson seja libertado. "Sem essa legislação, a Turquia está pronta para comprar cem F-35s através de uma transação que seja aprovada e facilitada pelo DOD (Departamento de Defesa dos EUA)".

"Esse tipo de parceria faz sentido estratégico quando o país comprador está se comportando como um aliado dos EUA e ajudando ativamente no esforço global para derrotar o terrorismo. Não faz sentido quando o país comprador está se comportando com hostilidade e aprisionando esse americano inocente por razões políticas", acrescenta a ACLJ.

This posting includes an audio/video/photo media file: Download Now

Cristãos da Argélia comemoram reabertura de três igrejas fechadas pelo Estado

Posted: 15 Jun 2018 08:33 AM PDT

Cristãos da Argélia comemoram reabertura de três igrejas fechadas pelo Estado

Três igrejas  que foram fechadas recentemente por autoridades na província de Oran, no norte da Argélia, foram autorizadas a reabrir no último domingo (10). As três igrejas, localizadas em Ain Turk (30 km a oeste de Oran) e El Ayaida (35 km a leste de Oran), foram fechadas entre novembro de 2017 e fevereiro de 2018.

No domingo, as três igrejas foram autorizadas a reabrir após uma notificação emitida pelo governador da província de Oran. Rachid Seghir, que é o pastor da principal igreja da cidade de Oran, disse ao World Watch Monitor sobre o momento em que recebeu a notificação.

“Era cerca de uma hora quando recebi um telefonema pedindo-me para ir à delegacia o mais rápido possível, sem dar mais detalhes”, lembrou ele.

“Eu primeiro informei alguns membros da igreja, antes de ir para a delegacia, que fica a cerca de 300 metros da igreja em Oran”. Na delegacia, o pastor Seghir recebeu uma notificação para assinar.

“Foi difícil acreditar, pois não esperava uma surpresa tão positiva”, disse o pastor Seghir, que mal conseguia esconder suas emoções. “Honestamente, não entendi nada do que aconteceu. Li a notificação e a entendi corretamente, mas fiquei impressionado. Pensei que talvez seja apenas uma armadilha".

O pastor então deixou a delegacia e foi diretamente à igreja para compartilhar as notícias com alguns membros, enquanto continuava a refletir sobre o evento.

Relembrando como os acontecimentos se desenrolaram desde novembro do ano passado, o pastor disse: “Primeiro fomos notificados de que teríamos que regularizar nossa situação de acordo com os regulamentos de segurança, ou teríamos que fechar nossas instalações em três meses - algo que era impossível para nós. Então, um mês depois, eles vieram e selaram as portas da igreja. E agora eles estão nos notificando que podemos reabrir e realizar nossos cultos em paz”.

Então, 45 minutos depois de ser chamado à delegacia, três oficiais uniformizados vieram e removeram os selos da porta principal da igreja, sem fazer qualquer comentário. Na notificação, as autoridades locais também não apresentaram quaisquer razões que justifiquem a mudança de posição.

O documento apenas estipulava que “o local de culto pertencente à igreja protestante localizada na rua Abane Ramdane será reaberto”, e que os serviços estatais, incluindo a polícia, “trabalharão para a implementação desta decisão”. Mais tarde, o pastor Seghir recebeu duas outras notificações sobre as igrejas em Ain Turk e El Ayaida.

"O procedimento foi idêntico ao primeiro", explicou ele. “E foi uma grande surpresa para mim, assim como para todos os nossos irmãos e irmãs em Cristo. Nós estávamos nos perguntando a mesma pergunta: ‘Devemos confiar neles?’ Estamos muito satisfeitos em poder retomar nossas atividades sem medo de novas ameaças. Esperamos que todas as igrejas possam ser regularizadas e capazes de trabalhar em paz e liberdade. Tal coisa só pode ser benéfica para a imagem do país”, finalizou.

This posting includes an audio/video/photo media file: Download Now

Mulher se converte ao ver cristãos na Coreia do Norte: "Eles louvam enquanto são torturados"

Posted: 15 Jun 2018 07:46 AM PDT

Mulher se converte ao ver cristãos na Coreia do Norte: "Eles louvam enquanto são torturados"

Depois de uma vida inteira defendendo a ideologia comunista e ateísta, uma mulher norte-coreana foi impactada pelo Evangelho na prisão e passou a ter uma vida de liberdade.

Soon Ok Lee é uma das poucas testemunhas que sobreviveu às terríveis condições dentro das prisões políticas da Coreia do Norte. "Eu vi algo coisas tão inimagináveis e terríveis que eu queria deixar o mundo saber", disse Lee perante o Congresso dos Estados Unidos.

Ela foi falsamente acusada e enviada para a prisão por causa do "orgulho ferido" de seu superior no centro de distribuição de materiais, onde ela trabalhava. "O chefe da sucursal de segurança pediu que fossem feitas duas jaquetas [requeridas pelo governo], enquanto todo mundo recebeu apenas uma. Sem levantar a voz, expliquei a ele que não poderia dar a ele mais do que uma. De repente, ele se virou e cuspiu: 'Tudo bem, você vai se arrepender disso'", conta.

Em uma manhã de domingo, algumas semanas depois, Lee foi presa por violar as políticas comerciais do partido comunista e aceitar subornos. "Não fazia o menor sentido para mim", observa. "Foi um esquema de vingança do chefe do departamento de segurança".

Sem conseguir se despedir de seu marido — que ela nunca mais veria — ou seu filho, Lee foi levada para um interrogatório. Eles usaram uma série de técnicas de tortura para extrair alguma confissão da jovem.

Certa vez, ela foi colocada dentro de uma fornalha onde tijolos eram assados e, em outra ocasião, foi deixada para congelar ao ar livre durante o inverno. Ela também se lembra de ter sido agredida por um chicote de couro enquanto estava acorrentada a uma cadeira. "Pior do que a dor da tortura era estar totalmente nua na frente de todos aqueles homens", relata.

Farsas do comunismo

Mesmo sendo uma comunista leal, Lee perdeu sua cidadania norte-coreana e foi expulsa do Partido Comunista. Ela continuou sofrendo terríveis torturas até o momento de seu julgamento público, onde foi condenada a 13 anos de prisão por desviar fundos públicos.

Lee foi criado como ateia, mas começou a se questionar sobre a existência de Deus durante sua experiência na prisão, principalmente quando notava as atitudes dos cristãos que estavam presos.

"Uma vez por mês, os crentes eram colocados no pátio em frente a todos os prisioneiros e forçados a negar sua fé. Como não negavam a fé, recebiam as tarefas mais difíceis, como limpar os banheiros e remover os excrementos humanos", relata.

Conhecidos na prisão como "supersticiosos", os cristãos mostravam sentir um amor incondicional. “Em alguns casos, enquanto os crentes eram espancados, eles se começavam a cantar hinos", ela lembra. "Eles não acusaram falsamente os outros e estavam dispostos a assumir a culpa pelos outros. Eles até morreram por outros prisioneiros".

Certo dia, os soldados anunciaram a libertação de Soon Ok Lee por sua conduta exemplar na prisão. Enquanto deixava o lugar, ela notou que cerca de 140 cristãos olhavam para ela, implorando com os olhos que ela fosse testemunha do que viu no acampamento. "Seus olhos estavam brilhando com uma luz celestial", observa. "Eu nunca vou esquecer aqueles olhos suplicantes".

Vida nova

Quando ela correu para fora dos portões, foi para os braços de seu filho. O marido de Lee também havia sido levado para um campo de trabalho forçado, mas faleceu. "Eu fui a primeira em 30 anos que recebeu o privilégio especial de ser libertada por Kim Il Sung (antigo líder da Coreia do Norte)".

Lee e seu filho atravessaram um rio na China e fugiram para a Coreia do Sul. A jornada inteira levou quase dois anos. No novo país, ela foi evangelizada por um oficial que a presenteou com uma Bíblia — um livro que ela nunca tinha visto antes.

Ela começou a ler as Escrituras com a intenção de ter uma vida boa, mas foi fortalecendo sua fé e se entregou a Cristo, juntamente com seu filho. "Eu fui curada com o amor de Deus e com Seu conforto. Eu já não tenho sonhos terríveis. Eu estou livre", celebra Lee.

Seu corpo ainda carrega as marcas das torturas, mas ela continua sendo grata a Deus. "Hoje todas as coisas que eu esperava e sonhei se tornaram realidade. É realmente um milagre".

This posting includes an audio/video/photo media file: Download Now

Criação, mito ou realidade?

Posted: 15 Jun 2018 07:45 AM PDT

Criação, mito ou realidade?

Desde que Charles Darwin publicou o seu livro A Origem das Espécies, em Londres, em 1859, que a chamada teoria da evolução tem sido ensinada nas escolas e universidades como uma verdade científica. Falta-lhe, entretanto, a evidência das provas. Na contramão dessa teoria, a Escritura diz: “No princípio criou Deus os céus e a terra” (Gn 1.1). Essa declaração enseja-nos algumas conclusões:

Em primeiro lugar, a matéria não é eterna. Os gregos afirmavam que a matéria é eterna, mas eterno só Deus o é. O universo, feito de matéria e energia, foi criado e criado no princípio. Matéria e energia não criam a si mesmas. O universo é governado por leis e leis não criam a si mesmas. Que o universo foi criado, a ciência prova. O que aceitamos pela fé é que o universo foi criado pela palavra de Deus (Hb 11.3). Todas as coisas foram criadas por intermédio do Verbo divino (Jo 1.3). Ele criou todas as coisas, visíveis e invisíveis (Cl 1.16). Deus fez o universo por intermédio do seu Filho (Hb 1.2).

Em segundo lugar, o mundo não surgiu espontaneamente. A teoria da geração espontânea não está calçada com a verdade. O mundo não pariu a si mesmo. Não veio à existência por iniciativa própria. O mundo foi criado e criado por Deus. Não há contradição entre a ciência corretamente entendida e a Bíblia corretamente interpretada. Ambas têm o mesmo autor, Deus.

Em terceiro lugar, o mundo não é resultado de uma grande explosão cósmica. A teoria do Big Bang não tem a seu favor a evidência das provas. O caos não produz o cosmos nem a desordem a ordem. Seria mais fácil acreditar que ao se lançar ao ar um bilhão de letras, elas caíssem como uma grande enciclopédia do que acreditar que uma explosão cósmica produziu este universo tão vasto, com mais de noventa e três bilhões de anos-luz de diâmetro, com leis tão precisas. É preciso ter mais fé para ser um ateu do que para ser um crente. O planeta terra não está onde está porque casualmente uma explosão o deixou aqui. Na verdade, a terra está exatamente onde deveria estar. Se nós estivéssemos mais perto do sol, morreríamos queimados; se estivéssemos mais longe, morreríamos congelados. A lua, a faxineira do planeta terra, não está em sua órbita por acaso, mas porque as mãos do criador, colocou-a rigorosamente em seu lugar. Sem as fases da lua não teríamos o fenômeno das marés e sem o fenômeno das mares, nossas praias se encheriam de lixo e a vida seria impossível no planeta terra. Nada disso é resultado do acaso, mas obra de Deus, o criador.

Em quarto lugar, o mundo não é resultado de uma evolução de milhões e milhões de anos. A verdadeira primeira do cristianismo é que “no princípio criou Deus os céus e a terra” (Gn 1.1). Essa verdade tem sido atacada com rigor desmesurado, ao longo dos séculos, mas mantém-se imperturbável e sobranceira. A pá dos arqueólogos tem demonstrado, dia após dia, a veracidade dessa espantosa declaração. Hoje, alguns estudiosos têm tentado costurar uma aliança espúria entre Cristo e Darwin, defendendo a teoria do evolucionismo teísta. Essa teoria diz que Deus criou o universo através do processo da evolução. O grande problema dessa interpretação é que, necessariamente, precisa rejeitar o registro histórico da criação. Olha para o registro de Gênesis 1 e 2 apenas como um texto metafórico e mítico. Segundo essa teoria, Adão e Eva não existiram. Ora, se eles não existiram, então, não houve queda. E se não houve queda, então, não houve redenção. Se o primeiro Adão foi um mito, então, o segundo Adão também o foi. Para subscrevermos essa teoria, precisaríamos desconstruir toda Bíblia, pois o relato da criação está presente no pentateuco, nos livros históricos, poéticos, proféticos, nos evangelhos, no livro de Atos, nas epístolas e no livro de Apocalipse. No meio dessa babel de ideias, ficamos com as Escrituras, que não podem falhar. Estribados na realidade e não em mitos, erguemos bem alto o estandarte da verdade: “No princípio criou Deus os céus e a terra”.

 

* O conteúdo do texto acima é de total responsabilidade do autor e não reflete necessariamente a opinião do Portal Guiame.

This posting includes an audio/video/photo media file: Download Now

0 comentários: