Notícias Gospel (neste email contem: 11 novas notícias)

Filed under: by:

Notícias Gospel (neste email contem: 11 novas notícias)

Link to guiame.com.br's news

9º Congresso Mulheres no Espelho traz Dolores Dotson ao Brasil

Posted: 06 Sep 2018 06:35 AM PDT

9º Congresso Mulheres no Espelho traz Dolores Dotson ao Brasil

Dolores Dotson, diretora dos Ministérios This Is Your Season, nos Estados Unidos, será uma das preletoras do 9º Congresso Mulheres no Espelho, que acontecerá, no próximo dia 15 de setembro, na Igreja Batista Boas Novas, em Vila Prudente, zona leste da capital paulista.

Tendo como público-alvo mulheres que buscam crescimento espiritual através de uma intimidade maior com o Senhor, o evento também contará com ministrações da Pra. Marília Falçarella, coordenadora do ministério Mulheres no Espelho da Igreja Batista do Povo. A expectativa da organização é receber 1.300 mulheres.

O Congresso Mulheres no Espelho é realizado anualmente e tem como objetivo principal despertar as mulheres para um relacionamento mais profundo com Deus, conquistando, assim, saúde emocional e crescimento espiritual. A divisa do ministério é o texto de II Coríntios 3:18, que diz: “Mas todos nós, com rosto descoberto, refletindo como um espelho a glória do Senhor, somos transformados de glória em glória na mesma imagem, como pelo Espírito do Senhor”.

As preletoras

Dolores Dotson: Professora da Bíblia, evangelista, copastora e diretora dos Ministérios This Is Your Season, Dolores Dotson dedica sua vida a compartilhar a Palavra de Deus e ministrar o evangelho ao corpo de Cristo em conferências, retiros e oficinas para diferentes igrejas e ministérios. Com um coração disposto a ajudar o corpo de Cristo a reconhecer seu valor em Deus e entender como aplicar a Palavra de Deus em sua vida pessoal, ela é completamente dependente da oração e da Palavra para adquirir sabedoria e direção. Dolores serve à comunidade através de estudos bíblicos semanais e reuniões de oração, como o Dia Nacional de Oração para a cidade de Rockwall, ao mesmo tempo em que supervisiona o Community of Believers Outreach Ministry, que alimenta centenas de pessoas a cada mês.

A pastora norte-americana tem expandido suas fronteiras ministrando em mais de 55 países, muitos deles na África, Ásia, Europa, América do Sul e Oriente Médio. Seu ministério também contempla a missão de ensinar os pastores e líderes dessas nações a entender a mensagem profética do Senhor.

Além de ministrar às nações, Deus a chamou para discipular a próxima geração, desafiando-as a viver um estilo de vida dedicado e santo. É cofundadora do Instituto de Adoração Nova Geração Internacional, um programa de discipulado que treina jovens adultos para ministrar, no poder do Espírito Santo, e influenciar sua geração com os fundamentos da Palavra de Deus. Com o coração movido a mostrar a cada um a sua posição no Reino de Deus, ela também alimenta as viúvas e os órfãos.
.
Esposa, mãe e avó, Dolores Dotson reside, com o marido, o Pr. Duncan Dotson, em Rockwall, Texas. O casal lidera a Church of Prayer Christian Fellowship. Eles têm 5 filhos, 12 netos e 2 bisnetos. Nos últimos trinta anos, ela abriu sua casa como mãe adotiva, acolhendo inúmeras crianças de várias origens. O maior desejo do seu coração é que o corpo de Cristo conheça o amor de Deus.

Como escritora, Dolores já publicou dois livros: This Is Your Season e Spiritual Awakening - The Unconditional Love of the Father. Atualmente, ela está trabalhando em uma série sobre a iniquidade de uma nação e a importância de construir altares de oração em cada território.

Marília Falçarella: Idealizadora e coordenadora do Ministério Mulheres no Espelho, da Igreja Batista do Povo, é Pedagoga, Bacharel em Teologia e Terapeuta de Família e Casais. Ministra às famílias dentro e fora do Brasil, há 16 anos, através de cursos, palestras, encontros, acampamentos e em seminários e congressos que visam abordar temas como: Espiritualidade Emocionalmente Saudável, Caráter Cristão, Consagração, Santidade e temas relacionados à família, como vida conjugal, paternidade, sexualidade, finanças, saúde emocional, resolução de conflitos e outros temas de interesse das famílias em geral.

Casada, há 32 anos, com o Pr. Paulo Falçarella, é mãe de Priscilla, 29 anos, e Ricardo, 27 anos. Contato: Casa da Família (011) 5084-1145 ou email: mulheresnoespelho@batistadopovo.org.br

Serviço:
9º Congresso Mulheres no Espelho
Data: 15 de setembro de 2018
Horário: das 9 às 20 horas
Local: Igreja Batista Boas Novas
Endereço: Rua Marechal Malet, 611 - Parque da Vila Prudente, São Paulo - SP
Check In: A partir das 8 horas
Ingressos: www.eventbrite.com.br

This posting includes an audio/video/photo media file: Download Now

Campanha pró-aborto é desmascarada após usar foto de cristã sem autorização

Posted: 06 Sep 2018 05:29 AM PDT

Campanha pró-aborto é desmascarada após usar foto de cristã sem autorização

Uma conhecida campanha pró-aborto dos EUA está sendo criticada e desmascarada após usar a foto de uma mulher — sem o consentimento dela — para uma publicação, na qual o testemunho de jovem é exposto, como alguém que se orgulha de ter feito três abortos, já aos 23 anos de idade.

Porém, o que o que os responsáveis pela campanha "Shout Your Abortion" ("Grite o Seu Aborto") não esperavam que a foto usada para ilustrar o relato da jovem denominada "Heather" fosse na verdade de uma ativista pró-vida.

No texto intitulado "Eu tenho 23 anos e tive 3 abortos. SIM, EU TENHO!", a autora detalha dois abortos depois de encontros sexuais casuais, nos quais ela não usou nenhum tipo de controle de natalidade, e um terço depois que sua pílula anticoncepcional falhou, ela finalmente decidiu abortar, porque a gravidez iria atrapalhar um trabalho de verão.

"Tenho 23 anos, tenho uma boa vida, não quero destruí-la por causa de um bando de crianças para as quais não estou preparada. Isso não faz sentido? Tenho ZERO de arrependimento do que fiz", escreve a autora, desejando que o aborto seja visto como "apenas mais uma cirurgia".

O texto de "Heather" foi publicado em vários sites e recebeu ampla condenação em círculos pró-vida e conservadores.

A fraude

Molly Schaap, de 24 anos, que entrou em contato com a LifeSiteNews e outros meios pró-vida para declarar que ela era a mulher na imagem da publicação, mas ela é contra o aborto e nunca havia realizado nenhum procedimento abortivo. Além disso, não deu permissão a nenhuma campanha pró-aborto para usar sua imagem.

"Fiquei horrorizada ao acordar ontem e saber que uma foto minha foi roubada e usada sem a minha permissão ou conhecimento", escreveu Shaap, observando que é estranho "Heather" dizer que "ela está orgulhosa de quem ela é e de suas ações, mas usar uma foto de um estranho ao invés de si mesma".

"Durante toda a minha vida, fui pró-vida e acredito que a vida começa na concepção", declarou Schaap. "Eu pessoalmente fiz doações para causas pró-vida e acredito que toda vida é valiosa. Como cristã, acredito que Deus é o autor da vida, e a vida não é nossa para que demos fim a ela quando quisermos".

Compaixão

Ao mesmo tempo, Schaap disse que sua imagem ligada a comentários hostis direcionados a "Heather" inspirou uma conexão empática com a autora.

"Embora eu acredite fortemente que o aborto está levando uma vida valiosa, gostaria de pedir às pessoas que pensem sobre o efeito de suas palavras e escolham com cuidado o que vão dizer", implorou ela a seus companheiros pró-vida. "Se Heather realmente existe, eu quero que ela saiba que ela tem valor e é amada apesar das infelizes escolhas de vida que ela fez. A Bíblia ensina claramente que Deus é um Deus que perdoa".

A organização pró-vida Iniciativa de Defesa Humana diz que a campanha "Shout Your Abortion" não respondeu a um pedido de explicação sobre o incidente. O texto foi retirado de seu endereço original no site do grupo pró-aborto.

Schaap disse à agência Gateway Pundit que ela está atualmente indecisa sobre se ela quer prosseguir com uma ação legal contra o Shout Your Abortion.

"Eu sou uma professora atualmente tentando se preparar para o ano letivo, então é algo sobre o qual eu gostaria de pensar mais nos próximos dias", disse ela.

A campanha "Shout Your Abortion" foi fundada em 2015 com a premissa de que os sentimentos pró-vida estão enraizados na ignorância das experiências e perspectivas das mulheres que abortam, e que divulgar histórias "positivas" de aborto seria a chave para acabar com o debate.

De fato, projetos pró-aborto semelhantes foram tentados durante anos, com pouco impacto na oposição majoritária à maioria dos abortos. Os pró-vida dizem que os seres humanos vivos são a parte que realmente está sendo ignorada no debate sobre o aborto.

Enquanto isso, organização pró-vida coletaram as histórias pessoais e reais de mulheres que lamentam seus abortos, através de grupos como o 'LifeSiteNews', 'Silent No More', 'Rachel's Vineyard', 'After Abortion', e 'Abortion Recovery International'. Defensores do aborto muitas vezes ridicularizam o arrependimento do aborto como um mito.

 

This posting includes an audio/video/photo media file: Download Now

"Parem de dizer aos gays que eles serão héteros após se converterem", alerta ex-homossexual

Posted: 05 Sep 2018 12:55 PM PDT

"Parem de dizer aos gays que eles serão héteros após se converterem", alerta ex-homossexual

A escritora e pregadora Jackie Hill Perry, que antes de identificava como lésbica, diz que as igrejas deveriam parar de dizer aos gays que eles se tornarão heterossexuais caso se convertam.

Em seu livro recém-lançado, “Gay Girl, Good God” (Garota gay, bom Deus, em tradução livre), Perry fala sobre o que ela descreveu como "o evangelho heterossexual".

Ela explica: "O evangelho heterossexual é aquele que encoraja os homens e mulheres a irem a Jesus para que possam ser heterossexuais, ou diz que vir a Jesus garante que eles serão sexualmente atraídos pelo sexo oposto".

A pregadora ex-homossexual ressalta: "Geralmente soa como 'posso prometer a você que Ele vai libertá-lo completamente desses desejos se você der sua vida a Jesus, porque Ele ama você'. Ou: ‘Eu conheço um cara que era gay e agora é casado. Jesus fará o mesmo por você se confiar nele’", disse ela sobre promessas que podem frustrar o homem.

Perry, que abandonou a vida de lésbica, agora é casada com um homem e tem duas filhas. Ela adverte que o "evangelho heterossexual" é problemático porque "tende a colocar mais ênfase no casamento como o objetivo da vida cristã do que em conhecer Jesus".

"O que a comunidade gay precisa ouvir não é que Deus os faça héteros, mas que Cristo pode torná-los seus", continua ela.

"Alguém que tenta seguir a heterossexualidade e não a Cristo está tão longe de ter uma posição correta com Deus quanto alguém que busca ativamente a homossexualidade. Eles colocaram sua fé em uma nova 'orientação' em vez de conhecer o Deus vivo", salientou.

Possível frustração

Em um ponto de seu livro, Perry fala sobre como ela acreditou que tinha de ser hétero para que Deus a aceitasse. Ela especulou que tal pensamento explicava por que "a salvação iludiu muitos homens e mulheres atraídos pelo mesmo sexo".

"O erro é este: eles vieram a Deus acreditando que apenas uma parte deles precisava conhecer Deus. Por isso, negligenciaram reconhecer que o restante deles também precisa ser corrigido", disse.

Perry conta que se sentia atraída por mulheres "antes que eu soubesse como soletrar meu nome". Ela cresceu em uma casa sem pai e foi molestada por um parente adolescente do sexo masculino quando criança. Para ela, os homens eram "incapazes de amar" e "inseguros".

Após anos vivendo um estilo de vida promíscuo como lésbica, ela foi conduzida pelo Espírito Santo ao arrependimento e deu sua vida a Cristo aos 19 anos. Embora tenha se casado com um homem, ela deixa claro em seu livro que o casamento não "prova" que ela mudou. Pelo contrário, "o fruto do Espírito fez".

This posting includes an audio/video/photo media file: Download Now

“Temos uma epidemia em ascensão”, diz evangelista sobre casos de suicídio

Posted: 05 Sep 2018 11:59 AM PDT

No Setembro Amarelo, mês da campanha de prevenção ao suicídio, o evangelista Jay Lowder usa sua própria história de tentativa de suicídio na esperança de ajudar a impedir que outros acabem com sua própria vida.

“Embora eu seja grato pela ênfase na prevenção do suicídio em setembro, este é um assunto que precisa ser tratado todos os dias”, disse Lowder, que tem falado sobre o tema em escolas, igrejas e eventos comunitários.

Dados do Ministério da Saúde mostram que o índice de suicídios cresceu 12% entre 2011 e 2015 no Brasil, sendo considerada a quarta maior causa de mortes entre jovens de 15 e 29 anos. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), atualmente 800 mil pessoas cometem suicídio anualmente.

“Temos uma epidemia em ascensão. A auto-violência não tem preconceitos e afeta pessoas de todas as raças, etnias, status econômicos e gêneros. Ninguém está imune e, até que levemos a sério a criação de um ambiente aberto de discussão, vamos continuar vendo as pessoas serem vítimas”, analisa.

Hoje o evangelista se tornou referência para a compreensão de um problema que fez parte de sua história. Aos 21 anos, Lowder era alcoólatra e não sabia lidar com as dificuldades da vida. Sentindo-se desamparado, ele posicionou uma pistola em sua cabeça para puxar o gatilho, mas felizmente foi impedido por seu colega de quarto.

Depois de superar este acontecimento, Lowder passou a ajudar pessoas com problemas emocionais a encontrarem esperança através da fé. Hoje, o evangelista oferece recursos práticos através de seu ministério para pais, igrejas e líderes combaterem as crescentes taxas de suicídio.

“Reconhecer os sinais de alerta de uma pessoa que está em perigo potencial é o primeiro passo para ajudá-la, antes que seja tarde demais”, explica Lowder. “Se encorajarmos uma discussão aberta sobre esse assunto delicado e prestarmos atenção aos indicadores que frequentemente prenunciam o suicídio, talvez possamos reduzir as estatísticas e salvar vidas”.

This posting includes an audio/video/photo media file: Download Now

Maicon Ayres relança álbum nas plataformas digitais após assinar com nova distribuidora

Posted: 05 Sep 2018 11:33 AM PDT

Maicon Ayres relança álbum nas plataformas digitais após assinar com nova distribuidora

O cantor gaúcho Maicon Ayres relança nas plataformas digitais seu primeiro álbum, o disco “Altíssimo”. O jovem iniciou a seleção de repertório em 2014, buscando sua identidade musical. Versões de Planetshakers e Jesus Culture ganharam espaço no álbum.

O projeto ainda traz algumas outras regravações e a canção “Altíssimo”, única composição do próprio Maicon Ayres e título do álbum.

Na última terça-feira (4), poucos dias de completar seus 25 anos, o cantor assinou com a Nova Fase Distribuição para relançar o álbum “Altíssimo” e lançar suas próximas canções.

"Somos gratos por conhecer as canções do Maicon Ayres e de tantos cantores pelo Brasil. O streaming aproxima as pessoas de canções que as tocam, que as emocionam, que sejam trilhas para suas orações", disse Ricardinho Carvalho, diretor da Nova Fase Music.

“Estas canções também podem vir de cantores que estão lançando suas primeiras produções”, ressaltou.

Maicon nasceu em Palmeira das Missões/RS e atualmente mora em São João Batista/SC. Ele trabalha no departamento infantil da igreja que congrega e canta desde criança. "Aos 3 anos a música me despertou ao ver minha mãe participando de corais”, conta ele.

“A música pentecostal sempre foi uma grande influência na minha vida através de cantores como Dalvinha, Cassiane, Mara Lima, Elaine de Jesus e Mattos Nascimento", finalizou.

This posting includes an audio/video/photo media file: Download Now

Vitral lança single e live session da música “Palco”; assista

Posted: 05 Sep 2018 11:21 AM PDT

Vitral lança single e live session da música

A banda cristã Vitral lançou nas plataformas digitais a canção “Palco”. Este é o primeiro single lançado do grupo capixaba. A canção também ganhou um vídeo gravado pela produtora BME Multimídia (Thiago Makie e Marco Tulio), empresa que ganhou o Prêmio de Melhor Clipe Gospel de 2017, no Festival Internacional de Cinema Cristão (FICC).

A banda é composta Thyellis Cesar (voz e violão), Salvador Jr. (Baixo) e Waldir Jr./Juba (bateria). E é Thyellis Cesar, autor da composição “Palco”, que explica a mensagem central da canção. Ele diz que essa música é um diálogo do apego com o desapego. Um convite à Eternidade. Ela fala de esperança.

Segundo Thyellis, o deslumbre com as coisas do ter, no lugar do ser, afasta muita gente daquilo que é eterno.  “O vazio existencial consome o ser, que lança mão de coisas e prazeres, em uma tentativa insana pela busca da felicidade. Entretanto, esse vazio existencial e a busca pelo prazer é uma combinação perfeita para uma vida sem sentido, fútil e febril”, reforça o compositor.

Além da própria experiência, Thyellis diz que eles encontraram muitas pessoas “nessas esquinas da vida” e que ele viveu esse drama pessoalmente: “Com minhas ações e canções, embalei muitas pessoas a caminhos nebulosos, sem amor. Um dia me propus levar uma palavra de esperança e graça às pessoas. É exatamente o que estamos nos empenhando para fazer”, declara.

Waldir Jr., o Juba, conta que a ideia da produção foi fazer algo bem parecido com o som da banda. Segundo Juba, eles queriam algo bem minimalista, com uma fotografia bonita, em local clean e com objetos deles, pois não tinham recursos financeiros para alugar material.

“Fizemos os vídeos na igreja do Salvador, a Primeira Igreja Batista em Barra de Itapemirim, no Espírito Santo. Para o cenário, usamos objetos da mãe dele (muitos risos). Como a igreja era perto da casa do Salvador, íamos e voltávamos, pegando os objetos que se encaixavam no cenário. Os meninos da produção eram os responsáveis para aprovar ou desaprovar as nossas escolhas”, comenta.   

Salvador deixa uma mensagem ao público: “Esperamos profundamente que esta canção, de alguma forma, desafie você a viver uma vida que valha a pena, que faça você ter prazer em contar os seus dias. E que eles sejam vividos na presença do Senhor. E que todos sejamos gratos, com a convicção de que o aqui e o agora não estão em nossas mãos, mas dependem das nossas escolhas. Então, que escolhamos esta vida melhor, absurdamente mais empolgante que Jesus Cristo nos oferece”.

Formação

A banda de pop rock foi formada em Vitória (ES), em 2012. O nome foi inspirado em um poema, que consta no livro chamado “Transparências da eternidade”, de Rubem Alves. Em 2017 a banda lançou, de forma independente, o primeiro EP, intitulado “Deus não joga dados”, com seis faixas.

Esse trabalho, totalmente autoral, foi produzido pela própria banda. Os músicos propõem uma experiência sonora, poética e metafórica, a fim de criar uma ponte entre aquilo que permeia os dramas humanos e o Divino. As composições são do vocalista Thyellis, que estudou música na Escola de Música do Espírito Santo, e também se formou em Direito pela Universidade Federal do Espírito Santo.

O EP foi gravado no estúdio “MAXXISTUDIO”, que é do baixista Salvador, que também fez a mixagem e masterização do disco. As guitarras e os violões foram gravados por Magno Vieira; os teclados por Evandro Leal, que também foi o auxiliar técnico de gravação; a bateria foi gravada por Juba e Salvador gravou baixo elétrico.

Confira a live session:

This posting includes an audio/video/photo media file: Download Now

Desenganada pelos médicos, mulher acorda de coma após 20 dias: “Deus mostrou Seu poder”

Posted: 05 Sep 2018 09:05 AM PDT

Desenganada pelos médicos, mulher acorda de coma após 20 dias:

A mercadóloga Daniela Benita testemunhou como sobreviveu a um erro médico durante uma cirurgia de redução do estômago. Ela passou 20 dias em coma e quando acordou teve de lidar com outras complicações médicas, chegando a ficar seis meses dependente de uma bolsa que servia de depósito para resíduos fecais.

“A família do meu pai inteira sofre de obesidade mórbida. Eu sempre fui gordinha e em 2007 comecei a trabalhar em uma empresa. Fui indicada para fazer redução do estômago. Eu estava com 123 quilos. Procurei um médico, fiz os exames e no dia 10 de setembro eu operei”, contou Daniela.

Ela disse na entrevista que sua irmã já havia passado pelo procedimento e que precisava emagrecer para atingir a felicidade. “Eu achava que isso era necessário para ser feliz, eu tinha esse peso e cobrança e ficava dentro do quarto, quieta, não saía. Na minha visão, a pessoa magra tinha uma outra visão das coisas”, contou.

Ela conta que quando acordou da cirurgia, passou a fazer planos para sua nova vida. Mas, algo de errado havia acontecido. “No outro dia começou o cuidado de Deus na minha vida. Eu senti o líquido que eu havia tomado passando pelo meu intestino. Havia uma fístula no meu estômago e o líquido vazou no meu organismo”, disse.

“Eu passei mal no corredor do hospital e fui informada pelo médico que ia ter que voltar para o bloco cirúrgico. Ele não explicou porque eu voltei para o bloco e quando eu acordei eu perguntei para ele: ‘Acabou a cirurgia agora?’ Fiquei assustada com a reação dos enfermeiros. Havia 20 dias que eu estava na CTI do hospital desacordada, entubada e desenganada pelos médicos”, pontuou.

Daniela disse que sua maior luta começou neste ponto, pois ela não podia mais se alimentar pela boca. “Eu tive que aprender a me movimentar e andar, porque eu fiquei muito tempo paralisada em cima da cama. Passei 45 dias no hospital. Quando saí, eu fedia em vida. Fui para casa com cheiro de infecção”, relatou.

A cristã ainda disse que tudo isso foi sob o cuidado de Deus. “Ele colocou uma médica amiga da minha irmã e ela cuidava muito bem de mim. O que Deus fez foi para mostrar o poder Dele. Eu andava com bolsinha coletora e tudo saia por ela, porque furou o meu estômago”.

Relacionamento com Deus

Daniela disse que até passar por essa luta, não sabia realmente o que era ter um relacionamento com Deus. “Eu achava que por ir à igreja, por está ali presente eu tinha Deus. Mas ter Deus é muito mais que isso. Agora eu tenho Deus. Eu tenho relacionamento com Deus”, ressalta.

“A minha vida está de acordo com a vontade Dele. Agora tudo que eu faço eu consagro a Deus. Antes eu fazia as coisas e depois dizia que era a vontade de Deus. Agora qualquer decisão que eu tomo, primeiro procure saber de Deus se a vontade Dele para a minha vida”, pontuou.

This posting includes an audio/video/photo media file: Download Now

Novilha vermelha nasce em Israel e aumenta expectativas para o Terceiro Templo

Posted: 05 Sep 2018 09:05 AM PDT

Novilha vermelha nasce em Israel e aumenta expectativas para o Terceiro Templo

Os judeus que se preparam para a construção do Terceiro Templo em Jerusalém anunciaram nesta terça-feira (4) o nascimento da esperada novilha vermelha em Israel. O surgimento do animal é um pré-requisito necessário para a existência do Templo, de acordo com a tradição judaica.

A candidata a novilha vermelha nasceu no dia 28 de agosto e está recebendo os cuidados do Instituto do Templo, uma organização dedicada a preparar a reconstrução do Terceiro Templo em Jerusalém.

Uma semana após seu nascimento, a novilha foi submetida a extensos exames por especialistas rabínicos, que determinaram os requisitos descritos em Números 19:2, que pede “uma novilha vermelha, sem defeito e sem mancha, sobre a qual nunca tenha sido posto jugo”.

“Os especialistas rabínicos que realizaram os exames ressaltam que a novilha, enquanto detém as qualificações exigidas, pode, a qualquer momento no futuro, ser desqualificada por causas naturais. Portanto, a novilha será reexaminada periodicamente”, anunciou o Instituto do Templo.

De acordo com a tradição judaica, apenas nove novilhas vermelhas foram abatidas no período que se estende desde Moisés até a destruição do Segundo Templo. O animal era levado aos sacerdotes como um sacrifício e suas cinzas eram usadas para a purificação dos israelitas que entraram em contato com um cadáver.

Devido a raridade do animal, combinada com o ritual detalhado em que é usado, dois candidatos em potencial foram desqualificados em 1997 e 2002. O Instituto do Templo inicialmente declarou que ambos estavam de acordo com as exigências, mas depois encontraram falhas. Nos últimos anos, o Instituto tem investido em tecnologia para produzir uma novilha vermelha geneticamente baseada na raça Red Angus.

Significado escatológico

Muitos teólogos cristãos acreditam que a segunda vinda de Jesus Cristo não pode acontecer até que o Terceiro Templo seja construído em Jerusalém, o que requer o surgimento de uma novilha vermelha nascida em Israel.

A Epístola de Barnabé compara a novilha vermelha com Jesus, com base em Hebreus 13:12-13, que diz: “Jesus também sofreu fora das portas da cidade, para santificar o povo por meio do seu próprio sangue. Portanto, saiamos até ele, fora do acampamento, suportando a desonra que ele suportou”.

Segundo Ernest L. Martin, em seu livro Segredos do Golgota​​ (1984), as frases “fora das portas” e “fora do acampamento” são consideradas não apenas uma identificação de Jesus com a novilha vermelha, mas também uma indicação sobre a localização da crucificação.

Confira imagens da novilha vermelha divulgadas pelo Instituto do Templo:

This posting includes an audio/video/photo media file: Download Now

Proteja seus filhos do controle psicológico

Posted: 05 Sep 2018 08:50 AM PDT

Proteja seus filhos do controle psicológico

Pavlov foi um psiquiatra, que conseguiu condicionar o reflexo de animais como cachorros, coelhos e macacos. Usou como fatores estimulantes goluseimas, sons e luzes que mostravam aprovação, reprovação, estimulavam a fome, a visavam a presença e/ou ausência de comida. Com estes sinais ele induzia a fome, a alegria, a obediencia e fazia com que os animai se sentissem saciados.

Isto poderia funcionar em pessoas? A criação de uma sociedade condicionada pelo medo, pela repressão e por promessas mirabolantes tem a possibilidade de acontecer, se o condicionamento começar desde a sua infância. Políticos e setores religiosos ligados ao Anticristo, precisam de tempo para formar uma sociedade condicionada, mas já começaram a fazer seu dever de casa.

Segundo Pavlov podemos transformar crianças indefesas, no que quisermos. Bandidos, benfeitores, alienados, violentos, macriados, homoafetivos, heterossexuais, soberbos, humildes, etc.

Enchem a mente infantil e vulnerável, ainda em formação, com informações tendenciosas. Sementes que plantadas agora serão colhidas no futuro. Uma espécie de auto sugestão feitas com estímulos externos ao indivíduo. Algo que vem de fora para dentro.

O ser humano deveria ser livre para escolher suas tendências, sem esta abordagem forçada, que governos totalitárias tentam implantar em seus cidadãos.

Esta técnica de condicionamento pode fazer alguém acreditar que é uma mulher, mesmo que o seu gênero esteja claramente estampado em seu próprio corpo (vagina ou pênis). Deus não criou apenas tendências internas (hormônios, DNA, barba etc.), mas colocou na nossa moldagem exterior evidências incontestáveis do nosso gênero.

Não há como separar o corpo da alma. A filosofia GTB passa por cima disso e impõe a sua cultura a crianças, que mal sabem o significado da palavra gênero. Este tipo de formação é imposta forçada pela insistente condicionamento que as crianças são forçadas a ver, pegar, ler, ouvir, etc. Isto é uma tentativa de mudar seu rumo exercendo infuência de fora para dentro, quando deveria ser ao contrário.

A moldagem é realizada com técnicas de condicionamento ao qual a criança é submetida enquanto vulnerável. Se aproveitam por não tem como se defender ou escolher.

A própria Bíblia diz que a criança precisa ser ensinada no caminho em que deve andar, e o método pavloviano pode ser transformador ou destruidor, dependendo apenas das inclinações do educador.

Um formador cristão é defensor da moralidade e da ética. Ele não pode permitir que seus filhos sejam pré programados por agentes formadores alheios ao ambiente familiar. A família ainda é o agente formador mais confiável.

* O conteúdo do texto acima é de total responsabilidade do autor e não reflete necessariamente a opinião do Portal Guiame.

This posting includes an audio/video/photo media file: Download Now

"Se morrermos, morreremos por Jesus", diz jovem cristão sobre retorno ao Iraque

Posted: 05 Sep 2018 08:35 AM PDT

"Se morrermos, morreremos por Jesus", diz jovem cristão sobre retorno ao Iraque

O jovem Youssif tem celebrado o seu retorno à sua terra natal, em Qaraqosh, Iraque. (Imagem: Portas Abertas)

O retorno de cristãos à cidade histórica de Qaraqosh (Iraque) tem sido marcada por uma mistura de sentimentos, que vão de alegria por estar de volta para a terra natal, passando pelo alívio da expulsão do Estado Islâmico, até o medo da remanescência do extremismo e da intolerância religiosa na região.

Mas em meio a todo este turbilhão de sentimentos, um deles está sobressaindo: a esperança. O jovem Youssif é uma prova disso e destacou em um depoimento publicado pela Missão Portas Abertas a sua satisfação em retornar à sua terra, que havia sido tomada pelo Estado Islâmico em 2014.

Ele confessou que quando voltou, temia encontrar muitas dificuldades e ter que lidar com a falta de esperança em seu povo, já que muitas casas e igrejas haviam sido destruídas.

"Mas reconstruímos nossa vida aqui e eu estou na escola de novo. Desde que começamos a reconstruir, houve uma mudança para melhor. Em muito pouco tempo, as coisas ficaram melhores", diz o rapaz.

Youssif continua sentindo falta dos amigos, pois a maioria deles deixou o país e ainda não retornou. Mas atualmente faz bom uso do tempo, focando no futuro e não negocia seus momentos de devocional e idas à igreja.

"Eu não saio muito, não tenho uma vida ocupada, cheia de coisas. Mas se quero ser bem-sucedido, tenho que estudar muito. Apesar de o futuro ser incerto, agora eu tenho fé", afirma.

"Se morrermos, morreremos por Jesus"

Youssif reconhece que a vida de cristãos no Iraque pode não ser nada fácil, porém assegurou que os crentes iraquianos estão conscientes disso e estão munidos de muita coragem e fé para enfrentar as dificuldades que estão por vir.

“Nossa fé é maior do que pensamos. Descobrimos isso quando estávamos reformando nossas casas aqui em Qaraqosh. A vida pode ser dura, mas nossa fé nos ajudou a reconstruir", relata. "Ainda há medo, pois novos ataques podem acontecer. Pode haver medo, mas também há coragem entre os cristãos que escolheram ficar aqui. Se morrermos, morreremos por Jesus".

 

This posting includes an audio/video/photo media file: Download Now

“Minha relação com o tráfico é transformar o criminoso em nova criatura”, diz Marcos Pereira

Posted: 05 Sep 2018 07:29 AM PDT

Em uma nova reportagem do SBT para o programa Conexão Repórter, exibido na última segunda-feira (3), Roberto Cabrini mostrou o forte trabalho que o pastor Marcos Pereira exerce em meio ambientes de grandes dificuldades como prisões e favelas. A reportagem também abordou sobre as acusações que o líder cristão sofreu há alguns anos.

O programa ainda mostra que os cultos realizados na sede de sua igreja permanecem lotados e os fiéis da Assembleia de Deus dos Últimos Dias continuam com a mesma reverência.

Logo no início da reportagem, é possível ver o trabalho de acolhimento que o pastor realiza com os ex-detentos. Um dormitório comporta mulheres que foram libertadas da prisão. Segundo Cabrini, todas elas têm um passado violento, como Priscila Jerônimo, de 25 anos, que já tem mais de 10 passagens pela polícia por roubo, assalto e tráfico.

“Eu roubava para satisfazer a minha vontade de usar droga. A minha família me abandonou, perdi a guarda da minha filha. Aí eu ouvi falar do trabalho do pastor Marcos, então vim para cá e tive oportunidade. Através desse trabalho consegui recuperar minha filha e agora eu vou me casar. Esse trabalho significa a minha vida, porque foi aqui onde eu recuperei a minha nova identidade”, disse a jovem.

Em outro quarto, Cabrini mostra 50 homens que dividem o mesmo espaço. De acordo com o jornalista, são pessoas que já foram bandidos, ladrões, assassinos, mas que foram recuperados.

A reportagem ainda mostra o Pastor Marcos invadindo um baile funk, interrompendo a festa. Muito respeitado, as pessoas recebem ele, que passa a ministrar o Evangelho no local. Sem qualquer dificuldade, o pastor circula livremente por meio das pessoas consideradas perigosas sem ninguém o impedir.

Os próprios “chefões” do tráfico não o barram. Ele ora pelas pessoas, sobe no palco, toma o microfone e inicia sua pregação. “Eu quero mudar esse baile”, diz. “A cocaína vai sair do teu nariz, a maconha vai sair da tua boca, porque eu entrei aqui em nome de Jesus”, ressalta o pastor.

Questionado pelo repórter sobre a acusação de ter se envolvido com o tráfico, o pastor responde. “A minha relação com o crime organizado e ir lá e tirar o traficante, o homicida e transformar ele. Inclusive eu tenho aqui pessoas dos anos 90 até a data de hoje que foram recuperadas. Essa é a minha relação com tráfico, transformar o traficante uma nova criatura”, pontuou.

Sobre a questão dos dízimos, ele diz: “Se o traficante se converter de tudo que ele fez de errado, pelo trabalho dele, ele tem essas coisas. Era o trabalho dele durante o período de engano e Deus não leva em conta o período de ignorância. Ele não vai jogar o dinheiro dele fora, como ele não jogou o corpo dele fora quando era traficante. Se ele congregar em uma instituição e quiser ofertar, nenhum líder pode negar”.

This posting includes an audio/video/photo media file: Download Now

0 comentários: