Notícias Gospel (neste email contem: 9 novas notícias)

Filed under: by:

Notícias Gospel (neste email contem: 9 novas notícias)

Link to guiame.com.br's news

Equipes resgatam os 12 garotos e treinador com vida; famílias agradecem pelas orações

Posted: 10 Jul 2018 06:47 AM PDT

Equipes resgatam os 12 garotos e treinador com vida; famílias agradecem pelas orações

A missão de resgate final agora está completa na Tailândia, já que todos os 12 garotos e seu treinador de futebol foram tirados com vida de uma caverna inundada em um drama que comoveu sua nação e o mundo. Mais ambulâncias com luzes piscando foram vistas saindo do local da caverna tailandesa inundada nesta terça-feira, quando os últimos garotos foram resgatados.

As autoridades de saúde dizem que todos os garotos, com idades entre 12 e 16 anos, foram retirados da caverna nos últimos três dias, e estão "animados" e saudáveis de modo geral.

Os resgatados estão agora no hospital, em quarentena por pelo menos sete dias, longe de germes e infecções. Seus pulmões e corações serão avaliados, e receberão vacinas e antibióticos para ficarem seguros.

Jesada Chokdumrongsuk, vice-diretor-geral do Ministério da Saúde Pública da Tailândia, disse nesta terça-feira que o primeiro grupo de quatro meninos resgatados está em boa saúde e agora já pode comer alimentos normais. Mas as infecções são uma preocupação séria, uma vez que os garotos ficaram presos em condições insalubres, expostas ao lixo humano por semanas durante as buscas, e dois dos garotos estão com suspeitas de infecção no pulmão.

Se os exames médicos não indicarem perigo, os pais poderão entrar na área de isolamento para ver seus filhos pela primeira vez desde que os meninos ficaram presos na caverna há duas semanas.

Apoio de missionários

Um dos garotos estava sendo patrocinado como beneficiário da Compassion, frequentando um de seus centros de desenvolvimento infantil. O lema do ministério é "Libertar as crianças da pobreza em nome de Jesus".

"Muito obrigado por todas as orações e todo o encorajamento. Agradeço a Deus. Estou muito agradecida por eles terem encontrado meu filho e por ver que todos os 13 estão vivos", disse a mãe do menino à Compassion em uma entrevista vista abaixo. "Estou tão feliz e tão agradecida por ver meu filho novamente. Muito obrigado a todos que estiveram orando por nós e pelos meninos e nos ajudando; obrigada".

Os 12 meninos e seu treinador de futebol ficaram presos por inundações devido a fortes chuvas depois de entrar na caverna. As condições perigosas da inundação tornaram as tentativas de resgate impossíveis durante dias, levando à morte de um mergulhador altamente treinado da Marinha.

A etapa final da missão envolveu 19 mergulhadores com tanques de oxigênio para as vítimas e uma linha de corda para guiá-los por águas escuras, ocasionais correntes rápidas e seções completamente inundadas do complexo da caverna.

This posting includes an audio/video/photo media file: Download Now

Vídeo mostra enfermeiros orando por colegas e pacientes em hospital

Posted: 10 Jul 2018 06:42 AM PDT

Vídeo mostra enfermeiros orando por colegas e pacientes em hospital

Imagens que mostram uma equipe de enfermagem orando pelos colegas de trabalho e pacientes de um hospital do Texas, nos Estados Unidos, têm comovido pessoas do mundo inteiro nas redes sociais.

O vídeo foi publicado por uma das enfermeiras no dia 28 de junho em seu perfil no Facebook. “Nós oramos todos os dias pelos nossos pacientes, famílias e colegas de trabalho”, disse Sonia Diaz na legenda. “Hoje também foi a despedida de dois grandes enfermeiros”.

Enfermeiros do hospital Covenant Health, na cidade de Lubbock, foram filmados com as mãos estendidas e as cabeças inclinadas, em um momento de oração coletiva. As imagens publicadas na página de Sonia já contam com mais de 1,9 milhões de visualizações.

A oração foi conduzida por uma das enfermeiras, que clamava a Deus emocionada: “Que as mãos deles sejam como cura e consolo para os que cuidam. Pedimos que o Senhor os encoraje a serem os líderes que o Senhor os chamou para ser”.

“Que eles estejam confiantes, sabendo que Tu estás guiando cada passo que eles dão. Senhor, dê a eles paciência, força e, acima de tudo, amor enquanto caminham em seus novos caminhos”, acrescentou, em oração pelos enfermeiros que estavam se despedindo.

“Ajude eles a Te procurarem nos momentos difíceis e nos momentos mais tranquilos. Pedimos que o Senhor os envie em suas novas jornadas com as mãos abertas, sabendo que eles tomaram as decisões certas”, continua.

A oração é concluída com as seguintes palavras: “Senhor, coloque uma mão de proteção ao redor deles e de toda a nossa equipe. Abençoe aqueles que estão doentes, chorando, morrendo, para que possam encontrar conforto e paz em Ti. E pedimos isso em seu nome precioso, Jesus. Amém!”.

This posting includes an audio/video/photo media file: Download Now

Saiba a origem das estrias e como combatê-las

Posted: 10 Jul 2018 05:48 AM PDT

Saiba a origem das estrias e como combatê-las

Mais da metade das mulheres (70%) no mundo têm estrias. Mesmo que elas sejam muito comuns e perfeitamente normais, muitas se sentem inseguras sobre elas. As áreas mais comuns para aparecerem são no abdômen (pela gravidez ou aumento de peso), peitos, no quadril e ombros e nas nádegas e coxas. Mas primeiro precisamos entender o que são as estrias e o que as causam.

Abaixo da epiderme (a primeira e mais superficial camada da pele) existe a derme, onde fica armazenado o colágeno natural. Algumas pessoas, por conta de genética, têm peles mais resistentes e com mais elasticidade, enquanto outras têm menos, o que as tornam menos suscetíveis a desenvolver estrias. Então, caso você queira diminuí-las, você precisa reforçar o colágeno.

Elas aparecem quando há um crescimento muito rápido no corpo que faz com que a pele se estique e, como resultado, separam o colágeno para longe uns dos outros. Portanto, quando a pele volta a seu tamanho normal, a epiderme fica com um aspecto enrugado porque a pele não está sendo mais apoiada pelo colágeno da derme.

Mas o que causa o “crescimento repentino e acima da média”? Pode ser puberdade, gravidez, aumento de peso ou da massa muscular. Qualquer crescimento que faz a pele esticar de repente e acaba separando o colágeno.

Tenha em mente que é impossível removê-las 100%, mas tem como fazê-las parecerem menos visíveis. Você pode usar um creme ou óleo com retinóides, que são produtos derivados da vitamina A e são comumente usados nos tratamentos de rugas e linhas finas da face. Mas atenção: você não pode usar retinóides durante sua gravidez e esses cremes não vão funcionar preventivamente, eles são usados quando você já possui as estrias.


(Foto: Reprodução/Cosmopolitan)

1. Creme Para o Corpo ElastCream, Adcos, R$ 189. Um creme desenvolvido especialmente para estrias e no tratamento de cicatrizes, promovendo maior elasticidade a pele e fortalecendo as fibras.

2. Hidratante Anti-idade Ideal Body, Vichy, R$ 79,90. Uniformiza o tom e promove mais firmeza para a pele.

3. Óleo Restaurador, Bio-Oil, R$ 79,90. Possui fórmula rica em extratos vegetais e vitaminas, melhorando a aparência de peles com cicatrizes, estrias, tons desiguais e sinais de idade.

4. Gel Creme Antiestrias Pegolisse, Anna Pegova, R$ 206. Com ativos naturais, estimulam a produção de colágeno, promovendo uma regeneração da pele e reduzindo a aparência das estrias.

5. Minimizador de Estrias Soin Complet Spécial Vergetures, Clarins, R$ 279. Reforça a elasticidade da pele e ajuda na proteção das fibras de colágeno, reestruturando os tecidos de suporte.

Tratamentos com laser também são uma opção para o tratamento de estrias. O procedimento funciona com a energia do laser sendo pulsada na sua pele — sem causar nenhum dano — e faz suas células entenderem que estão sendo machucadas, causando reações químicas necessárias para criar mais colágeno naquela área, em uma tentativa de defesa natural do seu corpo.

Caso tratamentos com laser não estejam nos seus planos, seja pelo processo ou pelo preço, uma outra alternativa seria o microagulhamento. É um tratamento minimamente invasivo que funciona para todos os tipos de pele, porque não causam hiperpigmentação. São feitos por um dermatologista ou esteticista para criar pequenos furinhos na pele usando agulhas bem finas (de 0.5 a 2 milímetros de diâmetro). Parecido com o laser, isso faz com que as células tentem se defender e estimula a produção de colágeno e elastina naturais.

Mas saiba que todos os tratamentos, sejam cremes, lasers ou o microagulhamento exigem muitas sessões, paciência e um certo investimento financeiro. Ou seja, nem sempre os resultados são imediatos. Mas não desista!

This posting includes an audio/video/photo media file: Download Now

Nigéria se tornou o país mais perigoso do mundo para cristãos, diz advogado local

Posted: 10 Jul 2018 05:43 AM PDT

Nigéria se tornou o país mais perigoso do mundo para cristãos, diz advogado local

Uma nova onda de ataques de fazendeiros da etnia Fulani contra cristãos na Nigéria está levando um defensor internacional dos direitos humanos a pedir ao Congresso dos Estados Unidos que inicie uma imvestigação. Ele alerta que agora o país se tornou o local mais perigoso para os cristãos viverem.

"A Nigéria é agora o lugar mais mortífero do mundo para os cristãos", explicou o advogado Emmanuel Ogebe. "O que estamos vendo é realmente um genocídio. Eles estão tentando expulsar os cristãos, estão tentando tomar suas terras e estão tentando impor sua religião aos chamados infiéis e pagãos, que é como eles consideram os cristãos".

Duas semanas atrás, 238 pessoas foram mortas em um massacre na aldeia centro-norte da Nigéria. Seis dos parentes de Ogebe estavam entre as vítimas.
 
"Pelo que conseguimos juntar de informações, havia um marido e sua esposa grávida. Ele tentou levá-la para fora da casa [antes que fosse invadida] e voltar para pegar as crianças", lembrou Ogebe. "Mas eles se depararam com os pastores fulani ao longo do caminho, que atiraram nele e em sua esposa grávida. Então, os terroristas foram para a casa deles e mataram o filho de quatro anos e a filha de seis anos, que estavam dormindo em suas camas."

Os agressores muçulmanos também mataram dois parentes do advogado que estavam visitando a família durante as férias de verão.

Ogebe foi informado de que as autoridades não permitiriam que os cadáveres de seus parentes fossem levados para um enterro separado. Em vez disso, eles foram enterrados em uma vala comum com as outras vítimas.

O diretor da CBN Nigéria, Felix Oisamoje, disse que a violência contra os cristãos aumentou nos últimos meses. "Está acontecendo mais na faixa intermediária do país. A razão é simplesmente porque os Fulani levam seu gado para as terras das pessoas, eles comem suas plantações nas fazendas e quando as pessoas os desafiam, eles respondem com uma AK-47", explicou ele.

Oisamoje disse que a maioria dos pastores Fulani não pode arcar com o custo de uma AK-47. "Dado o custo de uma AK-47, um pastor Fulani precisaria vender todo o seu gado para poder comprar uma dessas", explicou ele.

Ogebe observa que existem várias teorias sobre onde os pastores estão recebendo essas armas e outras, como morteiros e granadas. Ele explicou que muitas armas se tornaram prontamente disponíveis quando se espalharam por toda a África após a queda de Muammar Gaddafi, da Líbia.

"Mas ainda mais sinistro é o fato de que boa parte do gado é de propriedade de Fulanis muito ricos que estão no governo e estão no poder. Então, há uma forte crença de que os Fulanis, a elite dominante, estão na verdade financiando o armamento dos pastores para conduzir esses ataques", disse Ogebe.

Ele prevê que, expulsando os cristãos, eles podem dominar a Nigéria política e fisicamente em uma tomada de terras.

Milhares de mortes

Ogebe disse que milhares de nigerianos já morreram em ataques neste ano, incluindo 500 no Estado de Benue. Em abril, os pastores abriram fogo contra membros de uma igreja católica durante a missa. Um padre que estava servindo comunhão e 18 paroquianos foram mortos.

Em outro incidente, os pastores Fulani atacaram a casa do arcebispo Benjamin Kwashi, da Igreja Anglicana de Josh. O arcebispo não foi ferido, mas uma pessoa foi morta.

Então, o que pode ser feito? Ogebe diz que membros do Congresso dos EUA precisam nomear um enviado especial para a questão da Nigéria e também que os EUA precisam negar a venda de aeronaves sofisticadas ao regime do general Buhari, porque que os cristãos não são protegidos de ataques.

O advogado alega que o governo nigeriano usou aviões contra aldeões cristãos que tentaram se defender dos ataques dos pastores fulanis. Ele também diz que muitos cristãos nigerianos precisam desesperadamente de ajuda.

This posting includes an audio/video/photo media file: Download Now

A tendência das botas estilo meia

Posted: 10 Jul 2018 05:30 AM PDT

A tendência das botas estilo meia

As botas que dão uma ilusão visual de meias ganharam versões fashionistas para todos os bolsos. O modelo foi visto como um item polêmico no começo, mas foi ganhando espaço no closet fashionista.

De acordo com a revista Elle, a peça une conforto e certa delicadeza, fazendo com que algumas vezes pareça estar se confundindo com a própria pele.

As botas receberam diversas alturas e atualizações, como as versões com listras que realmente parecem as meias usadas em diversos esportes. O modelo mais quente, no entanto, é o de saltinho baixo com bico fino, garantindo também um toque de elegância.


(Foto: WGSN)

This posting includes an audio/video/photo media file: Download Now

Que Deus levante juízes honestos e competentes

Posted: 09 Jul 2018 01:43 PM PDT

Que Deus levante juízes honestos e competentes

Ruy Barbosa, um dos organizadores da República e coautor da Constituição da Primeira República, costumava dizer que “a pior ditadura é a ditadura do Poder Judiciário. Contra ela, não há a quem recorrer”. Essa máxima evidencia a preocupação em favor da doutrina de Montesquieu pela “separação dos poderes”.

A separação de poderes do Estado foi amplamente discutida por Platão, Aristóteles e Políbio, que consideravam que as competências deveriam ser divididas entre os órgãos: executivo, legislativo e judiciário. Cada um deveria exercer o seu papel constitucional, trabalhando dentro de suas competências.

O objetivo fundamental deste princípio é buscar o equilíbrio entre os poderes, impedindo que as responsabilidades políticas de uma sociedade se concentrem em apenas uma figura de autoridade. Quando este princípio é violado, causando desarmonia entre os poderes, corremos o grave risco de ver os direitos e deveres distorcidos, suscitando a ditadura.

Um bom exemplo de desarmonia entre os poderes é o que estamos vivendo no Brasil. Os três poderes estão em plena disputa, extrapolando suas competências constitucionais, um ao outro impondo manobras para impedir o curso normal que uma sociedade civilizada deveria tomar. Isso é realmente preocupante.

Porém, caros leitores, isso se torna ainda mais preocupante quando essa disputa entre os poderes alcança o judiciário, que é o órgão que deveria zelar pela Constituição. Com isso, o mútuo controle de atribuições pode pender para o palco jurídico sobrepujando os demais poderes e colocando em risco nosso senso de justiça.

Lembro que, segundo a tradição, uma das orações feitas pelos judeus é para que Deus levante juízes honestos e bons para julgar. Essa preocupação é baseada no forte senso de moral, caráter, honestidades e justiça que são defendidos pelos israelitas. Afinal, durante muito tempo, como vemos na Bíblia, eles foram governados por juízes.

Essa deveria também ser uma oração constante e frequente em nossas devocionais diárias. Precisamos orar por justos juízes, que julguem visando os interesses da nação, para que não acontece o que estamos lendo nos noticiários. Uma disputa política, ideológica e de competências que nos causa preocupação e constrangimento.

Falo sobre o acolhimento do habeas corpus impetrado pela defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, preso desde 7 de abril, há 93 dias, pelo desembargador Rogério Favreto, do Tribunal Regional Federal da 4ª Região. O desembargador extrapolou as suas competências, pois ele interviu em um processo de relatoria de outro magistrado.

Para os brasileiros que entendem o processo político e tem uma noção mais clara sobre a situação atual do país, aceitar a libertação do ex-presidente é um ato de violência, após uma vitória contra o maior esquema de corrupção já visto nos últimos tempos. Usar a caneta da lei para fazer algo inconstitucional é um completo ataque contra o país.

Felizmente, a decisão do desembargador não foi acatada, pois uma intensa disputa de competências resultou na interferência do Ministério Público Federal (MPF) que pediu ao presidente do TRF4, Carlos Eduardo Thompson Flores, que desse a palavra final sobre a guerra de despachos travada ao longo do dia.

Concluo afirmando que, do ponto de vista espiritual, nós precisamos orar pedindo a Deus pelo nosso país, como também pela vida do juiz Sérgio Moro, da 13ª Vara Federal de Curitiba, que voltou de férias para impedir a soltura do ex-presidente. Que o Senhor levante outros como ele, uma geração de juízes que julguem com equilíbrio e usem seu poder a favor do povo.

Por Joel Engel, pastor, líder do Ministério Engel, em Santa Maria (RS) e fundador do Projeto Daniel, que ajuda crianças órfãs em países da África.

* O conteúdo do texto acima é de total responsabilidade do autor e não reflete necessariamente a opinião do Portal Guiame.

This posting includes an audio/video/photo media file: Download Now

Após ser esfaqueado, membro de gangue é convidado para ir a igreja e se entrega a Jesus

Posted: 09 Jul 2018 12:43 PM PDT

Após ser esfaqueado, membro de gangue é convidado para ir a igreja e se entrega a Jesus

Desde criança, Gilbert idolatrava os membros de sua família que eram ativos nas gangues de rua na Califórnia (EUA). Para ele, essas pessoas eram suas grandes inspirações. Toda essa admiração fez com que ele fosse membro de uma gangue no futuro, mas não era esse o propósito de Deus para sua vida.

“Eu queria ser aceito por meus tios e minha mãe. Eu queria assumir a tradição de ser um membro de gangue. Eu queria ser rude como eles e ser forte como eles. Roubar, matar. Queria fazer parte disso”, disse ele.

Gilbert se mudou para o Arkansas, mas aos 16 anos seu tio foi visitá-lo e oficialmente o colocou na gangue. “Ele começou a me dar um soco na cara, como se ele estivesse me machucando. Foi uma briga, meu próprio tio estava me espancando. Imediatamente, pensei que eu era um novo homem, membro da King Kobras”.

Lutas semanais e guerras com outras gangues foram alimentadas pelo abuso diário de drogas e álcool. Gilbert diz: “Usava cocaína e não me importava. Isso era normal para nós. Se não tivéssemos drogas, era simplesmente estranho. Fazia parte da cultura das gangues, usar drogas, ficar chapado e bêbado”, lembrou.

Esfaqueado

Uma noite Gilbert foi esfaqueado durante uma briga. Ele diz que a realidade de suas escolhas finalmente afundou. “Eu me lembro de ter sido levado para o pronto-socorro e eles teriam de me costurar. Eu estava muito machucado nas costas. Parei para pensar na vida. Queria mudar, pois já não poderia mais viver desse jeito ou acabaria morrendo”, contou.

Mas ele ainda continuou um gangster. Logo depois, ele foi preso por intoxicação pública. Gilbert ligou para sua namorada para que ela pagasse a fiança, pois ele estava sem dinheiro. Karen teve de pedir dinheiro a sua mãe, que por sua vez disse que daria o dinheiro se Gilbert aceitasse ir com ela para a igreja.

Gilbert diz: “E eu lembro de ir. Eu ainda estava de ressaca. Não prestei atenção ao sermão porque eu estava com medo da mãe de Karen, ela estava cantando no coro. Ela desceu os degraus e achei que ela ia me dar um tapa, mas ela estendeu a mão para mim e isso me chocou”.

Um novo homem

Ele começou a frequentar a igreja regularmente com Karen. Então, um dia, ela foi para a frente durante o apelo. “Eu pensei, ela realmente vai fazer isso? Ela realmente vai seguir Jesus? Como ela fez esse compromisso?”. Nas semanas seguintes, ele se encontrou com o pastor e ouviu sobre o amor e a graça de Deus de uma forma que ele não tinha ouvido antes.

Gilbert lembra: “Ele me disse quem é Jesus e o que Ele fez por nós. E sabendo que esse Deus amoroso morreu por meus pecados, eu estava sentindo tanto peso em meu coração, porque eu nunca havia me arrependido do que fiz. Nunca me senti culpado pelas pessoas que espanquei ou feri, ou quase matei”, disse.

“Lembro de entrar no quarto e ficar de joelhos e chorar. Eu nunca havia chorado tanto. Lembro também de colocar tudo em Deus, pois queria mudar. Não queria mais ter aquele estilo de vida. “Estou cansado de beber. Me perdoe por todas as coisas do passado que eu fiz na minha vida, de espancar as pessoas”, orou.

Terminar com as coisas da gangue, terminei com tudo isso. A maneira que eu senti naquele momento foi com muita paz. Sabendo de tudo o que eu fiz na minha vida, Ele me perdoou naquele momento”, finalizou.

Confira a reportagem (em inglês):

This posting includes an audio/video/photo media file: Download Now

Fazendeiro quase morre afogado em barragem, mas é salvo após clamar a Deus

Posted: 09 Jul 2018 08:54 AM PDT

Fazendeiro quase morre afogado em barragem, mas é salvo após clamar a Deus

Um fazendeiro que ficou preso dentro de seu trator cheio de água por mais de três horas e quase se afogou disse que foi Deus, não a sorte, que o manteve vivo. Eldon Cooper, de Clarkridge, Arkansas (EUA), estava se preparando para encontrar sua esposa em um estudo bíblico, quando decidiu examinar uma barragem de terra em sua propriedade, antes de partir.

A AgDaily informou que estava chovendo e ele queria ter certeza de que a barragem estava aguentando. Montando seu trator perto da borda, a tragédia aconteceu.

“Comecei a voltar para casa, já fiz isso umas 150 vezes, provavelmente”, disse Eldon. “Bem, por alguma razão meu pneu traseiro ficou muito perto da borda, e a borda do lado da lagoa cedeu, derrubando a traseira do trator cerca de 18 polegadas ou mais em direção à lagoa. Ele parou antes de ultrapassar a borda, enquanto eu deixei cair o balde no chão”, explicou.

Então, o trator tombou na lagoa e o veículo começou a ficar cheio de água. Com lama e uma enorme máquina ao redor, Eldon pensou que morreria. Ele tinha uma pequena bolsa de ar, mas não duraria muito.

“Você pode imaginar o que eu estava pensando. Vou me sentar aqui e asfixiar em meu próprio ar. Eles vão me encontrar aqui e esta vai ser a minha tumba". Ele começou a orar.

"Eu precisava dessa paz que excede todo o entendimento, então pedi. A paz veio sobre mim quase que imediatamente. Parei de entrar em pânico e parei de tentar respirar com tanta força porque não conseguia respirar fundo. Mas parei de entrar em pânico e minha mente clareou e pude pensar”, lembrou.

Escudo e proteção

Ele pensou nos outros também. "Eu continuei a orar e pedi pela minha esposa Debra, meus filhos, minha família, para que Deus estivesse com eles e os ajudasse em qualquer que fosse o resultado. Eu orei para que Sua vontade fosse feita. Eu orei para que de alguma forma, algo bom saísse dessa situação e Deus fosse glorificado”.

Eldon ficou inconsciente, mas Deus continuou a protegê-lo. "Quando fiquei inconsciente, eu deveria ter caído de volta na água. Deus literalmente teve que me segurar".

Equipes de resgate chegaram e assumiram que ele estava morto, mas descobriram que ele ainda estava vivo. Eldon havia sobrevivido a um frio de três graus durante três horas e meia. Ele foi transportado para o hospital, onde acordou e chocou as enfermeiras.

Eldon agradece a Deus por protegê-lo. Ele testemunha nas igrejas e em grupos comunitários sobre o acontecido. “As pessoas disseram que eu tive muita sorte. Que eu deveria comprar bilhetes de loteria. Isso não foi sorte. Se Deus não tivesse intervido, eu não estaria aqui. Eu não acredito em sorte. Deus fez sua vontade, Ele salvou minha vida”.

This posting includes an audio/video/photo media file: Download Now

Falta de atenção e diálogo na família cria filhos inseguros e distantes de Deus

Posted: 09 Jul 2018 07:49 AM PDT

Falta de atenção e diálogo na família cria filhos inseguros e distantes de Deus

Na clínica psicológica, uma das coisas que mais vemos são crianças, adolescentes e jovens emocionalmente frustrados com o ambiente familiar. Eles trazem queixas envolvendo os pais, irmãos e até outros familiares ou cuidadores. Na maioria das vezes identificamos que os pais sentem muita dificuldade de estabelecer relacionamentos de confiança com seus filhos, o bastante para que eles se sintam acolhidos e compreendidos, o que pode gerar conseqüências preocupantes. Mas, por que isso acontece?

No meu livro, “Como Fazer do seu Filho uma Criança Feliz”, abordo várias questões sobre o assunto, mas aqui é possível abreviar alguns motivos que podem explicar essa dificuldade. Como cristãos, devemos compreender e tratar isso, antes que nossos lares se transformem em um campo de batalha e não no projeto idealizado por Deus. Sendo assim, minha intenção no texto de hoje é comentar alguns pontos, para que você tente colocar em prática pequenas mudanças que podem impactar o seu ambiente familiar.

Diferença de gerações

Alguns pais não conseguem enxergar o mundo dos filhos. Por serem adultos e já terem passado por várias experiências, muitas vezes o que os filhos trazem como situação do seu dia-a-dia termina sendo desprezado ou menosprezado pelos pais. “Isso é besteira, filho(a)...”; “Quando eu tinha a sua idade, era diferente...”; “Você não sabe o que é vida difícil...”; “Não tenho tempo para isso...”, etc. Essas afirmações marcam a diferença de geração, o que é muito real, mas quando não são dosadas da maneira correta, também terminam marcando o distanciamento da relação familiar.

Isso me fez lembrar uma música do cantor e compositor João Alexandre, chamada “Abismo de Gerações”, que descreve a maneira como pai e filho se comunicam. No início da letra lemos o seguinte:

“Eu tenho a leve impressão
De que as coisas um dia vão melhorar
Porque do jeito que estão
Não suporto não podem continuar
Quando ele é ‘sim’ eu sou ‘não’
Se ele é ‘certeza’ eu ‘sei lá’
E entre nós se abrindo o abismo vai
Das gerações
Já não consigo entender
Esse jeito esquisito de conversar
‘Eu tô legal pode crer’
Dá um tempo que a vida ‘inda vai rolar’”.
Ainda retornaremos à letra, mas por hora quero que você perceba como o autor descreveu o quanto o “abismo de gerações” possui características comuns. A forma de saber lidar com isso, na prática, é justamente não desprezando essas diferenças de gerações.

Todo pai e mãe precisa saber aceitar que a geração dos seus filhos não é a mesma da sua, e que assim como suas próprias gerações tiveram características marcantes, a dos filhos também possui. Mas, aceitação passa por compreensão, o que nem sempre significa concordância com tudo o que vemos se transformando ao longo do tempo. A verdade é que mesmo que você não concorde com certas coisas, a compreensão faz muita diferença na hora de dizer isso aos filhos, e eles sabem quando você realmente compreende ou não.

Diminua o abismo de gerações levando em consideração a maneira como seus filhos enxergam o mundo, entendendo, que, as dificuldades deles são proporcionais ao que eles entendem e já experimentaram da vida. Isso é fundamental, por exemplo, na hora fazer cobranças por boas notas no colégio ou de entender o choro daquela filha inconformada com o fim de uma “paixão eterna” que durou uma semana.

Falta de tempo

Alguns pais não dispõem de muito tempo para se dedicar aos filhos. Eles trabalham muito e quando chegam em casa estão exaustos. É natural que nesse momento de descanso, no final do dia, você queira fazer coisas como assistir TV ou qualquer outra atividade que não lhe cause preocupações. Então, para “evitar dor de cabeça”, alguns pais utilizam o poder de autoridade para impedir que os filhos “tragam problemas” com relatórios do que aconteceu no dia-a-dia. É aqui que o distanciamento na relação acontece.

Os filhos não são meros acessórios da vida cotidiana. Eles fazem parte da nossa vida. É por isso que ter filhos exige muita responsabilidade. Na prática, se você não possui tempo suficiente para dar atenção aos seus filhos, pessoalmente, demonstre para eles a sua presença afetiva. Isto significa que você deve aproveitar os pequenos momentos para demonstrar atenção, estar ouvindo, perguntando, convidando, oferecendo, ainda que por telefone, caso realmente não possa fazer isso de outra forma. Em outras palavras, a presença afetiva é a sensação que o filho tem ao saber que, mesmo fisicamente distante, os pais estão emocionalmente perto, acompanhando o que ele sente e faz no dia-a-dia.

Isolamento no mundo virtual

Esse último ponto é um mal que afeta muitas famílias. Não só os jovens estão se isolamento no mundo virtual, mas também os adultos.

Atualmente vemos cenas lamentáveis de pais e filhos reunidos na sala de casa, mas todos no celular, sem interação alguma. O que antes era culpa da novela, hoje são dos aplicativos. Crianças cada vez mais novas estão aprendendo a consultar no Google e na opinião dos “Youtubers”, ou dos chamados “influenciadores digitais”, questões que deveriam perguntar diretamente aos seus pais, antes de qualquer outra coisa.

O “tio Google” tem sido o conselheiro de muitas famílias, e não os pais. Mas, isso é culpa dos filhos? É culpa da tecnologia? Faça você mesmo uma análise do seu comportamento dentro de casa e tire sua própria conclusão. O avanço tecnológico pode ser um benefício se utilizado com bom senso. Uma dica valiosa nesse quesito é estipular regras de uso dentro de casa, como por exemplo, horários específicos para todos da família desligarem os aparelhos. Criar momentos de encontros onde os membros da família possam conversar, como na mesa de jantar, na hora do almoço e etc. Quantas famílias atualmente fazem isso? Talvez seja a ocasião de resgatar esses princípios.

Quando isso não existe dentro de casa, ou seja, quando pais e filhos não conversam com o tempo e qualidade que deveriam, a tendência é que os filhos se tornem jovens inseguros pela falta de referência e apoio dentro de casa. Consequentemente, essa insegurança gera mais problemas, como a busca por outros meios de autoafirmação. Até mesmo a fé em Deus pode ser abalada, já que filhos que não possuem os pais como modelos, dificilmente têm a fé deles como referência.

Assim, encerro retomando a música de João Alexandre como exemplo. Ela deixa claro que Deus, assim como Ele tem o interesse de nos dar atenção, compreender e nos ouvir através da oração, devemos agir da mesma forma com nosso filhos, fazendo do Senhor o nosso “ponto de encontro”, como diz o final da letra:

“Por isso Deus tem que ser pra nós
Ponto de encontro uma mesma voz
Que nos converte um ao outro e nos traz a paz”.


Por Marisa Lobo - Psicóloga, especialista em Direitos Humanos e autora de livros, como "Por que as pessoas Mentem?", "A Ideologia de Gênero na Educação" e "Famílias em Perigo".

*O conteúdo do texto acima é de total responsabilidade do autor e não reflete necessariamente a opinião do Portal Guiame.

This posting includes an audio/video/photo media file: Download Now

0 comentários: