Notícias Gospel (neste email contem: 12 novas notícias)

Filed under: by:

Notícias Gospel (neste email contem: 12 novas notícias)

Link to guiame.com.br's news

Ex-Destiny's Child une fé à luta contra a depressão: "O Mestre está pintando sua obra”

Posted: 20 Jul 2018 06:55 AM PDT

Ex-Destiny's Child une fé à luta contra a depressão: "O Mestre está pintando sua obra

A cantora Michelle Williams, mais conhecida por ter feito parte do grupo Destiny's Child, anunciou na última terça-feira (17) que está entrando em uma unidade de saúde mental para tratamento após sua longa luta contra a depressão.

Em uma publicação no Instagram, ela disse que finalmente decidiu seguir seu próprio conselho como defensora da saúde mental e procurou uma equipe de profissionais de saúde.

"Durante anos me dediquei a aumentar a conscientização sobre saúde mental e dizer as pessoas a reconhecerem quando é hora de procurar ajuda, apoio e orientação daqueles que amam e cuidam de seu bem-estar", escreveu ela.

Michelle continua: "Recentemente ouvi o mesmo conselho que dei a milhares de pessoas em todo o mundo e procurei ajuda de uma grande equipe de profissionais de saúde. Hoje, orgulhosa, feliz e saudável, permaneço aqui como alguém que continuará sempre a dar o exemplo”.

O site TMZ informou que Michalle está em uma instalação em Los Angeles há vários dias. Ela está noiva do pastor Chad Johnson, que por sua vez já foi capelão dos times de futebol americano Pittsburgh Steelers e L.A. Dodgers.

Sobre a atual situação de Michelle, ele deixou uma mensagem reconfortante de apoio sobre a decisão de procurar ajuda profissional. "Estou muito orgulhoso de sua coragem e compromisso com isso", escreveu o pastor.

Michelle ainda salienta: "Estamos juntos e em uma jornada incrível e vamos ver o mestre pintar uma obra de arte inestimável".

Pensamentos suicidas

Durante uma entrevista em em outubro de 2017 para o "The Talk", a cantora falou abertamente sobre sofrer de depressão e pensamentos suicidas enquanto fazia parte do Destiny's Child. "Eu estava em um dos grupos femininos mais vendidos de todos os tempos, sofrendo com depressão".

Ela disse que compartilhou suas dificuldades com o pai de Beyoncé. "Quando eu falei isso para o nosso empresário, Mathew Knowles, ele disse: 'Vocês assinaram um contrato multimilionário e estão prestes a sair em turnê. Qual o motivo de você estar deprimida?'. Eu fiquei"

"Então eu pensei que estava apenas cansada", explicou ela. Mas sua depressão continuou "ao ponto em que eu era suicida e quis sair do grupo", comenta.

Michelle admitiu que esses sentimentos começaram a partir dos 13 anos, mas só depois dos 30 que ela foi capaz de identificar seu desespero como depressão. "Eu acho que, aos 25 anos, se existisse um nome para o que eu estava sentindo na época, eu teria dito que sofria de depressão", explicou ela.

Em 2013, Williams disse à Associated Press que durante sua batalha ela também não conseguiu ajuda da igreja. "Somos ensinados a apenas ir à igreja e orar sobre isso. ‘O Senhor vai curar você’. Eu acredito que Deus dotou pessoas como médicos e terapeutas e essa pode ser a sua cura. Tire proveito disso. Vá ver um profissional para que eles possam avaliar você. Tudo bem se você estiver passando por algo. A depressão não é boa, mas não há problema em pedir ajuda", finalizou.

This posting includes an audio/video/photo media file: Download Now

Cerca de 40 agentes comunistas invadem culto e prendem cristãos, na China

Posted: 20 Jul 2018 05:17 AM PDT

Cerca de 40 agentes comunistas invadem culto e prendem cristãos, na China

A Igreja Reformada da Bíblia, um local de culto localizado na província de Guangdong (China), novamente serviu como alvo de uma invasão do governo comunista no domingo. Cerca de 40 funcionários da Administração de Alimentos e Medicamentos do regime comunista, bem como alguns membros da polícia, foram os que entraram na igreja e, ao fazê-lo, fizeram prisões e interrogaram os frequentadores da igreja.

Autoridades do governo verificaram as identificações das pessoas que estavam na igreja na época. Eles também isolaram a geladeira e restringiram o acesso a um armário que continha utensílios.

O pastor Huang Xiaoning estava entre as pessoas interrogadas pelas autoridades chinesas durante a invasão e ele detalhou o que aconteceu durante uma entrevista para a 'China Aid'.

Segundo Huang, o culto realizado em 15 de julho já havia começado quando os oficiais chineses entraram na igreja. A chegada da polícia e dos funcionários do Departamento de Alimentos e Medicamentos o levou a interromper o momento da pregação.

Huang também teve que parar de falar no meio de sua Palavra, enquanto funcionários do departamento de assuntos religiosos começaram a interrogá-lo.

O interrogatório durou uma hora, mas depois que Huang foi dispensado pelos funcionários, ele disse que ainda havia cinco ou seis fiéis sendo detidos naquele momento.

Juntamente com a invasão da igreja, os funcionários do governo chinês também entregaram a Huang um "Aviso de Exigência de Retificação", que essencialmente ordenava que a igreja suspendesse suas atividades.

Desgaste

Esta não é a primeira vez que a Igreja Reformada da Bíblia é "visitada" por agentes do governo chinês. Autoridades chinesas também invadiram a igreja outras duas vezes no mês passado.

O primeiro ataque ocorreu em 10 de junho, também um domingo. Os funcionários também interromperam um serviço e prenderam pessoas que estavam presentes.

Menos de duas semanas depois, funcionários do departamento de assuntos religiosos municipais e do subdistrito voltaram a atacar a Igreja Reformada da Bíblia para servir a Huang como um aviso de punição, informou a China Aid.

O aviso dizia que a igreja havia recebido uma multa de US $ 7.400 (50.000 Yuan) por conduzir atividades religiosas.

Huang está lutando contra a multa e exigindo uma audiência. Ele também disse que não tem medo de ir contra o governo.

Huang disse: "Eu nunca temi a prisão, já que eu nunca tive medo da morte".

This posting includes an audio/video/photo media file: Download Now

A rotina ideal de beleza em apenas 3 passos

Posted: 20 Jul 2018 05:11 AM PDT

A rotina ideal de beleza em apenas 3 passos

Nossa pele está sujeita a todos os tipos de impurezas e situações imprevisíveis que um dia agitado costuma trazer, desde a poluição natural que está no ar até alterações climáticas repentinas. Por isso, uma rotina rigorosa de cuidados com a pele é essencial para mantê-la saudável e bonita em qualquer época do ano. Os três passos básicos para isso são: limpeza, hidratação e proteção.

Limpeza

Para começar, faça a limpeza da pele duas vezes ao dia — pela manhã e antes de dormir. Aplique um sabonete facial em todo o rosto em movimentos suaves e circulares. Lembre-se sempre de usar água fria para isso, já que, quanto mais alta a temperatura, maior o ressecamento que sua cútis pode sofrer. “O mais importante na rotina de limpeza é usar produtos específicos para o seu tipo de pele e, se possível, de uma mesma linha, pois os cosméticos se complementam e atuam em total harmonia”, garante Fernanda Morelli, editora de beleza e bem-estar de CLAUDIA.

Se sua pele é oleosa, opte por produtos que possuam ácido salicílico ou ácido glicólico. A Solução Micelar de Limpeza Facial Bioderma H20 contém os agentes purificadores gluconato de zinco e sulfato, que controlam a quantidade de oleosidade. Já os produtos em gel, como o Effaclar Concentrado, limpam profundamente a pele e desobstruem os poros, evitando cravos e espinhas.

Hidratação

Depois de garantir a limpeza, é hora da hidratação. E não só a do rosto, ok? Cremes, loções e óleos equilibram a produção de oleosidade natural. O Hidratante Neutrogena Body Care é ótimo não só para proporcionar uma eficiente hidratação como também para manter a pele saudável e macia. Nos dias mais frios, transpiramos menos, produzimos menos oleosidade por meio das glândulas sebáceas e tomamos banho com água mais quente, por isso a atenção com a hidratação deve ser redobrada. “O melhor momento para hidratar a pele é logo após o banho. Com os poros abertos, ela absorve melhor o produto, que bloqueia a umidade da cútis antes que evapore, deixando-a macia por mais tempo”, diz Fernanda.

Use hidratantes específicos para cada parte do corpo e, se necessário, mais de uma vez ao dia. Para áreas extremamente secas, como pés, joelhos e cotovelos, vá de itens que contenham algum óleo ou o poliglicerilmetacrilato, que mantém e retém a hidratação da pele, como o Creme Hidratante Cetaphil.

Proteção

Por último, mas não menos importante, a proteção. O protetor solar age contra a radiação solar, presente até nos dias mais nublados. Aplique o produto pela manhã, após a hidratação, e reaplique de duas em duas horas. “Os raios UVA levam ao envelhecimento da pele, enquanto os UVB podem alterar diretamente o DNA celular. Portanto, o protetor solar deve ser usado diariamente antes de sair de casa, principalmente no rosto. E mesmo em dias frios!”, alerta Fernanda.

Alguns produtos, como a Base L’Oréal BB Cream 5 em 1, já oferecem proteção juntamente com cor, uniformizando a pele e tornando esse último passo da rotina de beleza ainda mais prático. Peles oleosas, por sua vez, devem ser protegidas com itens com textura em gel ou que tenham toque seco, como o Protetor Solar Anthelios Airlicium.

Invista sempre em produtos indicados para o seu tipo de pele (seca, mista ou oleosa) e faça uma busca na Drogaria São Paulo e Drogarias Pacheco. Por lá você encontra diversas opções para cada uma dessas três etapas e, com esses cuidados básicos, sua pele estará preparada e saudável para enfrentar todos os momentos do dia a dia.

This posting includes an audio/video/photo media file: Download Now

Saia do quadrado: aposte nas bolsas redondas

Posted: 20 Jul 2018 05:08 AM PDT

Saia do quadrado: aposte nas bolsas redondas

As bolsas também são peças importantes para compor um look. Uma das tendências que está bombando no momento é a bolsa redonda, que está presente nos looks de todas as fashionistas e nas passarelas dos maiores desfiles do mundo.

Para esse item não ficar de fora das nossas produções do dia a dia, o site Moda It reuniu 24 bolsas redondas que merecem fazer parte do nosso guarda-roupa:


(Foto: Reprodução/Moda It)

This posting includes an audio/video/photo media file: Download Now

“As pessoas querem casar pelas motivações erradas”, diz Tiago Brunet sobre divórcio

Posted: 19 Jul 2018 12:55 PM PDT

Em uma ministração especial para casais, o pastor Tiago Brunet explicou que é importante saber como lidar com os tempos difíceis para poder manter o casamento. Ele afirma que atualmente muitos se separam por falta de sabedoria.

“Porque os casamentos não dão certo? A gente ora muito para que as coisas dêem certo nas nossas vidas, mas a gente não atenta sobre o motivo das coisas não darem certo. E se você não identificar o que não dá certo, você não consegue mudar”, disse ele.

“A gente só muda o que a gente identifica. Se você não identificar o que está dando errado, você não consegue mudar. Para que tudo dê certo na sua casa, você precisa de duas coisas: sabedoria e inteligência”, alertou o pastor.

Ele ainda ressalta que a sabedoria serve para poder levantar o alicerce da casa. Já a inteligência é o entendimento para poder estabelecer Deus no centro da família.

O modelo deste século

Tiago explica que muitos se deixam levar pelo costume de trocar algo quando há algum defeito. “Hoje em dia chegar no topo da montanha não é difícil. O difícil é manter-se lá. Como construir um casamento feliz e como manter uma família sabendo que ela realmente é a base de tudo?”, questiona.

“Antigamente era difícil escutar que alguém estava separando. Era escandaloso, não podia nem entrar na igreja. Hoje em dia começou a normalizar, por que isso instalou-se uma cultura do fast-food. A cultura do que está quebrado joga fora”, disse.

“Hoje em dia é mais fácil trocar. Estamos nos baseando em uma cultura e em um modelo que não é nosso. Não é a cultura do Reino de Deus, não é o que Deus nos ensinou. Nossa sociedade está assim por causa dessa cultura rápida”, explicou.

Tiago ainda faz um alerta sobre a verdadeira referência do amor para Deus. “As pessoas perderam a referência do que é amor, casamento, família e por isso estão passando o que estão passando. As pessoas querem casar pelas motivações erradas”, colocou.

This posting includes an audio/video/photo media file: Download Now

10 dicas para aproveitar as férias sem prejudicar os estudos

Posted: 19 Jul 2018 12:54 PM PDT

10 dicas para aproveitar as férias sem prejudicar os estudos

Na rotina de um vestibulando, aulas, aulas e mais aulas. De repente chegam as tão sonhadas férias… momento para esquecer o mundo e curtir! Hum… será mesmo? O site Guia do Estudante mostra algumas dicas para equilibrar o descanso com os estudos.

“Não dá para se desligar totalmente durante o mês. É preciso equilibrar momentos de descanso com estudo”, diz o professor Alberto Francisco do Nascimento, coordenador de vestibular do Anglo.

Segundo o professor, repor as energias é fundamental nas férias. Mas aproveitar o tempo para viajar e se divertir não significa que o estudo vai ser deixado totalmente de lado.

“O conteúdo não acaba em sala de aula. Tudo o que acontece no mundo tem relação com o que se estudou. E isso vai de encontro à interdisciplinaridade, ponto importante nos atuais vestibulares. Você vai ao zoológico ou no Horto Florestal e pode rever conceitos de biologia. Pode visitar museus, lugares históricos”, diz Alberto.

Para ele, manter uma rotina nas férias é o ideal, planejando os estudos e os descansos. Estudar mais do que se está acostumado? Nem pensar!

“É para diminuir a carga de estudo em relação ao período normal de aulas. Aproveite as férias para descansar e diminuir o ritmo, para depois voltar com tudo, disposto. O segundo semestre é a reta final, os meses até o vestibular passam muito rápido”, completa.

Confira as dicas para aproveitar os últimos dias de férias

1. Crie uma rotina, assim como na época de estudos: tenha hora para acordar, estudar, descansar, se alimentar;

2. Não fique o dia inteiro estudando nem se desligue totalmente do vestibular: equilíbrio é a palavra-chave;

3. Não adianta aumentar a carga de estudo nas férias e voltar mais cansado para o segundo semestre. Preocupe-se em repor as energias para os próximos meses;

4. Focar a matéria na qual se tem mais dificuldade é uma boa pedida nas férias, mas não fique apenas nela: é preciso rever o conteúdo das demais disciplinas;

5. Não é produtivo estudar por horas seguidas apenas uma matéria. Alterne o conteúdo de hora em hora;

6. Se for viajar, se concentre na viagem: não leve livros e apostilas. É o momento para aproveitar o descanso, a família, os amigos;

7. Na viagem, dá para estudar mesmo sem levar livros e apostilas: aproveite para visitar museus e lugares históricos;

8. Concilie diversão e estudo: veja filmes cujo conteúdo se relacione com história, geografia, literatura. Também dá pra estudar vendo peças de teatro, exposições de arte, lendo história em quadrinhos e assistindo à televisão;

9. Aproveite as férias para dormir um pouco mais que na época de aulas, mas oito horas já são suficientes para repor as energias;

10. Praticar atividades físicas é importante tanto nas férias quanto no período normal de aulas. Aproveite as férias para praticá-las com mais frequência, duas ou três vezes por semana.

This posting includes an audio/video/photo media file: Download Now

Kemilly Santos fala como buscar a maturidade espiritual: “Devemos enfrentar as guerras”

Posted: 19 Jul 2018 12:10 PM PDT

Kemilly Santos fala como buscar a maturidade espiritual:

Nascida em uma família de pastores da igreja Assembleia de Deus, Kemilly Santos cresceu vendo a música fazer parte de sua vida. “Minha família é um muro à minha volta e todos eles cantam”, disse ela ao Guiame durante a Expoevangélica 2018.

A cantora de 21 anos, que se tornou uma referência na música pentecostal, sabe quais são os conflitos enfrentados pela nova geração e acredita que a Bíblia ensina a “receita certa” para esclarecê-los.

“A palavra de Deus diz que tudo é lícito, mas nem tudo convém. É engraçado que Deus não cita nada, Ele deixa você discernir o que convém ou não. Boa parte disso é direcionada pelo Espírito Santo dentro de nós”, esclarece.

Diante dos inúmeros “pode ou não pode” que os jovens lidam em sua caminhada, Kemilly acredita que o único comportamento errado e viver em desobediência. “[É errado] se o seu pastor disser não e você cometer. Mas [é diferente] se sua igreja permite, se seu pastor te dá respaldo, se você tem uma base espiritual que te acompanha”, orienta.

“Às vezes as pessoas têm uma ideia errada do assembleiano, porque pensam que ele acha que tudo é pecado, mas não é bem assim. Não acho que tudo seja pecado, só não acho que algumas coisas não cabem em mim. É diferente”, explica.

Para que os cristãos superem essas questões e caminhem em direção à maturidade espiritual, Kemilly acredita que é preciso enfrentar as batalhas da vida. “O limite da nossa visão, muitas vezes, nos faz ter medo e fugir de algumas guerras que Deus nos confia. A maturidade espiritual vem de experiências, de guerras, nas quais o Senhor está sempre conosco. Isso vai gerar não traumas, mas sim maturidade espiritual”.

Depois de dar voz ao sucesso “Fica Tranquilo”, Kemilly está prestes a lançar um EP com canções inéditas em parceria com a Sony Music, sua nova gravadora. No novo projeto, ela pretende abranger outros estilos musicais.

“Não vou sair do pentecostal, mas vamos abrir um leque maior. Vamos abrir todos os públicos para chegar até o batista, o adventista, o católico, o assembleiano”, afirma a cantora.

This posting includes an audio/video/photo media file: Download Now

Detento se converte após ouvir a voz de Deus na prisão: "Ele disse que eu era seu filho"

Posted: 19 Jul 2018 10:42 AM PDT

Detento se converte após ouvir a voz de Deus na prisão: "Ele disse que eu era seu filho"

Aos 12 anos, Richard Horne resolveu morar sozinho nas ruas Detroit, em Michigan, nos Estados Unidos. Ele teve uma infância de abuso e rejeição, seu pai era alcoólatra e sua mãe indiferente. Em entrevista a CBN News, ele afirma que não sabia o que era o amor e sequer ouvia um “eu te amo” de sua família.

Depois que seus pais se divorciaram, Richard escolheu as ruas em vez de ficar com o pai. Ele passou sua adolescência morando em lares abandonados ou preso na detenção juvenil. "Eu estava sempre roubando alguém, roubando bolsas, roubando carros, arrombando casas, roubando de mercearias, roubando roupas de grandes lojas", disse.

“Eu não via um futuro. Apenas sobrevivia. Com uma arma na mão, eu sentia que tinha voz. Eu poderia puxar o gatilho e mandar você fazer o que eu queria”. Aos 17 anos, Richard foi preso e condenado por 11 acusações de assalto à mão armada. Desta vez, ele foi julgado como adulto e recebeu cinco anos em uma penitenciária estadual.

“Eu tinha de lidar com estupradores, pedófilos e assassinos. Cheguei a um ponto em que, para que eu sobrevivesse de novo, tinha de lutar”, disse Richard. Mas essa luta fez com que Richard fosse para o confinamento solitário.

“Você tem muito tempo para pensar, sentar e pensar sobre os próximos passos. O que você pode fazer para melhorar a si mesmo ou a sua situação”. Quando os dias se transformaram em semanas, Richard começou a perder sua luta.

“Acho que cheguei a um ponto em que estava cansado de ser frustrado e estava cansado de ser preso. Eu estava cansado de me sentir como um animal ”, disse. "Chegou a um ponto em que se tornou cansativo sobreviver. eu queria ter mais da vida".

Mudança de vida

Foi então que um dos internos que trabalhava na solitária começou a conversar com Richard. “Ele vinha constantemente falar comigo sobre Cristo. Ele orava em mim e se oferecia para estudar a Bíblia comigo”.

Richard aceitou os convites para ir aos cultos da igreja, ao menos para escapar do confinamento solitário. Mas algo estava acontecendo. "Eu estava sendo liderado por uma força positiva, mas estava acostumado a sempre ser liderado por algo negativo", disse.

“Eu acho que senti amor. E isso só cresceu em mim. Eu não posso realmente explicar, foi uma transformação na minha mente e no meu coração”. Encorajado, Richard também começou a orar e ler a Bíblia, esperando que Deus tivesse um propósito para ele.

Uma noite, em março de 1989, ele percebeu que precisava pedir a Deus para ajudá-lo a mudar sua vida. “Eu só queria uma mudança. Eu estava cansado da mesma vida monótona, derrotista e sem propósito ”, disse Richard.

“E quando eu fui à minha cela naquela noite eu orei e ouvi Deus me dizer que eu era seu filho. Foi uma voz audível que ouvi, mas senti isso dentro de mim e soube que pela primeira vez na vida senti como se alguém realmente se importasse comigo”, confessou.

No dia seguinte, Richard foi ao culto da igreja. "Eles fizeram o apelo da salvação e eu me levantei e subi lá. Entreguei minha vida a Cristo. A palavra de Deus diz que Ele nos dará uma paz que transcende todo o entendimento. Eu vivenciei a paz pela primeira vez na vida e queria mais”, relatou.

“Uma vez que entreguei minha vida a Cristo, certamente fui desafiado a tomar decisões melhores, passar tempo com Deus lendo sua Palavra, encontrando maneiras de amar as pessoas e não feri-las”.

Libertado

Richard cumpriu cinco anos de prisão e foi libertado em outubro de 1991, aos 23 anos. Em alguns meses, ele havia começado seu próprio negócio e conheceu sua esposa. “Eu sabia que queria fazer melhor e sabia que queria ter uma família”, disse.

“Eu tinha orado a Deus: "Se o Senhor me der uma esposa e filhos, eu sempre os amarei e nunca os deixarei". Desde então eles tiveram sete filhos, o mais novo ainda está em casa. Cada dia, Richard lembra de como a fé em Cristo lhe deu propósito e esperança para uma nova vida.

“Quando eu encontrei Cristo, desde o primeiro dia Ele nunca me deixou. Ele sempre esteve comigo. Eu sempre tive alguém para conversar. Tenho orientação positiva, direcionada na direção certa”, finalizou.

Confira a reportagem da CBN News (em inglês):

This posting includes an audio/video/photo media file: Download Now

Terrorista ataca pastor, mas se converte após filho ter visão de Jesus

Posted: 19 Jul 2018 08:52 AM PDT

Terrorista ataca pastor, mas se converte após filho ter visão de Jesus

Depois de ministrar em uma igreja em Bangladesh, o pastor Peter Haneef e sua família foram atacados por radicais islâmicos no meio da noite, no local onde estavam hospedados.

O pastor chegou no hospital inconsciente, devido a perda de sangue e as fraturas causadas pelas pancadas, e foi submetido a uma cirurgia. Enquanto isso, os cristãos se reuniram para uma vigília de oração pela noite toda em favor de Peter e sua família.

Enquanto isso, o homem que liderou o ataque ao pastor, Khani*, começou a se deparar com algumas surpresas. Seu filho de 16 anos sonhou que um cordeiro entrava em sua casa, mas quase foi morto a facadas por seu pai e escapou ferido. Em seguida, o cordeiro ferido lutou contra gigantes que pretendiam destruir a família do terrorista.

Quando o sonho terminou, o filho de Khani começou a pedir desesperadamente ao pai para recuperar o cordeiro. Com o passar das horas o garoto teve febre e suas pernas foram paralisadas dentro de dois dias. O imame visitou o menino para fazer uma reza, mas nada mudou.

Duas mulheres, que frequentavam a igreja subterrânea, visitaram o rapaz no hospital e explicaram à mãe que sua doença poderia ser resultado do que fizeram com o pastor. Desesperada, a mulher convenceu Khani a procurar o pastor.

“Eles são pessoas muito amorosas. Eles ensinam o amor de Deus e nunca ficam com raiva. Se você ir lá, eles orarão por seu filho e ele será curado”, asseguraram as duas mulheres.

Arrependimento

Em poucos segundos, Khani deixou o hospital e foi até local do ataque. No momento, vários membros da igreja estavam reunidos para orar junto com o pastor John Asghar e foram tomados pelo medo.

Khani soube que o pastor Peter estava passando por uma cirurgia e explodiu em lágrimas, pedindo perdão a todos. Depois de receber uma oração dos cristãos, o pastor John contou seu testemunho de conversão do Islã ao cristianismo. “Se você aceitar Jesus como seu salvador, Ele certamente salvará você e sua família do pecado e da morte”, explicou.

Mesmo sem estar totalmente convencido, Khani foi com o pastor e três cristãos para visitar o menino no hospital. Quando oraram pelo garoto, suas pernas começaram a tremer intensamente e ele abriu os olhos.

“O cordeiro veio a mim novamente e me lavou com o sangue que saía de suas feridas. Depois disso, ele se transformou em um homem e me disse que é Jesus Cristo, que foi crucificado e ressuscitou dos mortos para minha salvação. Ele me pediu para crer nele e desapareceu”, contou o menino.

Khani ficou perplexo e, chorando, abraçou o pastor John e se entregou a Jesus.

Novo testemunho

Três dias depois da cura de seu filho, Khani e sua família foram ao culto na igreja do pastor Peter e compartilhou seu testemunho. Quando a reunião terminou, ele e sua família foram até o hospital para pedir perdão ao pastor. Durante o encontro, Peter convidou o ex-terrorista para sentar ao seu lado e orou por ele.

*Nome fictício por razões de segurança.

This posting includes an audio/video/photo media file: Download Now

Programa de Pedro Bial incentiva o suicídio assistido, na rede Globo

Posted: 19 Jul 2018 08:46 AM PDT

Programa de Pedro Bial incentiva o suicídio assistido, na rede Globo

O programa de Pedro Bial que foi ao ar na última terça-feira, dia 17 deste mês pela rede Globo, trouxe à tona um debate sobre os cuidados paliativos no fim da vida, porém, trazendo implicitamente uma promoção do suicídio assistido como algo que representa uma suposta “evolução” judicial, moral e de saúde, tendo como exemplo países como a Suíça, onde decidir tirar a própria vida é uma prática legalizada pelo Estado.

Entre os convidados estiveram pessoas que optaram tirar a própria vida (na Suíça) por questões pessoais, como o diagnóstico de doenças incuráveis ou em estágio avançado, como o câncer. Prefiro não citar o nome dessas pessoas, por entender que há questões emocionais envolvidas nesse processo de decisão que não devem ser julgadas, mas sim compreendidas.

O foco da minha opinião está nos motivos que levam uma pessoa a desejar o suicídio assistido e a maneira como o programa abordou o assunto, tratando isso como uma opção viável e o Brasil como um país “atrasado” nesse quesito. A verdade é que pessoas como eu e outros conservadores que defendem o direito à vida a todo custo, terminam sendo retratados como retrógados e incapazes de compreender a dimensão do sofrimento envolvido em um processo de decisão como esse, pelo suicídio assistido.

A realidade é bem diferente. É justamente porque entendemos que todos nós desejamos viver, e viver o máximo possível, que defendemos a vida, mesmo nas condições mais difíceis. E não se trata de uma percepção nossa, apenas. Ou seja, de quem não está passando pela dor. Essa também é a opinião da absoluta maioria dos pacientes que estão em estágio terminal, e o motivo disso está em uma coisa chamada acolhimento.

Uma reportagem da CBC News publicada em 21 de junho desse ano mostrou que o número de pessoas que optaram pelo suicídio assistido aumentou 30% no Canadá após a legalização. Em 65% dos casos os pacientes estavam com câncer. A idade média dessas pessoas é de 73 anos de idade. Apenas nos últimos seis meses foram 1.523 mortes “assistidas”.

Agora, o que poucos sabem, exatamente porque esse não é o lado explorado pela grande mídia em sua maioria promotora da cultura de morte através de inúmeras práticas, como o aborto, é que a maioria desses pacientes relataram situações de sofrimento durante o tratamento das doenças. A falta de estrutura médica e principalmente apoio familiar são os principais “gatilhos” para a decisão de tirar a própria vida. Não é por acaso que a maioria são idosos. A sensação de estar abandonado e não ser mais “útil” para a família e sociedade em geral, revelam algo muito mais grave do que pensamos. Isso mostra que no lugar de tratar o sofrimento humano em sua origem, permitindo que tais pessoas possam lidar com o sofrimento de forma digna e acolhedora, o mundo está incentivando a morte delas. É assustador como a humanidade está se “desumanizando”!

É como se o mundo dissesse para tais pessoas: “Isso mesmo, já que vocês não servem mais e nos dão muito mais trabalhos e despesas do que alegrias, se matem. Nós estamos aqui para acelerar esse processo”.

Chocante? Talvez, apenas porque eu traduzi em palavras a intenção de muitos que aparecem com discursos polidos em programas como o de Pedro Bial, falando em nome dos “direitos humanos” e da “liberdade”, para o que realmente está por trás dessa intenção de aprovar a morte como uma opção. A narrativa dos “direitos” está sendo utilizada para sancionar a morte, do útero materno ao doente no leito de hospital.

Por outro lado, não podemos confundir os que desejam legalizar a morte com os que enxergam na morte uma solução para suas dores. Os próprios entrevistados do programa relataram situações que refletem nitidamente a importância da afetividade, acolhimento e apoio familiar como um divisor de águas nesse processo de ideação suicida “institucionalizada”, sendo capazes de fazer com que alguns desistam de tirar a própria vida.

Evitar o próprio sofrimento e também o de outras pessoas é algo muito forte que precisamos compreender, fazendo com que tais pessoas enxerguem, também, que até na dor há sentido de vida. Que o momento da morte não é maior do que o último minuto de vida ao lado de quem amamos ou do que amamos.

Enxergar sentido no sofrimento é um desafio, assim como lidar com os temores que todos nós temos diante da morte. Alguns simplesmente querem evitar essa angústia abreviando seus dias, como se não houvesse mais esperança e o temor da morte seduzisse mais do que o brilho do sol a cada manhã. O nosso papel enquanto sociedade é acolher o sofrimento, compreender e incentivar a vida, custe o que custar, mostrando que há sentido na vida de pessoas que pensam não haver mais esperança, especialmente para os que acreditam na existência de Deus e que para tudo há um propósito enquanto estivermos nessa terra.

 

Por Marisa Lobo - Psicóloga, especialista em Direitos Humanos e autora de livros, como "Por que as pessoas Mentem?", "A Ideologia de Gênero na Educação" e "Famílias em Perigo".

*O conteúdo do texto acima é de total responsabilidade do autor e não reflete necessariamente a opinião do Portal Guiame.

This posting includes an audio/video/photo media file: Download Now

Qual o seu leão?

Posted: 19 Jul 2018 08:39 AM PDT

Qual o seu leão?

O do Casagrande, comentarista de futebol da Rede Globo, é o vício que ele luta a cada dia para vencer. Me emocionou seu depoimento ao final da Copa. Emocionado ele testemunhou sua alegria por ter chegado sóbrio, passado os dias na Rússia sóbrio e estar voltando sóbrio para sua casa. Para quem luta a luta que ele enfrenta, é sem qualquer dúvida uma grande vitória.

Mas teve detalhes mais impactantes ainda. Ele afirmou que esta foi a primeira Copa que ele participou e conseguiu se abster de tudo que sempre lhe fez mal. Afirmou que esta foi a Copa mais importante da sua vida, exatamente por ter conseguido sua pessoal vitória, conforme era seu plano e sonho. Usando uma linguagem que cristãos entendem bem, afirmou que um evento como a Copa oferece muitas tentações, pois são muitas as oportunidades fáceis e totalmente ao alcance de quem quiser curtir, e ele conseguiu dizer não, conseguiu escolher não consumir aquilo que sem apelação consome seus consumidores.

Emocionado, com choro dele e do Galvão Bueno que era com quem ele falava, disse que se sentia mais forte e preparado para voltar e enfrentar a vida. Cheguei a ler de algumas pessoas que o choro do Casagrande e do Galvão foi apenas marketing. Teorias da conspiração me cansam, acho que por trás de todas as figuras públicas existe um ser humano com erros e acertos, e que, em determinados momentos se permitem a autenticidade, para mim, este foi o caso. Não sou corinthiano e nem fã do comentarista em questão, mas respeito a imago Dei presente em todo ser humano e naquele momento senti verdade.

Gosto do realismo das declarações quando ele diz sobre voltar mais forte para casa e encarar as lutas. E gosto porque só quem já tentou muitas vezes e não conseguiu é que adquire maturidade para saber que é um leão por dia, pois a vitória de hoje não é garantia de vitória amanhã. O Casagrande sabe que não pode baixar a guarda, sabe que esse “leão” do vício pode se assanhar a qualquer momento e colocar tudo a perder, ele sabe que precisa misturar humildade com coragem para vencer diariamente essa batalha.

Sabe, se eu estivesse na pele e no lugar do Casão, meus sentimentos seriam muito semelhantes aos dele. Mesmo que eu já tivesse ido como jogador, como camisa 9 da seleção, mesmo que eu já tivesse sido campeão do mundo, vencer um “leão” que tenta todo dia liquidar com a minha vida numa Copa faria dessa Copa a mais importante para mim!

E aí, qual o seu “leão”? Conheço os meus. Sei das minhas lutas. Por vezes saio arranhado e perigosamente ferido dos embates que as armadilhas desta vida deixam no meu caminho. Não é fácil. Aliás, é muito difícil. Mas também não é impossível. “Leões”, sejam eles quais forem, precisam ser enfrentados. Mas atenção, precisam ser enfrentados com as orientações, dicas, conselhos e comandos do Leão invencível. Você não está só. Davi enfrentou com as próprias mãos a fera, Daniel foi poupado durante toda uma noite cercado por feras famintas que não ousaram tocar nele, o Deus de Davi e Daniel é o mesmo nosso, vá em frente, vá com fé, confesse ao Leão qual o leão que lhe ameaça e fique ao lado da proteção do Leão da tribo de Judá, chegará o seu dia de chorar emocionado como chorou o Casagrande, dia de vitória e de força para continuar lutando as suas pessoais lutas.

Edmilson Ferreira Mendes é teólogo. Atua profissionalmente há mais de 20 anos na área de Propaganda e Marketing. Voluntariamente, exerce o pastorado há mais de dez anos. Além de conferencista e preletor em vários eventos, também é escritor, autor de quatro livros: '"Adolescência Virtual", "Por que esta geração não acorda?", "Caminhos" e "Aliança".

*O conteúdo do texto acima é de total responsabilidade do autor e não reflete necessariamente a opinião do Portal Guiame.

This posting includes an audio/video/photo media file: Download Now

Preto no Branco: "A Bíblia é o melhor estudo que a gente tem sobre Jesus"

Posted: 19 Jul 2018 07:59 AM PDT

Preto no Branco: "A Bíblia é o melhor estudo que a gente tem sobre Jesus"

"A gente tem que se aprofundar em Cristo, em quem Ele foi, em quem Ele é e o que Ele promete para a gente". A mensagem clara a direta foi dada pelo cantor Wesley Santos, do grupo Preto no Branco, que participou recentemente da Expoevangélica 2018, em Fortaleza.

Wesley e Clóvis Pinho estiveram no evento e concederam uma entrevista exclusiva ao Guiame, falando sobre religiosidade, Evangelho e também a repercussão de suas canções na internet.

Questionado sobre a repercussão que a canção "Ninguém Explica Deus" teve nas redes sociais, Wesley destacou que realmente é preciso que o estudo da Bíblia seja acompanhado de uma busca pessoal sobre o próprio Cristo e não sobre o que o ser humano estabeleceu como evangelho.

"A gente tem que se aprofundar em Cristo, em quem Ele foi, em quem Ele é e o que Ele promete para a gente. Se a gente tentar se aprofundar no Evangelho, baseado no que o homem fundou, sobre o que Ele acredita de como deve ser a caminhada da gente, a gente vai perder um tempo e é perigoso a gente correr, correr e perceber que a gente estava correndo em vão, em círculos", afirmou.

Wesley reforçou que de fato, as Escrituras são a melhor fonte para esta caminhada cristã, mas que é preciso sempre ter em mente que ela aponta para o alvo maior: Jesus.

"A Bíblia é o melhor estudo que a gente consegue ter sobre Deus, sobre Jesus, sobre a forma como Ele inspirou esse amor tão gigantesco, que se fez homem e veio à terra, mostrar como a gente pode viver, mostrar como a gente consegue suportar toda essa aflição, toda essa variação do comportamento humano de uma forma que a gente consiga transparecer o amor, paz, bonança. Jesus Cristo veio e mostrou isso para a gente", destacou.

"Distorção do Evangelho"

A canção "O Que Fizeram de Você" tem falado justamente sobre pessoas que distorcem o Evangelho e o transformam em algo mercadológico. Segundo Clóvis Pinho, os mais prejudicados disso tudo são os próprios cristãos e lembrou que a maturidade precisa acompanhar qualquer crítica.

"Assim como Jesus lançou a semente, a gente deve fazer o mesmo, lançar a semente e esperar que quem for alcançado venha com a gente, cantar, se alegrar", destacou. "A gente só tem a ganhar quando é sincero e para de ser hater. A gente tem que cultivar as coisas que realmente acrescentam para o nosso crescimento".

This posting includes an audio/video/photo media file: Download Now

0 comentários: