Notícias Gospel (neste email contem: 13 novas notícias)

Filed under: by:

Notícias Gospel (neste email contem: 13 novas notícias)

Link to guiame.com.br's news

Pesquisador diz que a tecnologia pode atrapalhar vida com Cristo: “É preciso foco e tempo”

Posted: 19 Jul 2018 07:11 AM PDT

Pesquisador diz que a tecnologia pode atrapalhar vida com Cristo:

O pesquisador Alan Noble está alertando os líderes cristãos sobre o forte secularismo que tem assolado a nova geração. Segundo ele, os jovens e adolescentes de hoje são fortemente impactados pelas tecnologias que distraem e se colocam como desafios para compartilhar o Evangelho.

Alan escreveu um livro para falar sobre o assunto. Em Disruptive Witness: Speaking Truth in a Distracted Age (Testemunha Disruptiva: Falando a verdade em uma era distraída, em tradução livre), o autor lembra que abraçar o Evangelho requer pensamento, reflexão e meditação sobre nossas vidas e como isso se relaciona com a mensagem de Deus na Bíblia.

Ele destaca que o fato de nos distraímos facilmente torna essa tarefa muito árdua, com uma infinidade de aplicativos disponíveis nos smartphones. Alan, que também é professor de inglês na Oklahoma Baptist University e editor-chefe da Christ and Pop Culture ressalta que os seres humanos são dotados de inconsistência.

“Um fluxo poderoso de informações e interação é impulsionado pela tecnologia e esse é o problema", coloca. "A falha em reavaliar como testemunhamos nossa fé no século XXI, e a falha em levar em conta essas mudanças sociais, teve e continuará a ter sérios efeitos sobre a vida da igreja”, alerta.

"Se essas tendências continuarem, podemos esperar que a igreja enfraqueça dramaticamente, à medida que o cristianismo se torna uma identidade cada vez mais intolerável", salientou.

Em entrevista ao The Christian Post, Alan diz que a ideia do livro surgiu enquanto pensava sobre o autor evangélico Francis Schaeffer. Sua abordagem seria eficaz se ele estivesse vivo hoje?

Testemunhar a fé

A pergunta que motivou Alan a refletir sobre o assunto foi: Será que a abordagem de Francis Schaeffer para testemunhar sua fé seria tão eficaz hoje quanto na década de 1970, ou houve uma mudança substancial na maneira como as pessoas pensam sobre o significado, o propósito e Deus?

Ele afirma que houve uma mudança impulsionada principalmente por duas forças: secularismo e tecnologia da distração. Ele explica: “​​É da natureza dos smartphone não prender nossa atenção por muito tempo. Nós nos movemos de um aplicativo para outro. Ao jogar um jogo, uma mensagem de texto aparece. Ao responder e-mail, uma notificação anuncia uma notícia de última hora”, relata.

“Cognitivamente, nossas mentes se acostumaram a conceber o conteúdo em aplicativos como efêmero. Mas, como eu digo no livro, o Evangelho é ‘cognitivamente taxativo’, o que significa que você precisa do espaço mental, do foco e de tempo para internalizá-lo, a fim de sentir sua necessidade de Cristo”, alerta o professor.

"A melhor estratégia para abordar a condição de nossa sociedade é oferecer um testemunho disruptivo em todos os níveis da vida". Ele explica: “​​Um testemunho disruptivo cria as condições em que o nosso vizinho é convidado a contemplar a realidade de um Deus vivo, amoroso e auto-revelador. Ela recua contra a tecnologia da distração que permite que as pessoas modernas ignorem a ansiedade, a culpa, o medo e as questões difíceis da vida, e passa a considerar as noções de cristianismo como um estilo de vida”, disse.

Testemunha disruptiva

“Quando você agradece pelo alimento, você se torna uma testemunha disruptiva de duas maneiras. Primeiro, você está proclamando verbalmente que sua refeição é uma provisão de Deus, não uma engenhosidade humana, não seu trabalho, não suas práticas agrícolas modernas, mas a graça comum de Deus é a razão pela qual você tem essa refeição”, pontuou.

“O ato da oração forma nosso coração em gratidão a Deus, desmentindo a crença padrão de que tudo o que temos é o fruto do nosso trabalho, do trabalho de outros humanos ou de forças naturais. Há alguém além de tudo isso. Em segundo lugar, é uma proclamação pública”, coloca.

“O secularismo tende a empurrar nossas crenças para a privacidade. Estamos confortáveis ​​com pessoas sendo religiosas, desde que elas não sejam religiosas ao nosso redor. Porque se o fizerem, isso sugere que talvez a crença deles seja algo que devemos considerar também. Dizer graça em público cultiva sua gratidão a um Deus amoroso e desafia a noção de que a fé é individual”, explica.

This posting includes an audio/video/photo media file: Download Now

Mais de 50 pessoas se entregam a Jesus após missionários pregarem em hospital do Vietnã

Posted: 19 Jul 2018 06:41 AM PDT

Mais de 50 pessoas se entregam a Jesus após missionários pregarem em hospital do Vietnã

Os hospitais do Vietnã, administrados pelo regime comunista, têm carências que dificultam o acesso a um tratamento de qualidade. No entanto, missionários estão aproveitando esse quadro para levar esperança aos pacientes através do Evangelho.

Desde o norte até o sul do país, pacientes com câncer se alimentam apenas do que as famílias levam para hospitais, que estão superlotados de doentes que são colocados em macas nos corredores. Frequentemente, dois pacientes tem que dividir o mesmo leito.

Diante da agonia física, emocional e espiritual dessas pessoas, missionários nativos do Vietnã estão levando a esperança de Cristo para os hospitais da cidade de Ho Chi Minh, oferecendo às pessoas leite, biscoitos e o amor de Deus.

“Também reunimos esses pacientes na igreja vizinha a cada mês para compartilhar o Evangelho”, disse o líder do ministério à organização Christian Aid.

Aproximadamente 60 vietnamitas aceitaram Jesus e, em vários casos, os pacientes foram curados pela oração. “Por testemunharem esses milagres, muitos de seus parentes também chegaram à fé em Cristo”, conta o missionário.

Para discipular os novos convertidos, o ministério enviou um pastor para suas casas a fim de ensinar a Bíblia e ajudá-los a crescer na fé. “Alguns desses pequenos grupos sofrem perseguição de não-crentes e autoridades nas aldeias, mas permanecem fortes em sua fé”, disse o líder.

Muitos pacientes vêm de aldeias tribais onde o Evangelho é desconhecido. Por serem analfabetos em sua maioria, eles conseguiram aprender mais sobre a Bíblia através de áudios disponibilizados em MP3 players em suas próprias línguas.

Recentemente, um missionário viu 50 pessoas se entregarem a Jesus em dois dias, conforme informou o líder. Os pacientes geralmente permanecem no hospital até duas semanas e os missionários nativos conseguem discipulá-los em suas casas.

Cristianismo no Vietnã

Um dos poucos estados comunistas remanescentes até hoje, os governantes do Vietnã consideram a Igreja como um grupo perigoso facilmente capaz de mobilizar massas de pessoas. Segundo a organização Portas Abertas, nos últimos anos, o governo comunista vem reforçando os controles sobre a liberdade de expressão, associação e culto.

Novos convertidos para algumas comunidades protestantes enfrentam discriminação, intimidação e pressão para renunciar à sua fé. Indivíduos (incluindo líderes e ativistas católicos) continuam presos ou detidos por atividades religiosas.

Os cristãos não podem imprimir suas próprias Bíblias no Vietnã, especialmente nas línguas minoritárias; e muitos não possuem conhecimentos bíblicos fundamentais, tornando-os vulneráveis a falsos ensinamentos. Muitos líderes da igreja veem esse desenvolvimento como mais ameaçador do que a perseguição em si.

This posting includes an audio/video/photo media file: Download Now

Israel se declara um Estado exclusivamente judeu

Posted: 19 Jul 2018 05:54 AM PDT

Israel se declara um Estado exclusivamente judeu

Nesta quinta-feira (19), o parlamento israelense aprovou um projeto de lei que define o país como um Estado-nação judeu, o que poderá ajudar a impulsionar o caráter judaico de Israel e até mesmo servir como uma resposta às recentes resoluções aprovadas contra a nação na ONU, que buscam cortar relações dos judeus com locais considerados sagrados em Jerusalém, como o Monte do Templo e o Muro das Lamentações.

A notícia foi celebrada pelo site Breaking Israel News com a citação da passagem bíblica de Gênesis 17:8, que diz: "Toda a terra de Canaã, onde agora você é estrangeiro, darei como propriedade perpétua a você e a seus descendentes; e serei o Deus deles".

Essa legislação vem logo após os Estados Unidos transferirem sua embaixada para Jerusalém, reconhecendo-a como capital da nação, que foram seguidos de perto pela Guatemala. Além disso, outros países que consideram a possibilidade de fazerem o mesmo com suas embaixadas incluem a Eslováquia, a Rússia e o Brasil. Talvez isso mostre, com a maioria dos judeus do mundo atualmente vivendo em Israel e agora um governo consagrando o caráter judaico do país, que esta nação vive dias muito importantes para a sua própria história.

Antes mesmo de ser aprovado, o projeto de lei recentemente fez manchetes em todo o mundo, enquanto o Comitê de Constituição, Lei e Justiça do Knesset, liderado pelo Likud MK Amir Ohana, se reunia para discutir a Lei do Estado-nação em 10 de julho, recebendo críticas generalizadas do presidente israelense Reuven Rivlin e Natan Sharansky, presidente da Agência Judaica de saída.

Depois de horas de debate, o projeto foi aprovado com 62 votos a favor, 55 contra e duas abstenções.

A aprovação também foi comemorada pelo primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu. "Ultimamente, há pessoas que estão tentando desestabilizar os fundamentos da nossa existência e dos nossos direitos. Então, hoje nós fizemos uma lei em pedra. Este é o nosso país. Esta é a nossa língua. Este é o nosso hino e esta é a nossa bandeira. Viva o estado de Israel", celebrou.

O texto da Lei

A Lei Básica informa o sistema legal de Israel, muito parecido com uma Constituição, e é mais difícil de revogar do que a lei ordinária. Até agora, as Leis Básicas de Israel se relacionam com instituições estatais e caráter democrático, em vez de sua identidade nacional judaica.

Seções já consagradas na lei ordinária incluem a Lei do Retorno (imigração judaica), o nome do estado, os símbolos do estado (a bandeira e o hino nacional), a Lei de Jerusalém, o calendário, feriados nacionais e o sábado.

Uma nova cláusula no projeto de lei permite que Israel “autorize uma comunidade composta de pessoas que tenham a mesma fé e nacionalidade para manter o caráter exclusivo daquela comunidade”.

O projeto Estado-nação foi apresentado pela primeira vez em 2009-2010 por vários membros do Knesset, incluindo Avi Dichter, do partido Kadima, que obteve a ideia do Instituto de Estratégias Sionistas, um instituto de pesquisa e política israelense com o objetivo de preservar Israel como “um Estado judeu democrático e viável”.

 

Benjamin Netanyahu tem alertado sobre os constantes ataques sofridos por Israel, com o aval da ONU. (Foto: Reuters)

Democracia ou Direitos Assegurados?

Os proponentes da legislação argumentam que Israel estava renunciando à sua natureza judaica por sua natureza democrática, e é hora de os dois se colocarem em pé de igualdade - ou com sua identidade judaica eclipsando sua identidade democrática.

Yishai Fleisher, radialista de uma emissora israelense e porta-voz internacional da comunidade judaica em Hebron, disse ao Breaking Israel News: “De muitas maneiras, essa lei é o que você pensaria que Israel é de qualquer maneira, que Israel é o Estado-nação de Israel, do povo judeu. O projeto do Estado-nação não é mais do que uma redefinição da Declaração de Independência de Israel, que define tão claramente qual é o objetivo de Israel”.

Fleisher vê a identidade judaica de Israel e a democracia como valores conflitantes, um da antiga Judeia e outro do império grego ocidental. Israel, como o único Estado judeu, deveria priorizar sua identidade judaica, disse Fleisher.

"Um dos grandes erros foi que nós promovemos Israel como judeu e democrático, como se esses dois valores fossem iguais", destacou.

Ele relatou que, embora a democracia possa ter valores belos, "a democracia é uma palavra grega - ela reflete os valores gregos e é muito difícil fazer com que esses dois sistemas muito diferentes de pensamento sejam iguais".

"Em primeiro lugar, para mim, sempre foi óbvio que Israel é um Estado cujo trabalho é proteger o povo judeu. Em segundo lugar, ser uma incubadora de valores e cultura judaica e em terceiro lugar ser um país que é uma luz para as nações", acrescentou.

Mas os dissidentes da legislação afirmam que Israel deveria estar comprometido com a igualdade total para todos os cidadãos, incluindo as minorias, e ver a Declaração de Independência de Israel como uma consagração da democracia.

Minorias

O Dr. Amir Fuchs, chefe do Programa Defensor dos Valores Democráticos do Israel Democracy Institute disse ao Breaking Israel News: “A cláusula inicial que determina que Israel é um Estado-nação e tem o direito à autodeterminação [é um novo princípio]. Isso está ancorado na Declaração da Independência, mas atualmente não está escrito em nenhuma Lei Básica, exceto pela definição de 'judeu e democrático".

Em contraste, disse ele, o projeto de lei afirma que Israel é o lar nacional do povo judeu sem garantir o princípio de igualdade para todos os seus cidadãos, conforme definido na Declaração de Independência.

"Isso cria um desequilíbrio entre os valores judaicos e democráticos", afirmou, acrescentando que "o árabe é rebaixado de uma língua oficial do estado para uma língua que goza de status especial".

Mas Fleisher afirmou que, embora Israel garanta os direitos civis das minorias, não deve garantir os direitos nacionais destas.

"Ninguém está tirando os direitos civis de outras pessoas. Israel está em uma região de 400 milhões de árabes, que vivem em 22 países árabes, para não mencionar milhões de muçulmanos no Irã e na Turquia. Eles têm esses estados estabelecidos principalmente como estados étnicos e religiosos e temos esse pequeno Estado que está aqui para ser um protetor dos judeus, uma fonte de autonomia em sua região", explicou.

Ele continuou: “Israel não está aqui para criar uma democracia árabe ou promover os valores de outras pessoas ou colocar todos em pé de igualdade. Está aqui para promover um grupo de pessoas que precisam de proteção neste mundo e precisam ter um lugar para que sua cultura cresça e tenha sucesso".

 

This posting includes an audio/video/photo media file: Download Now

Bolo de caneca com geleia de morango

Posted: 19 Jul 2018 04:44 AM PDT

Bolo de caneca com geleia de morango

Ingredientes:

1 ovo
3 colheres (sopa) de óleo
4 colheres (sopa) de açúcar
4 colheres (sopa) de leite
4 colheres (sopa) de farinha de trigo
1 colher (café) de fermento em pó
100g de geleia de morango

Modo de preparo:

Coloque o ovo em uma caneca e bata bem com o garfo. Adicione o óleo, o açúcar, o leite e bata mais até incorporar todos os ingredientes. Acrescente a farinha e o fermento. Mexa delicadamente. Leve ao micro-ondas em potência máxima por 3 minutos.

Aguarde esfriar. Desenforme e monte o bolo em outra caneca, alternando com camadas de geleia de morango. Cubra com geleia e sirva.

Tempo de preparo: 30 minutos
Rendimento: 1 porção

This posting includes an audio/video/photo media file: Download Now

É verdade que passar frio pode dar resfriado?

Posted: 19 Jul 2018 04:39 AM PDT

É verdade que passar frio pode dar resfriado?

A exposição ao frio pode sim nos deixar doentes, mas não tem associação com adquirir gripe, resfriado ou outros problemas respiratórios. A doença que vem da exposição ao frio se chama hipotermia e consiste na queda da temperatura corporal, que normalmente é de 36,6 °C, para valores abaixo de 35 °C.  

A hipotermia normalmente ocorre quando existe a exposição a frios extremos, podendo apresentar tanto sintomas leves — frio nos pés e nas mãos ou tremores, por exemplo — quanto outros mais graves, como confusão mental e até a morte.  

Apesar de não haver evidências de que exista associação entre a tal da “friagem” e o resfriado, as pessoas realmente ficam mais doentes no inverno. A explicação seria porque os vírus estão mais ativos nessa época do ano e as pessoas tendem a se aglomerar em ambientes fechados, facilitando a transmissão de microorganismos.  

Além disso, o frio pode provocar alergias e facilitar infecções. Quando a temperatura cai, geralmente o ar fica mais seco, o que resseca as mucosas do aparelho respiratório. Isso compromete a produção de secreções com anticorpos para a defesa do organismo, favorecendo o aparecimento de doenças respiratórias.  

Aquele conselho de mãe para não esquecer o casaco também não tem muito a ver com gripes e resfriados. Porém, apesar de o moletom não impedir a doença, o choque térmico — do seu corpo quente com a temperatura fria do ar — faz com que o organismo aumente a produção de energia para deixar o organismo sempre na mesma temperatura. Isso provoca uma queda de imunidade que facilita o contágio de doenças.  

Fontes: Leonardo Weissmann, consultor da Sociedade Brasileira de Infectologia; Elcio Pires Júnior, membro especialista da Sociedade Brasileira de Cirurgia Cardiovascular.

This posting includes an audio/video/photo media file: Download Now

Ex-Diante do Trono fala como voltou para Deus após se envolver com drogas e prostituição

Posted: 18 Jul 2018 01:03 PM PDT

Ex-Diante do Trono fala como voltou para Deus após se envolver com drogas e prostituição

O cantor Jota Ramalho ficou conhecido por participar do segundo CD do ministério Diante do Trono, Exaltado, em 1999. Mas, ele acabou abandonando a fé e se tornou um homem que ele mesmo não reconhecia mais. Jota chegou a traficar drogas e se envolveu com a homossexualidade.

Hoje, ele conta seu testemunho de libertação. Jota lembra que fazia parte de um coral da Igreja Batista da Lagoinha, o El Shamah e que pouco tempo depois foi chamado para substituir o pastor André Valadão no segundo CD do Diante do Trono.

“O Pastor André Valadão precisou ir para os Estados Unidos estudar e nas turnês a Ana Paula Valadão começou a me colocar para substituir ele. Quando foi para gravar o ‘Exaltado’ eu já entrei como vocalista principal”, conta.

Tempos depois, Jota passou a ser convidado para cantar em outros estados do Brasil e foi aí que ele caiu. “Foi nesse momento que eu comecei a viajar pelo país. O pessoal me conhecia como Josélio do Diante do Trono e nesse tempo fui pregar em um congresso de louvor e adoração da minha cidade, em Ipatinga”, disse.

“O Espírito Santo disse claramente para eu ficar e multiplicar aquilo que eu havia recebido. Infelizmente foi nesse tempo que o diabo me encontrou. Eu comecei a fazer propagandas de rádio, vinhetas para TV e foi inevitável. Você está dentro de um estúdio e chega o cantor da banda tal e pedia que eu fizesse back vocal”, lembrou.

Jota foi cedendo aos pedidos e se afastando cada vez mais do Evangelho. “Então um back vocal aqui, o lançamento de um CD alí, um coquetel de uma banda acolá e eu fui vislumbrando como seria se estivesse naquele lugar. ‘Será que aqui eu não gravaria meu CD ou encontro uma gravadora poderosa?’”, se questionava.

“Davi diz que um abismo chama outro abismo. Então eu percebi isso, fui no caminho secular, ia para festinhas seculares, para o meio de amigos seculares. O arraial do Senhor foi ficando a minha segunda opção e o meio secular foi virando o meu lugar habitual. Conhecia alguém que bebia, alguém que fumava, alguém que cheirava”, disse ele sobre seu envolvimento com as drogas.

“Daí para frente eu fui cedendo e foi álcool, cigarro, maconha, cocaína, crack, ecstasy, drogas sintéticas e isso custa caro. Eu era um rapaz de classe média baixa não podia sustentar aquilo. Então eu hibernei na academia para moldar o meu corpo e comecei a fazer programa, porque eu trocava meus favores sexuais por droga, bebida, para entrar nas boates”, ressaltou.

Jota contou que não estava percebendo o que acontecia com ele e só foi afundando cada vez mais no pecado. “Fui para a homossexualidade, me tornei cafetão e traficante”.

Renovo

Após 13 anos longe de Deus, Jota conta que se arrependeu de seu estado. “Como eu trabalhava em estúdio, pegava muito serviço de cantores evangélicos. Então eu estava sempre cantando louvores. Quando eu cheguei no fundo do poço, onde eu estava tendo relacionamento com homens e minha mãe estava doente de decepção, até os meus irmãos se afastaram de mim, eu estava devendo milhares para traficantes. Eu disse ‘tá errado, eu não sou esse cara, eu não nasci para isso’. Foi quando um casal de amigos me chamou para ir a uma igreja”, lembra.

Jota Ramalho foi convidado para ir a um culto do Evangelho Quadrangular, onde hoje é membro. “Nesse culto fui tão confrontado pela Palavra que eu achei que alguém tinha contado a minha história para o pastor. No dia 9 de março de 2014 resolvi mudar de vida”, disse.

“Comecei a escrever canções que falavam sobre o que eu tinha vivido eu comecei a ser convidado não para pregar para essa geração que quer experimentar aquilo que eu havia rejeitado. Deus começou a levantar o meu ministério pelo que Ele fez em mim”.

This posting includes an audio/video/photo media file: Download Now

Como orar corretamente?

Posted: 18 Jul 2018 12:47 PM PDT

Como orar corretamente?

Todos nós, como cristãos, sabemos da importância da oração em nossa caminhada. Mas existe uma maneira correta de orar? O pastor Douglas Gonçalves, do canal Jesuscopy, mostra que a Bíblia ensina que sim.

Para isso, ele mostra três os ensinamentos que Jesus Cristo passou através da oração do Pai Nosso:

1. Ore como filho;

2. Ore como irmão;

3. Ore como cidadão do Reino.

Para saber mais, assista:

This posting includes an audio/video/photo media file: Download Now

“Foi um milagre”, diz menino cristão que foi resgatado de caverna da Tailândia

Posted: 18 Jul 2018 12:05 PM PDT

Em sua primeira aparição pública, os 12 meninos e o técnico do time “Javalis Selvagens” falaram em coletiva de imprensa nesta quarta-feira (18) sobre suas experiências durante as duas semanas em que ficaram presos na caverna Tham Luang, na Tailândia.

“Um milagre”, definiu Adul Sam-On, de 14 anos, relembrando o momento em que o grupo foi encontrado por mergulhadores britânicos.

“Foi à noite. [...] Ouvimos vozes. O técnico nos disse para ficar quietos, que havia vozes de pessoas. A gente não sabia se era real. Então paramos e ouvimos. E era verdade. Fiquei chocado”, disse o garoto, que é o único cristão do grupo.

Adul nasceu em Mianmar e deixou sua família aos 7 anos de idade para ter uma educação melhor na Tailândia. Em sua nova nação, ele passou a morar em uma igreja e foi criado por professores cristãos.

O adolescente, que fala inglês, tailandês, birmanês e chinês, foi o único que conseguiu se comunicar com os mergulhadores. “Depois que eles saíram da água, fiquei realmente surpreso por eles serem do Reino Unido e eu não sabia o que falar. Tudo o que eu consegui dizer foi ‘oi’. Foi muito mágico vê-los Fiquei muito surpreso”, contou Adul.

Luta pela sobrevivência

No dia 23 de junho, os meninos entre 11 e 16 anos e seu técnico, de 25 anos, faziam um passeio de bicicleta e entraram na caverna. A chuva ficou intensa e a água subiu muito rápido, deixando o grupo preso por mais de duas semanas.

“Sentimos tontura, fome e não tivemos força”, disse Chanin Wiboonrungrueng, de 11 anos, o jogador mais jovem do time. “Tentamos não pensar em comida, porque nos deixaria mais famintos”.


Jovens que ficaram presos em caverna fazem saudação o chegar para coletiva de imprensa. (Foto: Soe Zeya Tun/Reuters)

“Quando tivemos força, passamos nosso tempo cavando pelas rochas na caverna, tentando encontrar uma maneira de escapar”, disse um dos garotos.

Os tailandeses foram encontrados pelos mergulhadores 10 dias depois de entrarem na caverna e teve o último integrante resgatado durante uma operação delicada em 10 de julho.

Durante a coletiva de imprensa, os garotos agradeceram a equipe de resgate por seus esforços heróicos. “Para mim, os soldados da Marinha Tailandesa são como nossos pais e nós somos seus filhos”, disse Panumas Saengdee, de 13 anos, aos aplausos da multidão.

Cerca de 1.000 especialistas de todo o mundo estiveram envolvidos no resgate dos tailandeses. Durante a missão, um ex-mergulhador tailandês, Saman Kunan, perdeu a vida enquanto saía das cavernas. Sua morte entristeceu profundamente os rapazes.

“Sentimos muito por saber que Saman perdeu a vida tentando nos salvar", disse o técnico Chantawong. "Ficamos em choque ao saber da sua morte e nos sentimos culpados. Ele morreu por causa de nós”.

“Essa experiência me ensinou que viver descuidadamente tem consequências - boas e ruins”, acrescentou Adul. “A partir de agora, vou viver a minha vida com cuidado e vou viver ao máximo”.

Cobertura da mídia

O governo organizou uma coletiva de imprensa com o intuito de reduzir a curiosidade do público em torno do grupo. As perguntas passaram por aprovação prévia de um psicólogo contratado para a entrevista. Os questionamentos aprovados foram feitos por um mediador.

O programa chamado "Enviando os Javalis Selvagens para Casa", em referência ao nome do time de futebol dos meninos, foi transmitido pelas principais redes de televisão locais. Após a entrevista, os meninos seguiram para casa sob a recomendação médica de ficarem longe dos jornalistas durante ao menos um mês.

This posting includes an audio/video/photo media file: Download Now

Gabriela Gomes lançará o segundo single de seu novo projeto e divulga capa

Posted: 18 Jul 2018 11:13 AM PDT

Gabriela Gomes lançará o segundo single de seu novo projeto e divulga capa

A cantora Gabriela Gomes lançará nesta sexta-feira (20) o single “O Meu Pai é bom”, sendo sua segunda canção de uma série lançada pela Universal Music Christian Group. A música foi composta pela própria Gabriela que também atuou na produção musical.

Ela conta que essa canção veio em um momento de oração. “Eu estava orando e Deus começou a falar muito profundo comigo sobre o quão Ele é bom e Pai. E de repente eu comecei a cantar a letra dessa canção”, disse.

“Por isso acredito que essa letra veio como resultado do fruto do meu relacionamento com Ele. Então toda a composição dessa canção não foi algo que eu sentei escolhi um tema e comecei a letra, na verdade foram momentos espontâneos de comunhão com Deus”, ressaltou Gabriela.

“Eu recebo essa letra com muita responsabilidade, e com o dever de compartilhar com as pessoas que Ele é bom. Não importa a história que você tenha tido com seu pai, o quanto você foi machucado em relação a isso. Eu não sei sobre o que as pessoas passaram em seus relacionamentos paternos, mas posso afirmar o Pai celestial é bom”, explica a cantora.

A canção “O Meu Pai é bom”, acompanhará um clipe no canal da VEVO da cantora e promete tocar corações nas igrejas e rádios pelo o Brasil. Depois do sucesso do clipe “Deus proverá”, que assim como o novo trabalho tem direção de Fill Rocha, Gabriela apresenta uma pegada completamente diferente.

Para o clipe “Meu Pai é bom” o cenário escolhido foi uma casa de estilo rústico, localizada em Embú, cidade do interior de São Paulo. Além de uma nova proposta em relação ao cenário, a cantora levou para o clipe elementos de arte para representar de forma visual algumas mensagens sobre a bondade de Deus.

Para isso convidou um artista plástico que pintou telas exclusivas para o clipe. São no total cinco pinturas, que segundo a cantora tem representações diferentes. “Eu quis colocar essas representações porque Deus sempre fala comigo por meio de imagens, então convidei o Diogo Labarca e fui contando para ele sobre essas minhas visões e o que estava em meu coração ele conseguiu perfeitamente captar o que eu explicava”, finalizou.

This posting includes an audio/video/photo media file: Download Now

Vanilda Bordieri lança “Abrindo o Coração”, segunda canção de seu novo projeto

Posted: 18 Jul 2018 10:53 AM PDT

Vanilda Bordieri lança

A cantora Vanilda Bordieri lançou o segundo vídeo de seu novo projeto em parceria com a Musile Records. Intérprete dos sucessos “Sem Palavras” e “Viverei Milagres”, agora ela apresenta a canção “Abrindo o Coração”.

A música já está disponível no YouTube e também pode ser reproduzida nas principais plataformas de streaming, como o Spotify e a Deezer.

“Estava num congresso na Bahia quando ouvi essa música pela primeira vez. Mexeu muito comigo, pois existem momentos que temos vontade de abandonar algo que o Senhor confiou a nós”, recorda a cantora que foi encorajada enquanto ouvia a letra da canção, composta pelo cantor Kleber Nascimento.

Produzida pelo maestro Ronny Barboza – que participou do processo criativo do álbum “Esperarei” –, “Abrindo o Coração” conta com um arranjo emocionante e dá continuidade ao lançamento de “Eu Não Estou Só”, single que abriu a nova série de vídeos em parceria com o selo Musile Records.

E para as pessoas que ainda fazem uso, vale destacar que o playback já está liberado para download nas plataformas iTunes, Google Play e Amazon. “Essa canção é abençoada! Por isso, abra seu coração e deixe Deus te tocar”, finaliza Vanilda.

Confira o vídeo de “Abrindo o Coração”:

This posting includes an audio/video/photo media file: Download Now

Pastor teve libertação negada pela Turquia, mas pregou Evangelho no tribunal

Posted: 18 Jul 2018 08:41 AM PDT

Pastor teve libertação negada pela Turquia, mas pregou Evangelho no tribunal

As esperanças foram frustradas diante da possibilidade de libertação do pastor americano Andrew Brunson, preso na Turquia por acusações de terrorismo. A próxima audiência foi marcada para 12 de outubro.

Durante uma audiência realizada nesta quarta-feira (18), a Turquia poderia libertar Brunson, que está detido desde outubro de 2016. Pastor de uma pequena igreja na cidade de Esmirna, ele é acusado de ter ligações com o clérigo muçulmano Fethullah Gülen, que é culpado pelo golpe contra o presidente Recep Erdogan em 2016. Brunson nega todas as acusações.

A vice-presidente da Comissão Internacional de Liberdade Religiosa dos Estados Unidos, Kristina Arriaga,  acompanhou a audiência desta quarta e condenou as acusações contra o pastor Brunson, pedindo sua libertação imediata.

“O governo da Turquia continua ridicularizando a justiça quando se trata do pastor Brunson. Hoje eu esperava ver o juiz ordenar sua libertação completa e acabar com esse erro. As autoridades turcas ainda não forneceram uma boa razão para privar o pastor Brunson de sua liberdade”, disse ela ao World Watch Monitor.

“A administração Trump e o Congresso dos EUA devem continuar exercendo pressão, incluindo o uso de sanções contra os funcionários ligados a este caso, até que o pastor Brunson seja libertado”, Arriaga garantiu.

O tribunal ouviu depoimentos de quatro testemunhas: três pela acusação e uma pela defesa. Por quase duas horas, ex-membros da igreja testemunharam contra o pastor Brunson, fazendo acusações vagas e infundadas.

Quando o juiz pediu para o pastor responder às testemunhas, ele disse: “Minha fé me ensina a perdoar, então eu perdoo aqueles que testemunharam contra mim”.

Expectativas frustradas

Os defensores de Brunson esperavam um resultado diferente na audiência de hoje, considerando os recentes avanços em nível diplomático. Na última semana, os presidentes Donald Trump e Recep Erdogan estiveram juntos na cúpula da Otan em Bruxelas.

A reunião foi seguida por um telefonema de 15 minutos na segunda-feira (16), no qual o caso de Brunson foi discutido, de acordo com o jornal turco Sabah.

Em abril, Trump expressou uma mensagem de apoio a Brunson no Twitter, dizendo que ele estava “sendo perseguido na Turquia sem motivo”.

No entanto, um ex-membro da oposição do parlamento turco disse ao Al-Monitor que forças do governo estão trabalhando contra Brunson. Aykan Erdemir afirma que os aliados nacionalistas de Erdogan "têm um histórico comprovado de preconceito anticristão e anti-missionário e não receberiam de bom grado a libertação de Brunson".

Bill Campbell, pastor da Igreja Presbiteriana de Hendersonville, participou da audiência e observou a reação de Brunson. “O testemunho de Andrew foi absolutamente poderoso. Ele apresentou o Evangelho com confiança e se defendeu com ousadia. O tribunal permitiu pela primeira vez uma testemunha favorável. Parecia que eles haviam decidido o resultado antes do julgamento”.

This posting includes an audio/video/photo media file: Download Now

Pessoas que vão à igreja vivem por mais tempo, aponta pesquisa

Posted: 18 Jul 2018 08:20 AM PDT

Pessoas que vão à igreja vivem por mais tempo, aponta pesquisa

Pessoas que vão à igreja vivem mais tempo, de acordo com um estudo conduzido pelo periódico Journal of Social Psychological and Personality Science, que levou pesquisadores a revisarem obituários de 43 cidades dos Estados Unidos. Eles estavam em busca de ver se as pessoas que vivem mais tempo compartilham algo em comum.

De acordo com a pesquisa, "o culto religioso tem sido relacionado com a longevidade". Os resultados mostraram que pessoas que frequentam a igreja vivem entre 5,64 e 9,45 anos mais do que aquelas sem afiliação religiosa.

Essas descobertas não são novidades. Um estudo conduzido pela JAMA Internal Medicine durante um período de 16 anos monitorou mulheres e notou que aquelas que compareciam aos cultos mais de uma vez por semana tiveram 33% menos chances de morrer do que as que não tinham esse hábito.

Outro estudo do PLOS One relatou que aqueles que frequentam cultos religiosos regularmente são menos estressados ​​e 55% menos propensos a morrer do que pessoas que não frequentam cultos. Mas por quê?

Razões lógicas

É claro que os cientistas querem encontrar razões lógicas baseadas em algo concreto, diante do fato de as pessoas religiosas parecerem sobreviver mais que as não-crentes. Então, o Conselho Americano de Ciência e Saúde ofereceu sua explicação para os resultados do estudo.

Em um artigo, eles sugerem que as oportunidades sociais e voluntárias oferecidas pelas comunidades religiosas são “em parte responsáveis ​​pelo prolongamento da expectativa de vida”.

Em outras palavras, passar tempo com uma comunidade que pensa como você aumenta a interação social e as amizades, que os cientistas acreditam ser a verdadeira raiz do benefício para a saúde.

A Bíblia mostra que Deus nos criou para a comunidade, mas como cristãos, sabemos que a igreja não é apenas um clube social. E definitivamente há algo maior que impulsiona os resultados do estudo.

Um jornalista e escritor cristão da Fox News argumentou contra o Conselho Americano de Ciência e Saúde, apontando uma importante diferença entre comunidades religiosas e comunidades de “afinidade mental”.

“Um interesse comum pode nos unir como amigos, mas um Pai comum nos liga como família”, escreveu J. Warner Wallace. “As conexões significativas feitas como uma comunidade resultam de uma conexão maior com nosso Senhor e Salvador”, ressaltou.

This posting includes an audio/video/photo media file: Download Now

Quem busca realização através do sexo comete um dos piores erros da vida

Posted: 18 Jul 2018 07:52 AM PDT

Quem busca realização através do sexo comete um dos piores erros da vida

O ser humano busca de várias formas preencher o seu vazio existencial, criando meios que visam tentar suprir o que nós, cristãos, entendemos como sendo a ruptura do relacionamento original com Deus, descrito no livro bíblico de gênesis. O sexo, apesar de absolutamente natural e necessário para a vida humana, se tornou um desses meios, que por não ser compreendido plenamente, se transformou em um objeto de dependência para muitas pessoas.

Uma reflexão do pastor americano John Piper, intitulada “Sou menos humano se estiver sexualmente insatisfeito?”, publicada no ‘Desiring God’, onde o mesmo fala da importância que a sociedade atual está dando ao sexo e às questões de gênero, demonstra como nós temos elevado o ato sexual ao patamar mais alto de nossas vidas, fazendo dele uma busca incessante de autorrealização.

A reflexão de Piper vem de um contexto bem interessante, porque ele citou outro pensamento, do apologista e escritor Sam Allberry, dizendo o seguinte:

“A pessoa mais plenamente humana e completa que já viveu foi Jesus Cristo. Ele nunca se casou. Ele nunca esteve em um relacionamento romântico e nunca fez sexo. Se dissermos que essas coisas são intrínsecas à realização humana, estamos chamando nosso Salvador de subumano”.

Com base nisso, Piper também conclui que “Jesus é a pessoa mais plenamente humana e completa que já viveu e, no entanto, ele era celibatário. No momento em que dizemos que você tem que ser sexualmente preenchido ou romanticamente realizado ou casado para ser um ser humano completo, estamos dizendo que Jesus não era um ser humano completo”.

Como cristã, psicóloga, pesquisadora de gênero e sexualidade, concordo totalmente com essa afirmação. Já precisei lidar com inúmeros casos onde pessoas que alegavam infelicidade na vida sexual, na verdade, estavam com problemas em outras áreas da vida. São problemas geralmente associados à família e ao sentido da vida em geral. Como forma de lidar com essas frustrações, o sexo se torna uma busca incessante de prazer carnal e momentâneo que nunca satisfaz. Nunca é o bastante, exatamente porque o problema vai muito além da sexualidade.

Pessoas que aprenderam a enxergar o sexo como um objetivo em si mesmo, mas não apenas como uma parte da vida, possuem o potencial de transformar algo que deveria ser uma benção criada por Deus em maldição. O excesso de vaidade, preocupação com a autoimagem e outros aspectos ligados à beleza e aparência física são características comuns dessas pessoas.

Para Piper esse é um novo tipo de antropocentrismo, onde a sexualidade aos poucos está assumindo o lugar da fé e também razão. Estamos sendo egoístas e voltados para nós mesmos em nome do sexo, das paixões e do liberalismo moral em nome da exploração do próprio corpo e de outras pessoas.

Não é por acaso que estamos vendo movimentos que pretendem legalizar a pedofilia ganhando força no mundo. Eu mesma fui processada e condenada na justiça no começo desse ano, precisando fazer uma arrecadação online de pessoas que colaboram com a minha luta, para conseguir pagar à indenização a pessoa que me processou.

O motivo dessa condenação foi porque eu denunciei a aceitação social da pedofilia em um vídeo que apresentava um discurso onde essa pessoa argumenta que o pedófilo não é um abusador sexual, dizendo que o pedófilo é uma pessoa que 'ama crianças' e que 'se houver consentimento da criança para esse relacionamento, o ato não configura crime'.

Vocês têm noção do quanto é grave esse discurso de que “pedofilia não é crime”? Há anos venho alertando sobre isso, mas será que vamos ter que pagar para ver? Até quando a igreja cristã e todos os cidadãos de bem desse país vão fingir que não estamos vivendo uma era de erotização infantil em massa, um verdadeiro colapso cultural em nome do sexo?

Se esse é o rumo que muitos querem dar para suas vidas, será muito difícil conseguir impedir. Mas eu tenho a certeza, como a do pastor Piper, que precisamos olhar mais para Cristo e entender que a prioridade das nossas vidas é ter um relacionamento genuíno com Deus. Que “todas as outras coisas vos serão acrescentadas” (Mateus 6:33) e que o lugar do sexo não é onde deve estar o nosso coração, mas sim no Altar do Senhor.

Se você concorda comigo, seu dever é assumir a responsabilidade de também entrar nessa guerra cultural de narrativas para anunciar a Verdade maior do que todas elas, custe o que custar, ajudando na divulgação de mensagens como essa, compartilhando com outras pessoas que precisam encontrar em Deus, não nas ideologias sexuais, o verdadeiro sentido da vida.

 

Por Marisa Lobo - Psicóloga, especialista em Direitos Humanos e autora de livros, como "Por que as pessoas Mentem?", "A Ideologia de Gênero na Educação" e "Famílias em Perigo".

*O conteúdo do texto acima é de total responsabilidade do autor e não reflete necessariamente a opinião do Portal Guiame.

This posting includes an audio/video/photo media file: Download Now

0 comentários: